Início » Brasil » Janot contra o tempo
COLUNA ESPLANADA

Janot contra o tempo

PF tende a pedir prorrogação do prazo determinado por Fachin para enquadrar a turma do PMDB enrolada na Lava Jato

Janot contra o tempo
A conclusão do inquérito é a peça que falta para Janot apresentar a segunda denúncia contra Temer (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

O prazo determinado pelo ministro do STF Edson Fachin para enquadrar a turma do PMDB enrolada na Operação Lava Jato se encerra na sexta dia 26, mas a Polícia Federal tende a pedir prorrogação e concluir o inquérito em meados de setembro — após a saída de Rodrigo Janot do comando da Procuradoria-Geral da República. A conclusão do inquérito é a peça que falta para Janot apresentar a segunda denúncia contra o presidente Michel Temer.

Patota

No total, são 15 investigados — entre eles os ex-presidentes da Câmara Eduardo Cunha e Henrique Eduardo Alves, o doleiro Lúcio Funaro (todos presos), entre outros.

Desabafo

Está certo o secretário de Segurança do Rio, Roberto Sá, quando cobra de público a reforma do código penal. Há comissão na Câmara para endurecer o Código, mas travou.

Todos na rua

Prova de que o Código Penal é frouxo é o indulto dado por Dilma a mensaleiros e o perdão confirmado pelo pleno do STF, o mesmo que condenou a quadrilha.

$indicatos animado$

Uma enxurrada de ações irá congestionar os tribunais caso o Governo de Michel Temer leve a cabo a ameaça de adiar o reajuste dos servidores. O STF já se pronunciou favorável a um recurso (nº 565.089) apresentado por servidores do estado de São Paulo.

Molina x Evo

Grupo capitaneado pelos senadores Arturo Murillo e Carmen Eva conseguiu aprovar no Senado boliviano, de maioria da base de Evo Morales, resolução de reconhecimento póstumo para o ex-senador Roger Pinto Molina, falecido após queda do avião que pilotava em Luziânia. Evo e Molina (que fugiu para o Brasil) eram inimigos figadais.

Burocracia

A necessidade de diálogo entre órgãos governamentais responsáveis pelo registro de marcas de cigarros no Brasil, especialmente INPI e Anvisa, será tema de debate na próxima semana durante o 37º Congresso de Propriedade Intelectual.

Burocracia 2

Hoje, por falta de pessoal e de ferramentas, um simples registro de marcas no INPI chega a demorar cinco ou seis anos, dependendo do caso.

Pista livre

Roberto Jefferson, o delator do Mensalão do PT, quer se lançar a deputado federal pelo PTB de São Paulo. Já conversou com Campos Machado, dirigente estadual.

Lama…

A Samarco Mineração terá que, enfim, pagar R$ 150 milhões relativos a três multas pelo rompimento da barragem de Fundão em Mariana (MG). Todos os recursos apresentados pela empresa foram negados pelo Ibama.

…abaixo

Apesar de recorrer a todas as possibilidades previstas na legislação, a mineradora já foi alvo de 24 autos de infração do Ibama e de multas aplicadas pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, e pelos órgãos ambientais de Minas e ES.

Mineiridade

Com o pedido de afastamento do mandato e prisão adormecido há quase um mês no STF, o senador Aécio Neves (PSDB-MG) retomou o posto de principal articulador político do Planalto no Senado. Cauteloso, tem evitado criticar o Governo.

Jogada

O deputado César Halum (PRB-TO) começa na terça a coleta de assinaturas — precisa de 171 signatários — para a criação de frente parlamentar para legalizar o jogo no Brasil.

Carro 27

O carro 27 do Senado Federal que foi visto em renomado escritório de advocacia em Brasília está sendo utilizado pelo senador Jorge Viana (PT-AC).

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

3 Opiniões

  1. Áureo Ramos de Souza disse:

    Acabou-se STF – PGR e outros , só temos os políticos mesmo que não se lembram que foram eleitos e são pagos por nós, eles tem votos e nós só temos os votos, o bom seria sabermos usar.

  2. Beraldo disse:

    Corrigenda: E o autor da matéria se limita, cretinamente, a dar a informação, sem falar isto aí acima.

  3. Beraldo disse:

    O primeiro parágrafo significa, em palavras simples, curtas e grossas o seguinte: O Ministro da Justiça, Torquato Jardim, ordenou à Polícia Federal, que descumpra determinação do Ministro Edson Fachin do STF para não concluir o inquérito dos caciques ladrões do PMDB, ainda na gestão do PGR Rodrigo Janot, evitando a segunda denúncia contra o Michel Miguel Elias Temer Lulia.

    Vai ficar para a gestão da nova PGR, a tal Dodge, indicada pelo Chefe do PCB – Primeiro Comando Brasil, para amaciar tudo que seja contra a corruptela encastelada em Brasília.

    E o autor da matéria se limita, cretinamente, a falar isto aí acima.

    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

    Mais um tapa na cara do Povo Brasileiro

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *