Início » Brasil » Janot denuncia Lula, Dilma e ex-ministros por organização criminosa
PGR

Janot denuncia Lula, Dilma e ex-ministros por organização criminosa

PGR sustenta que acusados formaram organização criminosa para desviar dinheiro da Petrobras

Janot denuncia Lula, Dilma e ex-ministros por organização criminosa
Defesa de Lula classificou a denúncia como uma ação política (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, denunciou na noite desta terça-feira, 5, ao Supremo Tribunal Federal (STF) os ex-presidentes Lula e Dilma Rousseff, os ex-ministros Antonio Palocci Filho, Guido Mantega, Edinho Silva e Paulo Bernardo, além da senadora Gleisi Hoffman e do ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto pelo crime de organização criminosa.

Na denúncia, feita no âmbito da Operação Lava Jato, Janot sustenta que os acusados formaram uma organização criminosa no PT para desviar dinheiro da Petrobras.

Os oito denunciados são suspeitos de “promover, constituir, financiar ou integrar, pessoalmente ou por interposta pessoa, organização criminosa”. A pena é de de 3 a 8 anos de prisão, além de multa. Janot diz que o esquema permitiu que os oito denunciados recebessem, juntos, R$ 1,5 bilhão em propina.

Ainda de acordo com a denúncia apresentada por Janot, “pelo menos desde meados de 2002 até 12 de maio de 2016 , os denunciados, integraram e estruturaram uma organização criminosa com atuação durante o período em que Lula e Dilma Rousseff sucessivamente titularizaram a Presidência da República para cometimento de uma miríade de delitos, em especial contra a administração pública em geral”.

O PGR afirma também que “Lula, de 2002 até maio de 2016, foi uma importante liderança, seja porque foi um dos responsáveis pela constituição da organização e pelo desenho do sistema de arrecadação de propina, seja porque, na qualidade de presidente da República por 8 anos, atuou diretamente na negociação espúria em torno da nomeação de cargos públicos com o fito de obter, de forma indevida, o apoio político necessário junto ao PP e ao PMDB para que seus interesses e do seu grupo político fossem acolhidos no âmbito do Congresso Nacional”.

Janot considera ainda que Lula deve receber uma pena maior que os demais acusados por ser considerado “líder” da suposta organização criminosa.

Em relação a Dilma, Janot afirma que a ex-presidente integrou a organização criminosa desde 2003, quando assumiu o Ministério de Minas e Energia. Os delitos teriam continuado quando Dilma assumiu a Presidência da República.

A assessoria de Lula afirmou que “a denúncia da PGR, sem qualquer fundamento, é uma ação política. “É o auge da campanha de perseguição contra o ex-presidente Lula movida por setores partidarizados do sistema judicial. Foi anunciada hoje para tentar criar um fato negativo no dia em que Lula conclui sua vitoriosa jornada pelo Nordeste”.

Já a assessoria de Dilma disse que “sem apresentar provas ou indícios da materialidade de crime, o chefe do Ministério Público Federal oferece denúncia ao Supremo Tribunal Federal sem qualquer fundamento; caberá ao STF garantir o amplo direito de defesa e reparar a verdade, rejeitando-a; a Justiça será feita e não prevalecerá o Estado de Exceção. Não há mais espaço para a Justiça do Inimigo”.

Fontes:
G1 - Janot denuncia Lula, Dilma, Gleisi, Palocci, Edinho, Mantega, Paulo Bernardo e Vaccari

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Áureo Ramos de Souza disse:

    Sabe-se que nosso país com os políticos sempre roubaram o Brasil, mas de forma mais ordeira. E depois da entrada do Lula e depois Dilma apoiada por Lula e Dilma que queria dá um cargo para tona-lo inelegível foram os mentores e eu dizia que futucando devagar chegaria a eles, E aí está a cara deles, o Lula caindo cabelo e a Dilma se fazendo de coitadinha. Cadê os sindicatos que não apareceram mais nas ruas com bonés, faixas, camisas tudo patrocinados pelo PT com dinheiro sujo das propinas. Não precisa mais o povo ir as ruas solicitar nada pois tudo foi descoberto. Tchau querida.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *