Início » Brasil » ‘Japonês da Federal’ vai cumprir pena em casa
'CELEBRIDADE' DA LAVA JATO

‘Japonês da Federal’ vai cumprir pena em casa

Medida é adotada por falta de vagas no sistema penitenciário

‘Japonês da Federal’ vai cumprir pena em casa
No Carnaval deste ano, máscaras de seu rosto fizeram sucesso nos blocos de rua e agora sobram no estoque (Foto: Youtube)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Conhecido como “Japonês da Federal”, o policial federal Newton Ishii vai cumprir sua pena em casa por conta de falta de vagas no sistema penitenciário para cumprir o regime semiaberto tradicional. Ele foi condenado a mais de quatro anos de prisão. Segundo a Justiça, Ishii e outros investigados facilitavam a entrada de contrabando no Brasil, pela fronteira com o Paraguai, em Foz do Iguaçu.

Nesta sexta-feira, 10, ele vai começar a usar a tornozeleira eletrônica. Newton Ishii foi preso na última quarta-feira, 8, em Curitiba. Durante o período com a tornozeleira, ele não poderá deixar a capital paranaense sem autorização prévia das autoridades judiciais nem sair de casa aos sábados e domingos. Nos dias de semana, ele deve estar em casa entre 23h e 5h. Ishii deve ficar com a tornozeleira pelo menos até 21 de outubro.

O policial federal virou um dos símbolos da Operação Lava Jato por geralmente ser fotografado acompanhando acusados da Lava Jato no momento da prisão. No Carnaval deste ano, máscaras de seu rosto fizeram sucesso nos blocos de rua e agora sobram no estoque.

O policial já havia sido preso antes na Operação Sacuri, em 2003, quando se aposentou. Entretanto, em 2014, sua aposentadoria foi revogada e ele foi reintegrado à Polícia Federal. Com o início do cumprimento da pena, ele teve que ser novamente afastado da Polícia Federal.

 

Fontes:
Congresso em Foco-Japonês da Federal vai cumprir pena em casa com tornozeleira eletrônica

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *