Início » Brasil » Jefferson escapa de regime fechado
Julgamento do mensalão

Jefferson escapa de regime fechado

Ex-deputado do PTB foi beneficiado com redução da pena por ter colaborado com as investigações

Jefferson escapa de regime fechado
Jefferson foi condenado a sete anos e 14 dias de prisão (Fonte: Reprodução/O Globo)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Os ministros do Supremo Tribunal Federal (STF) concluíram nesta quarta-feira, 28, a fase de dosimetria do julgamento do processo do mensalão, isto é, o cálculo das penas dos réus condenados, entre eles o ex-deputado Roberto Jefferson (PTB), delator do esquema.

Leia também: Mais seis réus têm penas definidas

Jefferson foi beneficiado com a redução da pena por ter colaborado com as investigações, sendo condenado a sete anos e 14 dias de prisão, que serão cumpridos inicialmente em regime semiaberto. O ministro Joaquim Barbosa ressaltou que o ex-deputado “teve um papel importante na elucidação dos fatos”.

O ex-presidente da Câmara João Paulo Cunha (PT) foi condenado a nove anos e quatro meses de prisão, que devem ser cumpridos inicialmente em regime fechado, além de multa de R$ 380 mil. Em nota, Cunha afirmou que a sentença foi injusta, e que continuará lutando para provar sua inocência.

Prisão imediata?

Já o ex-tesoureiro do PTB Emerson Palmieri pegou quatro anos de prisão, pena que foi substituída por pagamento de multa e perda dos direitos políticos.

Os ministros do Supremo ainda precisam decidir se os deputados condenados vão perder imediatamente seus mandatos ou não, e se todos os réus serão presos assim que o julgamento for finalizado. A próxima sessão do julgamento deve acontecer na quarta-feira, 5.

Fontes:
Jornal Nacional - Roberto Jefferson tem pena reduzida pelo STF e vai cumprir sete anos
R7 - Supremo acaba cálculo e penas de condenados mensalão superam 280 anos

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

4 Opiniões

  1. Ronaldo Braga disse:

    ηὕρηκα!!! εὕρηκα!!! EUREKA!!! EUREKA!!! Acabo de descobrir o “porquê” do aumento da criminalidade no Brasil!!!! Ficou por demais evidente a comprovação!!! E o Tribunal maior do País é quem dá a resposta! Sim(!!), ao “substituir” a pena que o próprio STF deu a alguns “mensaleiros”. Esta é a causa deste problema, que atormenta a Nação!

    O Tribunal, de certa forma, ao, digamos, “apenar” alternativamente o Emerson Palmieri (e alguns outros mais), com “pagamento de multa” (que, com certeza, vai ser paga com o mesmo dinheiro obtido irregularmente!!!) e “perda dos direitos políticos” (com muita grana no bolso ele está “se lixando” para esta “perda”!), o STF fomenta a certeza de que “No Brasil, o crime compensa!”

    P.S.: Não esquecer que o chefe geral de todo o “esquema” sempre afirmou que não sabia de nada! E o Tribunal, candidamente, a-c-r-e-d-i-t-o-u e nem sequer procurou averiguar se o mesmo estava(está) mentindo!!!!!.

    ACORDA, BRASILLLLLL!!!!

  2. Mauricio Fernandez disse:

    DEPOIS DO QUE ACONTECEU COM O VALDEMAR DA COSTA NETO A TURMA TODA VAI FAZER AQUELA FESTA. O NEGÓCIO AGÓRA É RECORRER E RECORRER, NÃO INTERESSA SE PODE OU SE NÃO PODE E PONTO. A SUPREMA CORTE JULGOU QUE PORCOS ELEFANTES E IDIOTAS LAMBEM SABÃO ENTÃO QUEREM O QUE?

  3. Rudy Lang disse:

    No que diz respeito a João Paulo Cunha e outros notórios contraventores, condenados pelo STF, do PT, gostaria de sugerir ao OPINIÃO E NOTÍCIA uma reportangem ou nota esclarecendo se decisões do STF são passíveis de apelação.
    Em caso afirmativo, apelariam a quem? Ao bispo de sua diocese?
    Fica registrado pedido.

  4. Áureo Ramos de Souza disse:

    A coisa não é corretamente certa mais só em ele ter coragem de delatar e se encontrar ainda vivo dêem prisão só para dormir, agora cuidado! lá dentro pode aparecer enforcado, quem avisa amigo é.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *