Início » Brasil » João Goulart é deposto por militares
NESTA DATA

João Goulart é deposto por militares

No dia 31 de março de 1964, os militares retiram João Goulart do poder dando início ao Regime Militar que dura até 1985

João Goulart é deposto por militares
Governo Militar teve cinco presidentes de durou até o ano de 1985 (Foto: Wikimedia)

Em meio ao caos político do governo de João Goulart, os militares iniciaram o processo de retirada do presidente do poder, para impedir o suposto golpe comunista de Jango. No dia 31 de março de 1964, os militares retiraram o poder das mãos do presidente e assumiram o controle do país no dia seguinte, iniciando o período de 21 anos no poder.

João Goulart foi eleito vice-presidente do Brasil em 1961, quando Jânio Quadros assumiu o cargo máximo do país. O então presidente renunciou no mesmo ano, deixando o poder nas mãos de Jango. O alinhamento do novo presidente a ideais comunistas criou medo na elite brasileira e nos Estados Unidos.

Apoiado pelos americanos, o exército brasileiro depôs o presidente, que se refugiou no Rio Grande do Sul e depois foi para o exílio no Uruguai. Poucos dias depois o Chefe Maior do Exército Brasileiro, General Humberto Castelo Branco, foi escolhido como presidente do Brasil.

Os cinco presidentes militares que se sucederam à revolução foram proclamados herdeiros da revolução e governaram o país de 1964 a 1985, quando João Figueiredo convocou novas eleições e Tancredo Neves foi escolhido novo presidente do Brasil, tomando posse no dia 15 de março de 1985.

Fontes:
História Brasileira-Golpe Militar de 1964

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

8 Opiniões

  1. Joelson Gonçalves da silva disse:

    BRASIL NUNCA TEVE DITADURA MILITAR,ISSO É FICÇÃO MONTADA PELA ESQUERDA COMUNISTA,JANGO FOI DEPOSTO DO CARGO POR MILITARES, POR CONTA DE ESTÁ PERDENDO O CONTROLE DO PAIS, ASSIM CULMINANDO COM A INFILTRAÇÃO COMUNISTA,TERRORISTA,SUBVERSIVA E AÇÕES GUERRILHEIRAS,A AÇÃO DOS MILITARES,APELIDADO DE GOLPE,ESTÁ ESTAMPADO NA FIGURA HODIERNA,OS MILITARES ASSUMIRAM PARA MANTEREM A ORDEM DO PAIS,AQUI NUNCA HOUVE DITADURA,HOUVE SIM,UM REGIME MILITAR,PROVA DISSO QUE,QUEM ESCOLHIA UM GENERAL,ERA O PRÓPRIO CONGRESSO NACIONAL, ATRAVÉS DOS DEPUTADOS,EM PAÍSES DITATORIAIS, ESTE COMPORTAMENTO JAMAIS EXISTIRIA,OCORRE AQUI, É QUE A ESQUERDA COMUNISTA,BEM COMO SEUS COMUNISTAS,TODOS SÃO CRIAS DO PIOR ELEMENTO CUBANO, FIDEL CASTRO,QUE CERTAMENTE ESTÁ QUEIMANDO NO MÁRMORE DO INFERNO.

  2. Marluizo disse:

    2017 no Brasil estados constituídos parecem que o conceito de distribuição das riquezas dos países latinos, para o bem-estar do próprio povo da América Latina. Permaneceram sempre contrariados pelos propósitos dos grupos bem articulados, que, indiferente ao bem-estar da população, assume o poder político administrativo econômico, passam a adquirir altas rendas como vantagens pessoais e planos de manutenção de poder consubstanciados com interesses externos de países doutrinadores expansionistas exploradores, perpetuando às classes mais necessitadas no regime de servidão.
    Permanecendo atualizada uma antiga frase proferida por um representante do Estado Instituído.
    “Quando estávamos prendendo Pobre eles estavam achando ótimo, agora que começamos a prender Rico eles mandão maneirar, eu não vou parar”.
    Mas parou, ele foi substituído.
    Em entremeio aquela frase atribuída a um Presidente.
    “Se não parar eu prendo e arrebento”.
    Prevalecendo os interesses contemporâneos deste sistema político atual, que mantém o país até esta data no subdesenvolvimento social.

  3. Jorge Hidalgo disse:

    O golpe de 1º de abril…pra quem gosta deles, por favor só perguntar o que fizeram com as ferrovias…um país deste tamanho sem nenhum transporte por trilhos…se responder que “eles” privilegiaram a indústria automobilística, ganha 10 (dez) com louvor…e cuidado com o CCC…

  4. TIAGO disse:

    MILITARES, POR FAVOR NOS AJUDEM! ACABEM COM ESSA BESTEIRA DE DEMOCRACIA E FAÇAM JUS A PRIMEIRA PALAVRA DE NOSSA BANDEIRA. ORDEM POR FAVOR!!!!!

  5. Renato Fregapani disse:

    Os militares de hoje não seguirão o caminho do golpe, porque os mais capacitados, em busca de melhores rendimentos, migraram para o Judiciário e a Polícia Federal ao longo das três últimas décadas. E não por acaso, é de lá que está vindo o combate à bandalheira.

  6. Marcelo Rossa disse:

    “Suposto” golpe comunista? Se aquele que já tem todas as confirmações históricas e relatos recentes de que era um projeto de comunização era suposto, imagina o que pensam deste que está sendo muito mais velado. Acordem.

  7. Roberto1776 disse:

    Alguém tem dúvidas da intenção do petê em provocar o caos, como Jango, e anteriormente Jânio, para romper o tecido democrático e impor um regime socialista/comunista de força como os que já existem em Cuba e Venezuela???
    Desta vez os militares não vão segurar as pontas, mesmo porque atualmente devem existir muitos marighelas infiltrados nas FFAA. Ao eleger um petista para o quarto mandato presidencial seguido, o povo brasileiro, tolamente, cruzou o Rubicão.
    Agora é tarde e Inês é morta.
    Alea jacta est.

  8. Marluizo Pires Cruz disse:

    Março de 2015 momentos atual, os senhores incentivadores da guerra política através de protesto de rua tentando suprimir a escolha do representante eleito através do voto da maioria, parece tentar reacender um passado recente na história do país, Onde os doutrinadores incentivadores da quebra do sistema democrático, induzidos como descreveu o texto por interesses externos, então os apreciadores do brilhante alheios já possuidores do poder logísticos de transposição de bens e pessoal para outros países, impuseram aos brasileiros vários anos de regime militar onde muitos sofreram as consequências da disputa de poder e os horrores das guerras por eles promovidas. Porquanto o caminho da Paz parece ser o melhor caminho para a humanidade caminhar. Atentai-vos ao canto da sereia. Pois a história pode repetir no tempo. Melhor será esperar a próxima disputa eleitoral, para assumir o poder pelo voto.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *