Início » Brasil » John Kennedy cogitou invadir o Brasil para derrubar João Goulart
Áudio revela

John Kennedy cogitou invadir o Brasil para derrubar João Goulart

Áudio gravado em 1963 mostra que Washington cogitava intervir militarmente no Brasil para destituir João Goulart da presidência

John Kennedy cogitou invadir o Brasil para derrubar João Goulart
Com a chegada do regime militar, em 1964, os EUA se limitaram a oferecer apoio diplomático aos militares (Reprodução/AP)

Em uma gravação feita em 1963, o então presidente americano John F. Kennedy cogitou a hipótese de invadir o Brasil para destituir João Goulart da presidência. No áudio, Kennedy indaga sobre a possibilidade de “intervir militarmente” no país.

O áudio foi gravado durante uma reunião na Casa Branca, em que se discutia a situação do Brasil e do Vietnã. Kennedy foi assassinado em Dallas, EUA, 46 dias depois.

A revelação faz parte da reedição dos livros do jornalista Elio Gaspari sobre o regime militar. O áudio da gravação está disponível no site “Arquivos da Ditadura”.

Na época em que o áudio foi gravado, a Casa Branca cogitava a hipótese de uma guerra civil no Brasil, mas com a chegada do regime militar, em 1964, os EUA se limitaram a oferecer apoio diplomático aos militares.

“Os americanos estavam dispostos, mas a ajuda não foi necessária. O golpe foi tramado e aplicado aqui. Made in Brazil mesmo”, explica a  cientista política Maria Celina D’Araújo.

Fontes:
O Globo-Gravação revela que Kennedy pensava em invadir o Brasil

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Roberto1776 disse:

    Fica confirmada, mais uma vez, a situação calamitosa à qual esse irresponsável, cujos restos mortais foram recentemente exumados, em magnífico show levado a efeito no cemitério de São Borja, para possivelmente encher os bolsos de “alguénS” com polpudas indenizações, estava nos conduzindo.
    Lembro-me perfeitamente da bagunça generalizada reinante em 1963 e no início de 1964, e o alívio que foi a ordem que Castelo Branco estabeleceu no país. Não teríamos uma democracia hoje se os militares de 1964 não tivessem corrido com esse infeliz do país. A capital do Brasil teria sido mudada, mais uma vez. Desta feita, certamente, teria sido transferida para La Habana.

  2. André Luiz D. Queiroz disse:

    Roberto1776,
    Você, que viveu a época, responda-me: e Jânio Quadros? Qual a responsabilidade dele nisso tudo?

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *