Início » Brasil » Juiz do caso Eike é flagrado dirigindo Porsche do empresário
Caso Eike

Juiz do caso Eike é flagrado dirigindo Porsche do empresário

Segundo o juiz, dois carros de Eike apreendidos pela PF foram levados para a garagem do seu prédio por falta de espaço no pátio da Justiça Federal

Juiz do caso Eike é flagrado dirigindo Porsche do empresário
O juiz Flávio Roberto de Souza é o responsável pela decisão que levou ao bloqueio de R$ 3 bilhões do empresário e seus familiares (Reprodução/Estadão)

Uma reportagem divulgada pelo jornal Estadão nesta terça-feira, 24, flagrou o juiz Flávio Roberto de Souza, responsável pelo julgamento de Eike Batista, dirigindo um Porsche Cayenne turbo placa DBB 0002. O veículo pertence a Eike e foi apreendido pela Polícia Federal no último dia 6. O carro seria leiloado nesta terça-feira, 24, mas uma liminar concedida pela Justiça suspendeu o leilão.

Leia mais: Em entrevista ao ‘Fantástico’, juiz critica ostentação da família Batista
Leia mais: Justiça congela R$1,5 bilhão em bens de Eike Batista

O juiz Flávio de Souza é o responsável pela decisão que levou a apreensão de seis carros, 16 relógios, um piano, uma escultura e R$ 127 mil em espécie. O bloqueio de R$ 3 bilhões do empresário e de seus familiares foi pedido pela Justiça para garantir o pagamento de indenizações e multas, caso Eike seja condenado.

O carro de luxo teria sido levado para a garagem do prédio de Flávio de Souza após a apreensão da Polícia Federal. Segundo o juiz, não havia espaço suficiente para todos os carros no pátio da Justiça Federal. Uma Toyota Hylus também teria sido levada para o local.

O advogado Sergio Bermudes, que representa Eike, afirmou que o flagrante além de suficiente para afastar o juiz, é um ato ilícito. O juiz Flavio de Souza se defendeu, afirmando ter feito um ofício ao Detran, comunicando que os carros estariam em sua garagem devido a falta de espaço no pátio da Justiça Federal. Segundo o juiz, os carros não saíram da garagem desde então.

Ainda de acordo com Flavio de Souza, o motorista da Vara Federal levaria os veículos, mas a Toyota Hylux teve de ser rebocada por problemas mecânicos. O juiz disse que se dispôs a levar o Porsche. Em resposta, Bermudes afirmou que o juiz não incluiu o Porsche Cayenne no edital do leilão, portanto, o flagrante se constitui em improbidade administrativa.

O  juiz Flávio de Souza será alvo de uma sindicância. A Corregedoria Regional da Justiça Federal da 2ª Região, por determinação do desembargador federal José Antonio Lisbôa Neiva, instaurou um processo para investigar a conduta do juiz.

Fontes:
O Globo-Advogado de Eike diz que Porsche do empresário está sendo usado por juiz
Estadao-Juiz do caso Eike usa Porsche do empresário, diz advogado
Veja-Defesa de Eike acusa juiz

2 Opiniões

  1. Jorge Armani disse:

    Já vi casos do oficial de justiça ter que dirigir ele mesmo o veículo penhorado para não frustrar a execução. É a Justiça do Brasil.

  2. Revoltado disse:

    Mas que Juiz de bxxxx. Brasileiro não faz nada direito, somos mesmo um povinho ralé. Eike deve estar rindo à toa. Vergonha de ter nascido aqui.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *