Início » Brasil » Justiça absolve Youssef por lavagem de dinheiro do tráfico internacional
Operação Lava-Jato

Justiça absolve Youssef por lavagem de dinheiro do tráfico internacional

Juiz acolheu o argumento da defesa de Alberto Youssef, que alegou que o doleiro não sabia da origem do dinheiro quando cedeu seu escritório para recebimento

Justiça absolve Youssef por lavagem de dinheiro do tráfico internacional
Apesar de inocentado da acusação, Youssef continuará preso até que os processos restantes sejam julgados (Reprodução/Internet)

Em seu primeiro veredito da Operação Lava-Jato, a Justiça Federal absolveu o doleiro Alberto Youssef da acusação de lavagem de dinheiro do tráfico internacional de drogas. O crime é uma das cinco ações penais abertas contra o doleiro. Apesar de inocentado da acusação, Youssef continuará preso até que os processos restantes sejam julgados.

Porém, no mesmo veredito, a Justiça Federal condenou Renê Luiz Pereira a 14 anos de prisão pelo tráfico de 698 kg de cocaína. A droga foi apreendida em novembro do ano passado em Araraquara, São Paulo. Além de Renê, foram condenados por lavagem de dinheiro do tráfico internacional de drogas André de Catão Miranda e o empresário Carlos Habib Chater, que tem ligações com Youssef. Os três também foram presos na Operação Lava-Jato.

A absolvição de Youssef foi pedida pelo Ministério Público Federal. O juiz Sérgio Moro, da 13ª Vara Federal de Curitiba, acolheu o pedido da defesa de Youssef. Segundo a defesa do doleiro, Youssef “cedeu seu escritório para recebimento e entrega do dinheiro sem o conhecimento de que ele provinha do tráfico internacional de drogas”.

De acordo com a denúncia da Operação Lava-Jato, R$ 124 mil foram enviados da Europa para o Brasil e, depois, para a Bolívia para pagar fornecedores de drogas. O grupo depositava o dinheiro na conta de um posto de gasolina de Brasília e de uma empresa de fachada em Curitiba.

Fontes:
Estadão-Justiça absolve doleiro na primeira sentença da Lava-Jato

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *