Início » Brasil » Justiça quebra sigilos bancário e fiscal de Gabrielli
Ex-presidente da Petrobras

Justiça quebra sigilos bancário e fiscal de Gabrielli

Decisão do Tribunal de Justiça do Rio também atinge executivos da empresa Andrade Gutierrez

Justiça quebra sigilos bancário e fiscal de Gabrielli
Gabrielli disse que não teme qualquer investigação (Fonte: Reprodução/Agência Senado/Veja)

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro decretou nesta quarta-feira, 28, a quebra do sigilo bancário e fiscal e o bloqueio dos bens do ex-presidente da Petrobras José Sérgio Gabrielli.

A medida atinge ainda outros executivos da estatal e também da Andrade Gutierrez, incluindo Renato Duque, ex-diretor de Engenharia e Serviços da Petrobras; Pedro Barusco, ex-gerente de Serviços e Engenharia; Sérgio Arantes, ex-gerente Setorial de Estimativas de Custos e Prazos; José Carlos Amigo, ex-gerente de Implementação de Empreendimentos para o Cenpes; Alexandre da Silva, ex-gerente Setorial de Construção e Montagem do Cenpes; Antônio Perrota, responsável pela elaboração dos orçamentos dos contratos; e Guilherme Neri, responsável pela elaboração dos orçamentos dos contratos.

A juíza Roseli Nalin, da 5ª Vara da Fazenda Pública do TJ-RJ, acolheu o pedido do Ministério Público feito em dezembro do ano passado em ação civil pública por improbidade administrativa.

Sérgio Gabrielli afirmou que não foi informado da decisão e que não teme qualquer investigação. A Andrade Gutierrez ressaltou que todos os contratos com a Petrobras foram feitos dentro dos processos legais. A Petrobras ainda não se pronunciou.

De acordo com a juíza, inquéritos teriam comprovado sucessivas e superpostas contratações em benefício da Andrade Gutierrez, além de sobrepreço e superfaturamento praticado nos contratos.

A ação do MP aponta que quatro contratos fechados para a realização de obras da ampliação e modernização do Centro de Pesquisas da Petrobras e implantação do Centro Integrado de Processamento de Dados da estatal, entre 2005 e 2010, foram superfaturados.

Fontes:
G1 - TJ-RJ autoriza quebra de sigilo de ex-presidente da Petrobras

1 Opinião

  1. helo disse:

    Meu Deus como a Petrobrás trabalhou em benefício de alguns. Extraordinário!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *