Início » Brasil » Lama de barragem não será contida antes de fevereiro, diz engenheiro da Samarco
DESASTRE EM MARIANA

Lama de barragem não será contida antes de fevereiro, diz engenheiro da Samarco

Contenção dos rejeitos depende da construção de um dique de dez metros de altura

Lama de barragem não será contida antes de fevereiro, diz engenheiro da Samarco
Rompimento de barragens deixou um rastro de destruição (Fonte: Reprodução/Divulgação/Corpo de Bombeiros-MG)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Em uma audiência pública realizada nesta segunda-feira, 21, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais, em Belo Horizonte, o engenheiro civil geotécnico da mineradora Samarco José Bernardo Vasconcelos, que participou como convidado, afirmou que a lama da barragem de Santarém não será contida antes de fevereiro.

Leia também: Governo move ação de R$ 20 bilhões contra Samarco, Vale e BHP
Leia também: Samarco ‘sumiu’ com dinheiro de suas contas, diz juiz
Leia também: Cientistas acham metais pesados no Rio Doce

De acordo com o engenheiro, a contenção dos rejeitos depende da construção de um dique de dez metros de altura. “Nosso cronograma prevê que, em fevereiro, nós vamos conseguir atravessar o rio e suspender o dique, de modo a começar a fazer a retenção das partículas sólidas ao longo de todo o vale”, afirmou Vasconcelos.

O engenheiro disse ainda que, enquanto a obra não for concluída, ainda haverá “fuga de material”. O período chuvoso e a largura do rio estão dificultando os trabalhos.

O juiz federal Marcelo Aguiar Machado, da 12ª Vara Federal de 1º grau em Minas Gerais, determinou na última sexta-feira, 18, que a Samarco, cujas donas são a Vale a BHP Billiton, impeça o vazamento no prazo de dez dias, a partir da intimação. A Samarco e a Vale informaram nesta segunda que ainda não foram notificadas da decisão judicial.

Ainda da acordo com a Samarco, a lama que sai da barragem não pode ser considerada como vazamento. A mineradora ressaltou que se trata na verdade de uma movimentação de rejeitos sólidos em decorrência de chuvas.

O desastre aconteceu no último dia 5 de novembro após o rompimento das barragens do Fundão e de Santarém, em Mariana, Minas Gerais, deixando um rastro de destruição, além de 17 mortos e dois desaparecidos.

Fontes:
G1 - Engenheiro da Samarco diz que lama de barragem deve vazar até fevereiro

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *