Início » Brasil » Lava Jato mata as concorrentes da Odebrecht
Coluna Esplanada

Lava Jato mata as concorrentes da Odebrecht

Empreiteiras ficarão proibidas de fechar contratos com o governo federal, deixando o caminho livre para a Odebrecht

Lava Jato mata as concorrentes da Odebrecht
Obras da Odebrecht (Fonte: Reprodução/Odebrecht)

O que as grandes empreiteiras OAS, Camargo Corrêa, Queiroz Galvão, UTC e Mendes Junior têm em comum? São megaconstrutoras que têm o governo federal como principal cliente e a Odebrecht como a grande concorrente. Apesar dos contratos bilionários com a Petrobras nas mesmas problemáticas diretorias alvos da PF, a construtora baiana ficou imune. O próximo capítulo é a inclusão das empreiteiras enroladas na lista suja da Controladoria-Geral da União: elas ficarão proibidas de fechar contratos com o governo federal, deixando o caminho livre para a Odebrecht.

Vem mais?

A PF pediu prisão de dois diretores da Odebrecht, mas o juiz Sérgio Moro negou. Isso pode indicar também que a empresa pode ser alvo de nova operação e grande operação.

Varreu

Os anais dos bastidores da Lava Jato futuramente mostrarão que a Operação da PF aniquilou as adversárias da construtora da Bahia, aliadíssima do governo PT.

Cofre aberto

A Odebrecht é aliada e grande financiadora de campanhas do PT desde a gestão Lula, e líder em doação milionária de campanhas para a base aliada.

A segunda morte…

Os militares e historiadores estão revoltados com a inclusão do nome do Brigadeiro Eduardo Gomes na lista de torturadores da Comissão da Verdade. Ele foi o líder do Tenentismo, um dos heróis do ‘18 do Forte’ (levou tiro nos testículos), fundador da FAB e liderou o movimento democrático que derrubou a ditadura de Getúlio Vargas.

…do brigadeiro

A confusão se dá porque em 1964, quando já estava na Reserva e bem ancião, o brigadeiro foi chamado pelo presidente Castelo Branco para ministro da Aeronáutica (por pouco tempo). Foi para casa antes dos relatos de torturas que teriam começado em 1968, com o decreto do AI-5.

Revisão

Para piorar a situação do saudoso oficial, o brigadeiro — que dá nome, por ex., ao Aeroporto de Manaus — não deixou herdeiros que possam defendê-lo. Um grupo de advogados e entidades civis em Brasília esboça uma ação judicial contra a CNV.

Viana verde

A ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, também quer deixar o governo. Dilma insiste para que ela fique. O senador Jorge Viana (PT-AC) deve ser nomeado.

Il Capo

Uma rede de cinemas de Goiânia exibia semana passada O Poderoso Chefão. Terra de Marconi Perillo, algoz do jornalismo isento, faz certo sentido.

Tarde, mas…

Aliás, Marconi, reeleito e rumo ao quarto mandato, entrou na onda da redução de custos: diminuirá o número de secretarias. Anuncia os nomes dia 31. O governador Rollemberg (PSB), do DF, já se antecipou ontem e fez o mesmo: cortou 15 pastas.

Bahlemanha

Os alemães gostaram tanto da Bahia que decidiram ficar. O mesmo grupo que construiu o CT da Seleção da Alemanha para a Copa começou as obras de um grande resort em Santo André, perto de Cabrália, na região de Porto Seguro.

FBC desanca…

Está um poço de mágoas o senador eleito Fernando Bezerra (PSB-PE) e ex-ministro da Integração. Disparou e-mail ontem para aliados reclamando não ter sido ouvido para a composição do governo de Paulo Câmara.

…e abre o jogo

É que FBC, como é chamado Bezerra, levou uma rasteira do governador eleito. Câmara pediu uma indicação para a Secretaria de Desenvolvimento Econômico a FBC e foi atendido. Mas recuou numa mensagem durante uma madrugada do fim de semana.

Rebaixado

As ações da Petrobras sofreram queda de 10% desde agosto de 2013 na Bolsa de Valores de SP. Preço está baixo no mercado internacional. Cenário negativo preocupa investidores. Até bancos estrangeiros rebaixam notas de crédito do Brasil.

Procura-se…

… O ministro das Minas e Energia, Edison Lobão, que só apareceu no noticiário para dizer que a Eletrobras — reduto da família Sarney há décadas — pediu verba ao Tesouro.

Ponto Final

Cortar secretarias é fácil. O necessário é cortar também os cargos e salários. Estamos de olho.

5 Opiniões

  1. helo disse:

    Calma, calma, a operação lava-jato é enorme, chegaremos a todos os empresários e políticos. Se não for assim não vai dar.

  2. Áureo Ramos de Souza disse:

    É MESMO QUE FECHAR UMA TORNEIRA E ELA FICAR COM VAZAMENTO

  3. Luiz Ramos disse:

    Porquê a Odebrecht ficou fora da operação lava-jato, se ela doou US$ 25 milhões para Paulo Roberto da Costa? Triste País onde um metalúrgico semi-alfabetizado, corrupto, mau caráter e desocupado, consegue aparelhar o País, em todos os níveis. Até quando seremos obrigados a suportar “içço” ???

  4. sergio claudio noel ribeiro disse:

    Alguém pode me explicar porque é que a ODEBRECHT até agora não foi siquer mencionada em todo o imbroglio
    PETEROBRÀS?

  5. Joma Bastos disse:

    O necessário é cortar também os cargos e salários, mas os deputados e o governo vão aumentar seus salários para o mínimo de uns 34 mil reais. O Erário Público é quem paga!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *