Início » Brasil » Lava Jato pode chegar ao STJ
JUDICIÁRIO INVESTIGADO

Lava Jato pode chegar ao STJ

Suspeita de manobra dentro do órgão para obstruir a Lava Jato ameaça envolver o único dos três poderes que estava fora da crise que abala a moral da política brasileira

Lava Jato pode chegar ao STJ
Investigação apura se o presidente do STJ tentou impedir delação de Marcelo Odebrecht (Foto: Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A Operação Lava Jato pode chegar ao Judiciário, o único dos três poderes que até então se manteve fora da crise que abala a moral da política brasileira, revelando esquemas de corrupção no Legislativo e no Executivo.

A delação do ex-senador Delcídio do Amaral levantou suspeita de que Francisco Falcão, presidente do Superior Tribunal de Justiça (STJ), e o ministro Marcelo Navarro Ribeiro Dantas trabalharam para impedir que os maiores empresários presos na Lava Jato, Marcelo Odebrecht e Otávio Azevedo, da Andrade Gutierrez, fechassem acordo de delação premiada com a Justiça.

Em sua delação, Delcídio disse que Dilma Rousseff, Lula e o ministro da Advocacia-Geral da União, José Eduardo Cardozo, deflagraram uma ofensiva no tribunal para influenciar os rumos da Lava Jato. Uma das ações seria garantir a liberdade de Odebrecht e Azevedo.

Segundo Delcídio, a nomeação de Navarro para o cargo de ministro do STJ tinha o expresso objetivo de obstruir as investigações da Lava Jato. O ex-senador afirma ter recebido ordens diretas de Dilma para negociar o esquema com Navarro, enquanto Cardozo ficou encarregado de negociar com Falcão a nomeação de Navarro para a 5ª turma do STJ, onde são julgados os recursos da Lava Jato.

A suspeita de envolvimento do Judiciário no esquema surgiu como um desdobramento do inquérito da Procuradoria-Geral da República (PGR) que apura a suspeita de que Lula e Dilma tentaram impedir o ex-presidente da Petrobras Nestor Cerveró de fechar acordo de delação premiada.

O inquérito da PGR segue em sigilo no Supremo Tribunal Federal (STF). No entanto, o pedido de abertura do processo feito pela PGR ao STF deixa clara a necessidade de investigar Navarro e Falcão.

O STJ ainda não se manifestou sobre o assunto, mas Navarro já afirmou que sua nomeação no STJ não previa o compromisso de libertar empreiteiros. Falcão também negou as acusações.

Fontes:
Congresso em Foco-Operação Lava Jato chega ao Judiciário: PGR pede para investigar presidente do STJ

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Beloc disse:

    Devolução dos 90 bilhões roubados pelos políticos e repúdio ao CPMF JÁ!!!!!

  2. Eng. Paulo Bancovsky disse:

    Um exemplo de mais alta resposta social com repercussão acima de qualquer medida política psico social , reduzam os pagamentos milionários de todos os funcionários públicos , cargos em comissão, benesses que ofendem, gratificações e outras bondades, planos de saúde sem limites, cartões corporativos sem limites , despesas de representação acima de qualquer ética e no descompasso do drama do país um sem número de escandalosos auxílios que difereciam marajãs de barnabés . Afinal as multidões de desassistidos , de oprimidos pela flagrada e documentada irresponsabilidade da gestão pública clamam por menores desigualdades perante a Lei Maior que responderia, comandada pelo mérito a justa harmonia entre as classes Sociais; R$ 650 BILHÕES DE DÉFICITS EXPÕE O ESCÂNDALO E A DIMENSÃO DO CRIME LESA PÁTRIA E LESA CIDADANIA

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *