Início » Brasil » Legitimidade de novo governo pode ser questionada, diz Villas Bôas
ENTREVISTA

Legitimidade de novo governo pode ser questionada, diz Villas Bôas

Afirmação foi feita por comandante do Exército em entrevista ao jornal O Estado de S.Paulo

Legitimidade de novo governo pode ser questionada, diz Villas Bôas
PT repudiou as declarações dadas por Villas Bôas (Fonte: Reprodução/Agência Senado)

Em entrevista ao jornal O Estado de S.Paulo, o comandante do Exército, general Villas Bôas, afirmou que o ataque a Jair Bolsonaro, candidato do PSL à presidência da República, mostra que “estamos agora construindo dificuldade para que o novo governo tenha uma estabilidade, para a sua governabilidade e podendo até mesmo ter sua legitimidade questionada”.

“Por exemplo, em relação a Bolsonaro, em ele não sendo eleito, ele pode dizer que prejudicaram a campanha dele. E, sendo eleito, provavelmente será dito que ele foi beneficiado pelo atentado, porque gerou comoção”, ressaltou o comandante do Exército.

Ainda de acordo com Villas Bôas, o ataque “é a materialização das preocupações que a gente estava antevendo de todo esse acirramento dessas divergências, que saíram do nível político e já passaram para nível comportamental das pessoas”.

Questionado, Villas Bôas negou que Jair Bolsonaro seja o candidato das Forças Armadas e que um eventual governo Bolsonaro seja um governo “militar”. “As Forças Armadas são instituições de Estado, de caráter apolítico e apartidário […] A postura e a conduta das Forças Armadas serão exatamente as mesmas em um governo de esquerda ou de direita, sem fulanizar”, disse o general.

Em relação ao parecer do Comitê de Direitos Humanos da ONU a favor de Lula, o comandante do Exército disse que “é uma tentativa de invasão da soberania nacional. Depende de nós permitir que ela se confirme ou não. Isso é algo que nos preocupa, porque pode comprometer nossa estabilidade, as condições de governabilidade e de legitimidade do próximo governo”.

Em nota, o PT repudiou as declarações dadas por Villas Bôas, definindo-as como autoritárias e inconstitucionais. O partido afirmou que a entrevista “é o mais grave episódio de insubordinação de um comandante das Forças Armadas ao papel que lhes foi delimitado, pela vontade soberana do povo, na Constituição democrática de 1988”.

Fontes:
Uol - Villas Bôas: 'legitimidade de novo governo pode até ser questionada'
Uol - Para PT, declaração de Villas Bôas é "autoritária e inconstitucional"

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *