Início » Brasil » Leilão de virgens: reality de prostituição?
‘Decisão Comercial’

Leilão de virgens: reality de prostituição?

Jovem brasileira, ou melhor, sua virgindade, foi leiloada por cerca de R$ 1,5 milhão em um “documentário” australiano. Nada de mais?

Leilão de virgens: reality de prostituição?
Catarina foi arrematada pela bagatela de US$ 780 mil (Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O martelo foi batido na última quarta-feira, 24: a virgindade da jovem brasileira Catarina Migliorini, de 20 anos de idade, natural do estado de Santa Catarina, foi leiloada na internet pelos produtores de um reality show australiano para lá de controverso, intitulado Virgins Wanted (algo como “Procura-se virgens”).

Catarina, a virgem, foi arrematada pela bagatela de US$ 780 mil por um japonês que atende pelo pseudônimo de Natsu. Desde o fim do leilão da virgindade de Catarina o site do reality (os produtores preferem chamar a coisa de “documentário”), exibe uma foto de Catarina na praia, de biquíni, sob uma grande etiqueta vermelha com a palavra “sold” (“vendida”), ao lado do nome do comprador e do valor do lance final.

Catarina se inscreveu há dois anos, pela internet, e acabou sendo escolhida como protagonista feminina no reality. Houve também um escolhido, o virgem russo Alexander Stepanov, para ser o virgem masculino à venda, mas este foi arrematado por míseros US$ 3 mil pela compradora (ou comprador) Nene B. — do Brasil, a propósito.

Não se sabe o que Alexander vai fazer com a verba, mas Catarina já disse que pretende usar o dinheiro do programa, com trocadilho, para fazer caridade e bancar os estudos em uma faculdade de Medicina na Argentina.

O ‘progresso’ da troca do hímen por cabras

O “documentário” Virgins Wanted vem gerando reações distintas mundo afora, do moralismo às denúncias às reações de falso moralismo, passando pelos pais da moça dizendo respeitar sua decisão, ainda que não apoiassem exatamente sua aventura midiática-sexual no outro lado do mundo.

Para Rhiannon Lucy Cosslett, colunista do jornal britânico The Guardian, o leilão da virgem brasileira na internet é apenas a versão moderna de uma longa história de comercialização da virgindade feminina. Em artigo publicado no dia seguinte à conclusão do negócio, Rhiannon diz, enfática:

“A ‘decisão comercial’ de Migliorini, como ela própria falou em uma entrevista à imprensa, foi tomada no âmbito de uma estrutura na qual a virgindade das mulheres tem sido tratada como mercadoria ao longo de centenas de anos. Assim, embora tecnicamente ela tenha escolhido vender a sua, todo o sistema que permite que a virgindade feminina esteja à venda já existe há eras. Antes, seu pai trocaria seu hímen por algumas cabras e grãos. Agora, a única diferença é que o papai foi substituído por um novo intermediário, um site australiano pervertido. Isto é progresso, não?”.

‘O pessoal é romântico, ela não’

Mas o melhor comentário sobre as aventuras da virgem brasileira em terras e camas distantes talvez tenha sido o do cineasta José Pedro Goulart em crônica publicada na Terra Magazine:

“A maioria desaprova a decisão da moça de Santa Catarina que decidiu leiloar sua última célula de inocência num evento na Austrália. O pessoal é romântico, ela não”.

O fato a ser consumado é o seguinte: a jovem Catarina vai perder a virgindade daqui a cerca de dez dias em voo fretado que fará a rota Austrália-EUA. Sim, no ar, para não haver problemas com legislações sobre prostituição de países quaisquer. As câmeras vão só até a porta do avião.

Por que só daqui a dez dias? Para que o homem que arrematou a virgindade de Catarina tenha tempo de fazer todos os exames para provar que não tem qualquer doença sexualmente transmissível, porque, muito românticas e instrutivas, as regras do reality preveem que a relação sexual acontecerá sem o uso de preservativo.

Caro leitor, você encara com naturalidade esse programa, reality show ou documentário centrado no leilão de jovens virgens?

Isto é apenas levar ao limite o caráter de apelo sexual dos reality shows e programas similares em geral?

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

45 Opiniões

  1. AG disse:

    Sensacional! Muito bom esse negócio de vender virgindade em reality show, falta agora vender armas, drogas e outras coisas bacanas que também têm uma longa história de comercialização! (estou com tempo sobrando! dá até para interagir com os que gostam desse tipo de notícia!)

  2. André Luiz Duarte de Queiroz disse:

    Embora não veja esse ‘circo’ todo como uma grande infâmia (como a própria moça comentou: na verdade, o ‘comércio de virgens’ sempre existiu…), certamente não é algo que possamos encarar com naturalidade. Como mencionado, isso é sim a apelação da mídia pela audiência, num ‘vale tudo’…

    Aliás, recentemente, durante a novela Gabriela, houve também o ‘leilão de uma virgem’: uma moça é levada pelo próprio pai para o Bataclã para ser trocada por alguma dinheiro, pois são de uma família de miseráveis, e uma boca a menos pra alimentar também ajudaria a aliviar a situação. O pai foi ‘pragmático’: se a filha moça permanecesse com a família, ia continuar passando fome e sede, e acabar sendo usada pelo primeiro aproveitador… A moça também se dá por conformada em ‘fazer a vida’, pois seria melhor que continuar passando fome e sede… Maria Machadão aceita a moça, dá uma quantia razoável ao pai, que parte pedindo à filha que o perdoe, e a nova ‘aquisição’ do bataclã é anunciada para leilão: o cliente que pagar mais, terá o direito à primeira noite!

    O que mais me surpreende não é que uma mulher aceite se ofertar assim; é que ainda existam homens que aceitam pagar (e pagar tão caro!) pelo pretenso ‘prazer’ de deflorar uma virgem, como se isso, dadas as circunstâncias, fosse ser uma experiência sexual tão superior. No fundo, isso é expressão de uma gigantesca vaidade e de uma necessidade ainda maior de se ‘afirmar’ da parte desses clientes… Lamentável.

  3. Eduardo disse:

    …onde fica o amor próprio, se vender a “virgindade” não é prostituição o que é??? … esta exposição pública é um dos passos para tragédias como a da Elisa e da Yoki… não se respeitam em seu próprio intimo como vão respeitar a sociedade no todo… existem limites, mesmo que tenhamos liberdade, existem limites que nós mesmos devemos respeitar até para não ser exemplo. Tudo podemos, mas nem tudo devemos… e aqui tem uma coisa que não vejo como correta, mas existem leis e se as mesmas não contemplam estas atitudes que se vá em frente, que Deus nos ajude de onde isto vai parar…

  4. Milene Coelho disse:

    Prostituição, simples e puramente. Só que de uma forma chique e que a mídia aceita. A moça, ‘ se é que podemos chama-la assim’ era tão inocente que esperou míseros 2 anos para se vender e o país e o mundo aceitaram, é tanto que a mesma já se encontra em capas de revistas e jornais ganhando dinheiro por mais algumas entrevistas sobre o caso extraordinário.
    Pouca vergonha mesmo é estarmos discutindo esses fatos enquanto nesse espaço poderíamos estar mesmo era discutindo o futuro de nossos pequenos infratores ou analfabetos do Brasil. Minha enorme indignação

  5. Hivitality disse:

    O Ministério da Economia precisa intervir,
    Estão super-inflacionando o mercado,
    Todo mundo sabe que não vale mais que cenzinho mais o motel !!!

  6. Manfred K. disse:

    Ridículo, pura prostituição ONLINE!
    Se não houver quaisquer intervenções judiciais, seja como for, sorte do comprador e da nova “riquinha”.

  7. ilio borges de araujo disse:

    Acho que estou perdendo meu tempo em comentar esse ato de pouca vergonha, de falta de amor próprio e de decência. Trata-se de prostituição quer queira quer não, e uma prostituição
    .

  8. Carlos Neves disse:

    Cada um tem total direito de fazer do seu corpo o que entender! Os gays e lésbicas já têm leis que os defendem. Mais leis até que os heterossexuais, e todos concordam. As prostitutas de luxo ou acompanhantes, são bem aceites pelos políticos e empresários. Ninguém reclama. Logo, se essa moça tomou a decisão de comerciar sua virgindade, está no seu pleno direito de lucrar com isso, pois ela mais cedo ou mais tarde, acabará. E ninguém pode interferir na sua decisão, por que a virgindade è dela, seu patrimônio, logo ela poderá vender seu patrimônio como entender e pelo valor que achar justo.

  9. Caco disse:

    Cada um faz o que quer com seu corpo..ninguem tem nada a ver com isso..

  10. Dijalma disse:

    Isso é uma vergonha, que mau exemplo para as mulheres que ainda se dão respeito, a imprensa nem poderia divulgar tal coisa, nunca pensei a que ponto uma pessoal é capaz de fazer por fama ou por dinheiro.

  11. Áureo Ramos de Souza disse:

    Isto é um grande vergonha porque dizer pouca vergonha? E os país são um casal de cabra safado como diz nós nordestinos, salafrário, energúmeno, sem pudor com a própria filha que irá virá uma das maiores prostitutas que já existiu na face da terra. Esse pai negociaria até a própria mulher en troca de alguns euros ou dólares. SAFADO

  12. Paulo Nascimento disse:

    A maior parte dos comentários já dizem tudo o que eu tinha vontade de expressar. Eu não me ridiculizaria diante do mundo “entendendo e respeitando” uma atitude dessas vindo de uma das minhas filhas ou neta. E o Áureo está certo quando refere-se ao pai. A moça também não é lá essas coisas. Por muito menos (muito mesmo) consegue-se jovens superiores, tanto em beleza quanto em caráter, o que ela não aprendeu em casa. O cara que arrematou deve estar se achando o máximo dos homens, entretanto é apenas um idiota que quer mostrar seu dinheiro ao mundo. Idiota sim, pois com essa grana dá para montar um harém sem aparecer na mídia e até com virgens, acreditem.
    Fico curioso para saber se a transação é passível de imposto de renda, afinal o leão também quer comer.

  13. Antonio Manoel Garcia Gonçalves Rato disse:

    Concordo, em parte, com o Caco. Mas, mesmo que seja um direito de cada um fazer o que quiser com seu próprio corpo, isso não quer dizer que o sujeito desse direito não esteja se desrespeitando e sendo indigno consigo próprio. Há determinados atos que implicam uma interferência tão profunda no sagrado e no íntimo de cada um , que exigem um mínimo de envolvimento afetivo, intimidade e cumplicidade entre os que o compartilham. O que está em jogo é a dignidade da pessoa. O que nos distingue como seres humanos civilizados são os valores que nos dignificam. O ser humano tem a possibilidade de matar e, até de se matar, mas o que o distingue como sujeito portador da dignidade o leva a considerar abjeto o assassínio e até o suicídio. Essa mulher pode fazer o que quiser consigo, mas considero que se desrespeita a si própria quando compartilha com um estranho, sem o afeto, a intimidade e a cumplicidade necessários o ato sexual, sobretudo, quando esse ato implica a venda mesmo que momentânea do seu corpo.

  14. Kalil Saliba disse:

    Reportar uma notiçia desse quilate sem uma investigação mais profunda e detalhada é dar credibilidade a uma armação sensacionalista da promoção dessa Catarina M. . O articulista Hugo de Souza escorregou nessa reportagem de promoção. O espaço seria melhor aproveitado no Opinião e Notiçia, se o articulista voltasse a sua pena para escrever sobre a alta taxa de homicidio no estado de SP. Porque esta acontecendo êsses assassinato? O Brasil vai ultrupassar o Mexico em assassinatos cometidos por todo os tipos de crimes organizados ? E a investigação sobres esses assassinatos? Porque as autoridades fogem do assunto? Porque as autoridades não dão uma explicação honesta para seus contribuintes? O secretario de segurança de SP. pensa que somos idiotas para aceitar suas declarações? Esta acontecendo uma guerra porque?

  15. carlos alberto martins disse:

    toda prostituta tem seu preço.é como carne no açougue ,só lamento em ver que cada vez mais,as mulheres estão se vendendo.na realidade não estão se valorizando,e,sim se promiscuindo.na mídia em o que vale é o sensacionalismo.o a mor,a paixão os sentimento nobres, estão acabando.eu e minha mulher estamos casados a 52 anos,e,o que nos une,é o amor,que nem a morte irá nos separar.

  16. gerusa contti disse:

    Rapaz, não dá nem pra falar nada!!! Mas se a moça não é romântica, como diz o Zé Pedro Goulart, e resolveu vender ela mesma a sua preciosidade, quem sou eu para me escandalizar! Tem gente ai vendendo até a alma por bem menos!

  17. Gabriel disse:

    Como é triste notar que em pleno século XXI como os Brasileiros continuam hipócritas e falsos moralistas ou até pior que isto.
    Ninguém se importaria se ela perdesse a tal virgindade num estupro, talvez nem fosse noticiado ou pior e mais insano ainda, alguns diriam que são os desígnios de Deus.
    Como todos já sabem a moça se inscreveu porque quis e tem todo direito e liberdade de fazer o que bem quiser da sua virgindade.
    Além do mais, criticam com se os Brasileiros fossem os mais santos do mundo.
    Todo Brasileiro é safado e ignorante, só que para ele, só o outro é que é.
    E se houver mesmo a doação para entidades, o fato é mais louvável ainda.

  18. eliane gonçalves macena disse:

    Eu penso que cada um tem o direito de fazer o que quiser com seu próprio corpo desde que não prejudique as outras pessoas,mas eu creio que nesse caso aqui cabe um alerta :
    Enquanto forem as mulheres que estiverem “decidindo” vender a Virgindade, O corpo , ou qualquer coisa que lhes pertençam está ótimo .O grande problema será se “alguém” decidir ser o vendedor e quiser parte dos lucros.

  19. WELLER MARCOS DA SILVA disse:

    A mulher tinha que ser uma brasileira, e o arrematador um japonês! Isso coloca clara uma evidência: O Brasil é mesmo um cabaré repleto de idiotas. A Prostituição agora vai ser uma bandeira de debates no Congresso Nacional. Milhares de sessões serão instaladas para discussão, e proposta de novas leis. Vai aparecer deputado e senador querendo saber se o País terá direito em cobrar o Imposto de Renda dessa criatura (nessa transação) e, se o mesmo deve ser recolhido na fonte. Vão querer saber se se cobrará – doravante – taxa de exportação de prostitutas; ou mesmo, se se cobrará direito de imagem utilizada na mídia e no próprio programa. É por isso, que muita gente acredita não valer a pena estudar, se formar, buscar conhecimentos científicos para uma tentativa de ganhar prêmios como o Nobel. Nobel, que a propósito – também já se vai banalizando! Vejam o exemplo do prêmio da Paz indo para as mãos de uma instituição bélicosa e invasora de países. A moça (sim, moça pois ainda virgem) está é atrás da grana e não de sexo, pois caso contrário não aceitaria ser conquistada por um japonês – que dizem, não serem lá: tão dotados!

  20. CESAR AUGUSTO COSTA disse:

    Olha pessoal, estamos no século 21 e chega de falso moralismo, pois como a televisão brasileira já passa desde a novela das 18:00 h, que mulher com mulher e homem com homem é normal, incutindo isto, como se fosse o dia-a-dia da população brasileira, acho que o que esta menina fez, foi seguir os padrões de moralidade incutido pela mídia e pela censura de hoje que é conivente.

    Como hoje em dia, sexo é considerado uma coisa normal, de redenção e libertação dos preceitos antigos, liberdade sexual, e a maioria, dá o seu hímem de graça, ela pensou, porque não ganhar dinheiro com isto. Ela está certa!!

    Não temos mais censura, a censura de hoje, é mais conveniente, é baseado no que vende mais na mídia, são puros jogos de interesse tanto das televisões, anunciantes e do governo que é conivente.
    A igreja, não combate mais estas imoralidades que passa na televisão, pois também faturam milhões, pois se não tem pecadores, não tem igreja e não tendo igreja, não tem fiéis e “pagadores dos seus pecados”, enfim, é um jogo de interesses.

    Sabemos que no mundo e no Brasil e não é de hoje, existe um comércio da prostitição e da virgindade, onde, cafetões e até pais e mães, vendem a virgindade das filhas, como uma fonte de renda.

    A culpa de tudo isto, é da sociedade em geral que se permite e das mulheres que ao longo do tempo, esqueceu o seu papel fundamental na família, quiz se libertar e se libertinou, e também dos homens que a maioria virou cafetões e vagabundos, deixando de lado o seu papel de provedor da família.

    Isto é mais um caso de prostituição oficializada pela situação atual da moralidade brasileira, pior é a prostituição
    da política brasileira que f* milhões de brasileiros!!!

  21. Osias Nery disse:

    Quem se vende não vale o que recebe; e nesse caso em particular,independente do valor da negociação,a denominação correta a esta jovem é, meretriz, apesar do comprador ser um japonês,pois dificilmente ela não continuará virgem, mesmo assim não deixa de ser prostituta.

  22. MARIA TIANA disse:

    olha ela cabeça esperou au 20 anos ,quantas estaou vendo por qualquer preço com apoi das mãe 13 e 14 anos,.isso que doido.

  23. JOSE SMOKOVICZ disse:

    Tudo tem seu preço!!!!

    Mas não precisava exagerar o japoneis!!! ja pensou se a moda pega…vocês estão inflacionando o mercado…pô japa…tudo isso por um hímen…japonêsa não tem hímen??? Forçou a amizade e deu no que deu…você nem sabe de onde veio o dinheiro…só porque é milionário não precisa humilhar!!! mas agora já foi…seja feliz japa

  24. FERNANDO BOTELHO disse:

    ISSO E TETRICO E DEGRADANTE ALEM DE PROMISCUO. DIZ O LIVRO SAGRADO (BIBLIA) QUE “NOS ÚLTIMOS DIAS HOMENS DESMAIRÃO DE HORROR DAS COISAS QUE AINDA ACONTECERÃO”.

  25. Lívia Helena disse:

    Encaro com a maior naturalidade possível. Catarina Migliorini é de uma coragem invejável, num mundo onde prostituição só perde para o tráfico de drogas e armas, a venda de sua virgindade foi legítima. O capitalismo é tão voraz que produz até venda de virgindade. Todos querem vender o que possui. Dali capital!!!!

  26. Jadspm disse:

    Eu acho isso uma pouca vergonha. Isso se chama prostituição.

  27. Profª Maria das Graças Rocha disse:

    Considerando que não são poucas as virgens que se casam ou se relacionam sexualmente com homens mau informados e irresponsáveis que não assumem nem os próprios filhos e deixam as mulheres com filhos que não sabem se trabalham para sustentar os filhos e a si próprias ou se ficam em casa sem dinheiros passando fome a mãe e os filhos.Considerando que precisam estudar,estudar os filhos e sustentar pelo menos as necessidades básicas que é alimentação,habitação,educação(capacitação para o trabalho),plano de saúde,transporte,etc.Considerando que o amor ou o casamento é um tiro no esuro e existe este serviço para que a virgem possa ser amparada desde já pelo risco que corre.Penso que é uma grande oportunidade de valorização da mulher e não de depreciação.Com este dinheiro todo pela virgindade pode até ser que isto venha a estimular as jovens para se valorizarem mais e não perderem a virgindade tão cedo sem nenhum preparo .Penso também que criamos uma filha com tanto zelo,com tanto investimento na sua formação profissional e de carater de tal maneira que não deixa de ser um grande investimento educar,cuidar de uma virgem ou dos filhos e se pararmos para calcular os gastos com a vida dos filhos ao longo de l7 anos ,como é o caso da virgem que eu tenho em casa é sério e vale a pena repensar esta situação.É bem verdade que eu não quero minha filha em país distante,mas abriria uma boa escola rural com direito a médicos, um dentista,uma academia com um dinheiro deste.Diria que :se tenho que ter a minha primeira relação sexual,que eu seja valorizada!O que pensa você?Lerei com muita naturalidade qualquer crítica a minha pessoa como mãe. Não pretendo entregar a minha filhar para qualquer irresponsável que apareça e tenho zelado por isto,afinal caráter,honestidade,formação profissional,valores enfim e dinheiro combinam muito bem para que dependendo do casamento nenhuma mulher venha ficar sem teto aí perambulando com crianças pelas ruas.A imprensa tem mostrado os viciados da vida que vem de relações assim sem nenhum respeito e preparo de ambos. Profª Graça Rocha

  28. Profª Maria das Graças Rocha disse:

    Se a mulher que negocia sua virgindade é prostituta,o homem que deixaseu filho abandonadopr tantos motivos fúteis é o que?Vi nas minhas salas de aula tantas crianças sofridas por tantos males entendidos entre seus pais e situações mal resolvidas e o grande vilão são preconceitos,o abandono do Estado chamado só de Direito e não de Dever também.Bisa que não ensinou para o avô,avô que não ensinou para o pai e o pai que não aprendeu para ensinar para o filho antes de ele conquistar uma companheira ou companheiro e fazer os seus netos.Entendeu o meu raciocínio?E os valores se perderam,mas ainda que exista algum valor,quando a barriga está vazia e as necessidades chegam…ficam muito difícil e isto não é capitalismo é necessidade de assistir,de matar a fome,de comprar remédios,de pagar o aluguel,de pagar sim uma faculdade de medicina ou de outra cadeira. Profª Graça Rocha Que O GRANDE DEUS NOS DÊ SABEDORIA PARA DISCUTIR E ESTUDAR ESTE ASSUNTO E TANTOS OUTROS COMO É O lIXÃO DE CAXIAS,GERAR EMPREGOS RJ BR

  29. Jorge Hidalgo disse:

    Como já disse um Sábio tempos atrás: “Quem não tiver nenhum pecado que atire a primeira pedra”. Ninguém tem o direito de dizer o que quer que seja, penso eu.

  30. Lais Tholken disse:

    Com quais argumentos voce julga quem nao é voce?

  31. marisa disse:

    Acho lamentavel tamanha exposição e acredito que não há dinheiro capaz de pagar por algo antes visto como valioso para as mulheres, que antes tinham um compromisso consigo mesmas e com Deus de se guardarem para o casamento.Mas enfim os tempos mudaram…e os valores também.

  32. Mauricio Fernandez disse:

    A questão não é o corpo, a questão não é a virgindade, a questão não é o comercio, a questão não é a prostituição, a questão não é julgar ou não julgar. A questão é a HIPOCRISIA. Ninguém aguenta mais os hipócritas de plantão. Os covardes, os oportunistas, aproveitadores, espoliadores e politicamente corretos. Os valores da sociedade estão sendo atirados ao lixo enquanto um hipócrita consegue discutir na justiça o resultado de um concurso de quem cospe mais longe.Prostituição em águas internacionais pode porque não colide com alguma orientação em Lei de um país qualquer. É hipocrisia demais. No meu tempo sexo por dinheiro queria dizer prostituição e ponto.

  33. Glória Drummond disse:

    É uma prostituição ao pé da letra, em meio a tantos outros tipos.Não deveria causar tantas polêmicas.

    Tem aquela outra em que mulher entra com o capital da sua virgindade, num casamento vantajoso,
    referendado pelo cartório e Igreja… E mais outra : das casadas que fingem orgasmos para não perder a segurança, o status proporcionado por um homem.

    Se existem idiotas pagando ainda por himen este comércio pode até prosperar… com tanta divulgação. O difícl é a mulher esperar tanto!… Ois sabemos que, se o uma pessoa estiver morrendo e precisar de uma virgem para segurar uma vela, garantindo sua entrada triufal no céu … vai direto para o inferno! Se existir alguma depois dos 13, 15 anos ela não se manifestará de vergonha por ainda não ter tido a sua primeira vez.

    Na Idade Média, existia o “direito da pernada”. O que é isto? O Senhor Feudal exigia para si a primeira noite das esposadas pelos seus suseranos… No Nordeste os pais e mães vendem a virgindade das filhas nas portas dos hotéis de luxo, porque ainda existem homens que valorizam o papel de”desbravador ou bandeirante”. É a prevalência do mito do eterno feminino, do tabu da vagina etc.. É tb a transição entre uma sociedade castradora do sexo, pecaminosa, valorizadora de virgens e produtoras de fihos para uma sociedade em que o sexo passará a ser
    encarado naturalmente, uma atividade lúdica , humana. Enquanto isto, até quando não se sabe, teremos de suportar o escatológico da pornografia, a pedofilia, o estupro, a tara, as devoradoras de homem, a ascensão social e profissional das representantes do Segundo Sexo… na horizontal ( cama …).

    Desde que o antropocentrismo ( o homem no centro ) cedeu lugar ao teocentrismo ( Deus, direcionando tudo), retrocedemos em matéria de sexo. E nesta involução os cristãos, de todas os segmentos, tornaram o sexo algo proibido, pecaminoso e, em consequência fizeram do corpo da mulher um corpo de delito, porque a libido, o desejo não podiam ser eliminados das mentes masculinas. A Igreja para diminuir esse poder sexual da mulher, transformou aquelas que eram livre e ousadas em bruxas para as fogueiras da Inquisição. Enquanto padres, seguidores de Lutero, de todos os escalões, faziam bastardos na intimidade das grejas. E Cristo, que nada deixou escrito, nnuca se manifestou contra sexo, já pensaram?

    Não há como negar o sexo. O dia em que esta banalização, promiscuidade, libertinagem forem resgatados, substituiídos pela aceitação do sexo como lúdico, uma emoção, instinto integrados aos outros (ou o maior, mais forte de todos), cessarão essas discussões bizantinas, matança “por amor”, fidelidade obrigatória, piadas e qualquer tipo de comércio. Têm muitos quer anteciparam há muito esse tempo e nem pensem que são aqueles dos reality shows, do programa ( nem sei o nome…) de Sexo daquela moça de cara angelical, a Fernanda ( de LIma? tb não sei).

    Voltando à brasileira, de 20 anos ( já meio” velhinha”), que acaba de conquistar U$ 1,5 milhão com um
    simples entrave ao livre trânsito no futuro, fico pensando é no japa… E se não possuir um bráulio de tamanho regularzinho, meio furadeira ou britadeira para abrir passagem? correrá o risco de não saber o que está no epicentro de uma área de mata virgem, que lhe custou os olhos da cara….

  34. Sandy disse:

    Que valores são esses que nossa sociedade se baseia? Lastimável retrocesso de valores morais e éticos em que vivemos …

  35. REGINALVO R. DOS SANTOS disse:

    O que estamos vendo nesse episódio lamentável é a completa degradação da pessoa humana dita racional. Estamos vivendo a era das inversões dos valores morais e um atentado contra a instituição família e a importância que ela representa para uma sociedade madura e equilibrada, e é a que mais sofre com esse jeito moderno de ser. O interessante é que depois vêm as consequências: banalização do sexo, mulheres sendo tratadas como objeto sexual, aumento da prostituição entre jovens e adolescentes com aumento de gravidez indesejada, recém- nascidos sendo abandonados ou jogados em latas de lixo, aumento de jovens acometidos de doenças sexualmente transmissíveis, entre outras. E depois vem os questionamento: o que é que está acontecendo com o mundo? E esquecem que tudo isso acontece porque dispensamos nossa atenção a assuntos que não merecem sequer ser comentado, quanto mais divulgado nos principais meios de comunicação. Só há “sucesso”, porque há público, que de forma direta contribuem para que tudo isso aconteça, pois acabam alimentando esse tipo de acontecimento e encorajando mentes doentes a pensarem no próximo passo, algo que seja mais chocante e dê mais ibope.Tudo em nome da modernidade. Que Deus tenha misericórdia da raça humana, mesmo que muitas vezes não seja digna de misericórdia.

  36. elaine disse:

    Eu acho que ela esta certa. Se eu. Soubece. Que. Existia. Isso. Teria. Feito. O. Mesmo.a virgindade. É so suae vc pode fazer. Dela o que. Quiser. Nao. Acho. Justo. As pessoas. SCriticarem. Alguem. Que so ta cuidando e leiloando apenas o. Que. É. Dela! Fors que podem falar. O que for ela ficou milhonaria. Com o.que eu e a maioria.infelizmente perdemos em. Ganhar. Nada. !!!

  37. Adilson Abreu disse:

    Tanto dinheiro que o japonês ofertou em um simples hímen, Acho que o ser humano está se esquecendo o que é sentimento, pois hoje em dia as pessoas tem vergonha de falar em fazer amor, preferem ser escrotas e dizerem em transar… O valor da moral na minha opinião é o que chamamos de decência, amor, carinho, disciplina! R$ 1.500.000,00
    por uma simples aventura. Francamente ela pode doar cada centavo desse dinheiro, para mim é moral zero, nada mais digno do que o ser humano, ser um ser humano…

  38. Osias Nery disse:

    Como eu havia argumentado, a prostituta continua virgem!

    Osias Nery disse:
    30 de outubro de 2012 às 11:54
    Quem se vende não vale o que recebe; e nesse caso em particular,independente do valor da negociação,a denominação correta a esta jovem é, meretriz, apesar do comprador ser um japonês,pois dificilmente ela não continuará virgem, mesmo assim não deixa de ser prostituta.

  39. Marcelo Rossa disse:

    Prostituição moderna. Ela oferece e alguém paga. Se ficar chateada com isso, repense a atitude e reflita inclusive, que nada faz dela melhor do que as prostitutas que não expuseram a família o estado e a nação e que de outra forma, correm riscos muito maiores neste mundo de incertezas. A publicidade também vai gerar dinheiro a ela. Morei fora e ficava indignado quando chamavam as brasileiras por este termo carinhoso. Bela justificativa foi dada, se já não bastassem as mães que oferecem a virgindade de meninas de 13 anos no nordeste, como me foi oferecido, numa confusão onde pensaram que eu era turista italiano.
    @marcelo_rossa

  40. guilherme disse:

    protituiçao es cada vei mais complessica entre o todos a gerte anda na rua e ja ve protituiçao

  41. Olavo disse:

    VIVEMOS EM UMA SOCIEDADE EM QUE O SER HUMANO PERDEU A DIGNIDADE E O VALOR SO FALTAVA ESSA DE LEILAO DA VIRGINDADE ESSA MENINA E PROSTITUTA NAO TEM MORAL NENHUMA E VAGABUNDA DESCLASSIFICADA VIVEMOS NUMA ATUAL SOCIEDADE SEM VALORES E O RESPEITO ACABOU ISSO E AFRONTA A FAMILIA LAMENTAVEL A ONDE AS COISAS CHEGARAM E JA DIZ A BIBLIA QUE OS HOMEMS FICARIAM ARROGANTES E LUXURIOSOS E JA ESTA ACONTECENDO FIM DOS TEMPOS .

  42. joacy freitas barros disse:

    isto é puramente o capitlismo que influência o seu jeito liberal e de poder de decisão de fazer o que vc quizer, as novelas são as que mais influênciam em tudo isso este é o meu modo de ver e sempre aparece nas noticias aqueles que estão no poder que deveriam obedecer as leis que eles mesmos fazem mas muitos estão envolvidos em prostituição pedófilia, ou seja a sociedade colabora para total vergonha onde a moral e a vergonha está dentro do lixo e as pessoas não tem amor e nenhe se quer respoito por ninguem uma sociédade ipócrita medilcre que elas poucos enxergam o que está certo e enveredam-se para a safadeza a corrupição e a imoralidade,devemos sempre buscar a Deus porque os homens dos poderes que fazem as leis não tem moral são uma vergonha e ai vai o meu desabafo! que Deus o abênçoe povo brasileiro!

  43. heliane disse:

    ela ta certa em vender a virgindade dela mesmo . eu tambem sou virgem. e quero vender a minha tambem .

  44. César disse:

    Ela está certa, tantas moças de 12 anos de graça em bailes funks, ela tem que cobrar, e tem muito homem com vontade de pagar!

  45. franciara disse:

    Eu acho q isso q uma escolha de cada uma dessa mulheres q decide leloa a sua virgindade até porque muitos homens não dão valor sentimental e uma mulher virgem eu sou virgem e já recebi muitas críticas e eu venderia a minha sim

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *