Início » Brasil » Lemann investe em escola de excelência no Rio
EDUCAÇÃO

Lemann investe em escola de excelência no Rio

Financiada pelo empresário mais bem-sucedido do país, Escola Eleva, no Rio, promete trazer aos cariocas um padrão de excelência inédito na cidade

Lemann investe em escola de excelência no Rio
Mansão do século XIX que abrigou a Casa Daros foi comprada pelo Grupo Eleva (Foto: Reprodução)

O palacete em Botafogo, no Rio, que abrigou a Casa Daros entre 2013 e 2015 está sendo transformado na escola modelo do carioca Jorge Paulo Lemann, o empresário mais bem-sucedido do país.

A partir de 2017, a Escola Eleva, do Grupo Eleva, um investimento do fundo Gera Venture Capital, que tem Lemann como principal investidor, promete apresentar aos cariocas uma escola que terá um padrão de excelência inédito no Rio. A escola terá regime de turno integral – de 8 às 16h, será bilíngue da educação fundamental ao ensino médio e terá, paralelamente ao currículo tradicional, um leque de disciplinas eletivas para atender aos interesses individuais dos alunos. O financiamento investido na empreitada foi estimado em R$100 milhões.

Leia também: A trajetória de Jorge Paulo Lemann

“Apoio a criação de uma escola de referência por achar que melhorar a educação é essencial para termos um Brasil mais justo, pragmático e competitivo no futuro”, disse Lemann em recente entrevista à Veja Rio.

As inscrições formais para o processo seletivo da escola começam em 11 de abril, mas cerca de 500 famílias já demonstraram interesse em matricular seus filhos. A mensalidade custará cerca de R$3.500, um valor abaixo do que as  instituições de maior prestígio da cidade cobram. A Escola Britânica, por exemplo, tem taxa de adesão de R$28 mil e mensalidade de até R$5.600, a Escola Americana requer joia de US$ 6.500 e mensalidade de R$6.400 e o Colégio PH, uma mensalidade de até R$ 4.200.

À frente da principal cervejaria do planeta, a AB InBev e com uma fortuna estimada em US$30 bilhões, Lemann é tido como o homem mais rico do Brasil e o 19º do mundo. Esta não é sua primeira investida na área da educação.

O Grupo Eleva Educação foi criado em 2013, tem 55 escolas nos estados do Rio, Minas e Paraná e mantém parcerias com várias outras escolas espalhadas pelo Brasil. No ano passado, a Eleva emplacou quatro de suas escolas entre as 15 melhores no Enem.

Para criar a superescola no casarão de Botafogo, funcionários do grupo visitaram universidades e escolas tidas como referência no exterior, como a Universidade Stanford, a rede Kipp, nos EUA, a Innova, no Peru, e a Gems nos Emirados Árabes. A Eleva firmou parcerias com instituições prestigiadas, como a Orquestra Sinfônica Brasileira para ajudar na formação musical dos alunos e com a Universidade Stanford, na Califórnia, para o treinamento de professores. Seus gestores também estão sondando o programa TEDx, que promove palestras sobre ideias inspiradoras.

A instituição terá, a princípio, apenas 150 vagas, mas quer chegar a 1.000 alunos em seis anos. Terá 30 salas de aula, cinco laboratórios, uma bilbioteca de três andares, um auditório e ambientes de arte e música.

 

 

Fontes:
Eleva Educação - Veja Rio

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

5 Opiniões

  1. Wilson Rodrigues de Andrade disse:

    Sempre é um bom momento para a implantação de um centro educacional e de excelência. Sucesso p/ todos os envolvidos… e viva a boa Educação…

  2. Danielle disse:

    Como faço para inscrever o meu filho?

  3. Claudete Freire disse:

    Como faço para realizar a inscrição?

  4. Sonia disse:

    It is very nice of Mr. Lemann to invest in a last generation, top of the line school, but taking in consideration that the majority of population can’t make ends meet, the ones who can pay a monthly tuition of 35 hundred reais, are supposed to be millionaires.

    How about another philanthropic project, how about to create an internet educational channel, with a curriculum and mentorship (that is the most important, because can differentiate the ones who really have potencialities, but don’t have anyone who could tell and orient them that there is something out there, a lot better than the reality they live). It is not like a physical school, with labs and all infrastructure, but will make the difference.

    It made for me, when I was 12, in the sixties, living in Rio in a slam, someone gave me a small wave radio,and I was able to listen broadcasts in different languages, and this person told me: if you learn languages, you have more chance of getting a job, and so it was, at 18 I was the bread winner to my family of 7, thanks to the little radio,the desire to succeed in life, and the person who showed the way.

  5. Helaine Simões Soares disse:

    Estou inscrita para participar do processo seletivo de diretores grupo eleva. Quero sonhar Grande. Grande abraço helaine Simões Soares juiz de fora mg

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *