Início » Brasil » Loteamento de Brasília surpreende membro da Unesco
Coluna Esplanada

Loteamento de Brasília surpreende membro da Unesco

Espanhol Carlos Sambrício se surpreendeu ao saber que a Câmara Distrital pretende lotear as áreas verdes do Plano Piloto

Loteamento de Brasília surpreende membro da Unesco
Câmara Distrital pretende votar novo Plano de Preservação do Conjunto Urbanístico (Fonte: Reprodução/Coluna Esplanada)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

De passeio por Brasília no sábado, o espanhol Carlos Sambrício ficou pasmo com protesto de moradores e urbanistas na Igrejinha da 307, na Asa Sul. Membro do Conselho Internacional de Monumentos e Sítios (Icomos), da Unesco, Sambrício é um dos fiscais que dão aval para o título de Patrimônio da Humanidade. Ele se surpreendeu ao saber que a Câmara Distrital pretende votar novo Plano de Preservação do Conjunto Urbanístico (PPCUB), sem consulta à ONU, e lotear as áreas verdes do Plano Piloto.

Leandro Mazzini é escritor e colunista do Opinião e Notícia

Silêncio

R$ 290 milhões. É o preço do silêncio na mídia local para que o loteamento de Brasília passe sem problemas na Câmara. É quanto o Governo do DF vai empenhar até 2014.

A falta dele

Na sexta, quando se completa um ano de morte de Oscar Niemeyer, o grupo Urbanistas por Brasília fará novo protesto contra a especulação imobiliária em Brasília.

Desastre anunciado

Filha de Lúcio Costa, o projetista da capital, a arquiteta Maria Elisa Costa acha o PPCUB ‘um desastre’, ‘território livre para a especulação imobiliária’.

e-Porta aberta

Repousa na CCJ da Câmara dos Deputados a PEC 197/12, do senador Delcídio Amaral (PT-MS). Aprovada por unanimidade no Senado, estabelece cobrança do ICMS nas operações do comércio eletrônico. Delcídio cobra andamento. O e-comerce movimenta R$ 20 bilhões/ano. O Brasil será o quarto país no ranking do setor até 2015.

Reforma de ICMS

No espectro do plenário do Senado, 24 estados estão de acordo com a reforma do ICMS. Mas… na hora de votar, três recuaram. Santa Catarina, Goiás e Ceará. ‘Um por razões políticas, outros por, supostamente, razões econômicas’, diz um senador.

Agora vai

Antes do escândalo da espionagem, o ministro Paulo Bernardo queria a fabricação com americanos e o lançamento em Cabo Canaveral. Mas ficou com os franceses da Embraer o satélite Geoestacionário de Defesa e Comunicações, de R$ 1,3 bilhão.

Alô, Genoino!

Jacinto Lamas, um dos condenados no Mensalão, obteve a aposentadoria da Câmara como Analista Legislativo. Com vitalícios R$ 24,1 mil, e atrás das grades.

Jeitinho

Enquanto engordam o cofre, bancos estatais lançam mão de terceirizados e estagiários para serviços de escriturários, em vez de chamar os concursados. Saem mais em conta.

M. na hélice

Delegado federal licenciado, o deputado Francischini (SDD-PR) está brabo com o presidente do partido, Paulinho da Força, que o desautorizou de público. Francischini pediu o afastamento do estadual Gustavo Perrella (MG), o do helicóptero com cocaína.

Disse tudo

‘A corrupção tem sido, infelizmente, uma constante da política e da administração pública brasileira, além da participação de segmentos privados’. Quem escreveu isso, num artigo, foi o senador Zezé Perrella (PDT-MG), que abasteceu seu avião com verba do Senado, e dono do helicóptero investigado após flagrante de 442 kg de cocaína.

Pé no freio

O consumo está alto, mas a economia estagnou, e a inadimplência cresceu. Quem fala são diretores de concessionárias de automóveis em Brasília – e onde se vende bem. Antes não cobravam entrada. Agora, o carro só sai com 40% de sinal.

Abre o olho, Dilma

A Infraero perdeu a metade da receita de seus principais aeroportos, concedidos, concebidos para dar lucro e sustentar os menores. Rumo ao esvaziamento, a direção ainda quer alugar nova sede por R$ 528 mil por mês (!), como revelou a Coluna.

Conexão BSB-NY

O ministro Fernando Pimentel, do Desenvolvimento Econômico, baixou em Nova York. Faz palestra hoje no ‘Brazil Investment Conference’, ao lado do economista brasileiro Marcos Troyjo, de Harry Broadman e de Albert Fishlow. Vão discutir infraestrutura.

Pós-tufão

A coisa é tão feia nas Filipinas que até ontem a organização Médicos Sem Fronteiras montava mais unidades do hospital inflável em Tacloban. Só a imprensa foi embora.

2 anos

A Coluna sopra velinhas hoje, de dois anos.

Ponto Final

Importante quadro político, a morte de Marcelo Deda nos lembra que há bons políticos no Brasil.

Com Maurício Nogueira, Luana Lopes e Equipe DF e SP

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Isam disse:

    Essa Câmara Distrital do DF é um verdadeiro covil de bandidos corruptos. Se extinguirem, vai sobrar verbas para saúde, transporte, etc. É desnecessário porque já existem representações na Câmara e Senado Federal. Graças ao governo Roriz e políticos distritais corruptos a Brasília está totalmente desfigurada, com invasões e favelões em torno da Capital e agora querem lotear a área verde também. CADEIA PARA ESSES PILANTRAS! A esperança é o MPF, desde que não sejam subjugados pelo poder das grandes empreiteiras do ramo imobiliário. FORA CÂMARA DISTRITAL!

  2. helo disse:

    Perdemos todos os limites. O país é cada vez menos sério.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *