Início » Brasil » Lula: o fim de um mito?
DATAFOLHA

Lula: o fim de um mito?

Considerado 'o coringa no baralho do PT', ex-presidente é rejeitado por 47% dos entrevistados na última pesquisa Datafolha

Lula: o fim de um mito?
Datafolha mostra que ex-presidente tem, atualmente, alta taxa de rejeição (Foto: Antonio Cruz/ABr)

No último domingo, 29, o jornal Folha de S. Paulo publicou uma nova pesquisa Datafolha com simulações para candidatos a presidente para 2018. Claro que uma pesquisa deste tipo, neste momento, representa apenas uma figura do momento. Não se pode tirar daí nada de muito concreto para uma eleição que só ocorrerá em 2018.

Vale lembrar que se pesquisa definisse eleição, Aécio Neves não teria ido para o segundo turno das eleições, em 2014, e Marina Silva teria grandes chances de ser hoje a presidente do Brasil. Mas, apesar de vários cientistas políticos terem dito, em setembro de 2014, que era IMPOSSÍVEL Aécio Neves recuperar os votos que havia perdido para a candidata Marina Silva, o que vimos foi que Aécio recuperou os votos e foi para o segundo turno.

De qualquer forma, com todas essa ressalvas, não deixa de ser interessante na pesquisa divulgada a taxa elevada de rejeição do ex-presidente Lula, que já chegou a ser considerado imbatível e sempre “o coringa no baralho do PT”.

Segundo o Datafolha (ver aqui), Aécio é rejeitado por 24% atualmente; o vice Michel Temer (PMDB), por 22%. Alckmin e Marina, por 17%, e o ex-presidente Lula por 47%!

O mais interessante é que, com o Lava Jato e o forte envolvimento do PT, as notícias da grande e da pequena imprensa sobre o ex-presidente Lula continuarão a ser francamente desfavoráveis e, no caso do PT, não há hoje um único candidato a presidente competitivo.

Claro que candidatos podem ser criados, mas é muito difícil se criar um candidato em um governo que terá quatro anos com crescimento do PIB negativo. Uma das apostas do partido era o atual govenador de Minas Gerais, Fernando Pimentel. Mas o que escuto de jornalistas é que o governador dificilmente se recuperará do estrago na sua imagem causado pela confusão com o financiamento de sua campanha para governador.

Nisso tudo, assusta como o PT colocou todas as suas fichas e a sua imagem em uma única pessoa: o eterno candidato e ex-presidente Luís Inácio Lula da Silva ( a Rede vai pelo mesmo caminho?). Vale lembrar que, fora Lula, o único candidato do PT a Presidente da República foi a atual Presidente Dilma. E todos os presidenciáveis históricos do partido –José Dirceu, José Genoíno, Antônio Palocci, Fernando Pimentel, deixaram de sê-lo.

O que acontecerá com o PT?

*Mansueto Almeida é economista do Ipea e titular do Blog do Mansueto

Fontes:
Blog do Mansueto - O fim de um mito?

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

13 Opiniões

  1. BOLSA FAMILIA disse:

    Esta em curso uma farsa sem tamanho nesse país. Nosso filhos e netos vão ouvir toda verdade um dia. Assim eu espero. Viva o PT, via LULA e viva o Brasil.

  2. Markut disse:

    Francamente, o co-opinante Ney deve estar no mundo da Lua.

  3. Ludwig Von Drake disse:

    Lulla é “o cara” para a eleição.
    Elle é a cara do Brasil.
    O Aécio ninguém merece.
    Quanto mais o pais mergulha na recessão.
    Mais com o Lulla se parece.

  4. helo disse:

    Dabés, Lula está muito aborrecido, em 2018 vai preferir o Panamá. Deixará órfãos muitos correligionários como os que já abandonou no mensalão, no petrolão, na lava-jato. O país pode ainda ficar pior? Quem quer o pior? Só aqueles que sonham trocar o país por uma rica ilha no Pacífico, talvez algum político ou empresário ligado à grande corrupção, à caminho ou já na lava-jato.

  5. Beraldo Dabés Filho disse:

    O Lula é “incaível” e o artigo é cascata pura. Este “quanto pior melhor” da oposiçãozinha, é exatamente mais munição para o Lula/2018. Quanto pior melhor, melhor para o Lula, seus incompetentes. Ele ganharia de qualquer jeito, mas com o fogo amigo da oposiçãozinha, ganha de qualquer candidato no primeiro turno. Depois é só o chororô bissexto.

  6. Welbi Maia Brito disse:

    A situação está cada vez pior para o PT. Dilma com a pior aprovação da história, Lula com 47% de rejeição, perde para Aécio, Geraldo Alckmin e Marina nas eleições de 2018, dizem as pesquisas. As investigações do petrolão cada dia mais perto do Palácio do Planalto e do ex-presidente petista. Parece que os tempos de lulopetismo no Brasil está chegando ao fim.

  7. Mauricio disse:

    Mansueto de Almeida comete o equívoco de fazer uma análise extremamente superficial apoiada por uma pesquisa realizada por um instituto que errou tantas e tantas avaliações nos últimos anos.
    O que ele faz no texto é meramente tentar fortalecer seu eterno candidato Aécio Neves. Nada mais…
    Apesar de todos os ataques que sofre, Lula paira como uma sombra a amedrontar uma oposição inerte e medíocre como esta capitaneada por Aécio e seus tucanóides.
    Como fazem falta Mário Covas e Sérgio Mota a este partido que se apequenou e hoje vive da gritaria insana de Aécio Neves, Álvaro Dias e Carlos Sampaio…

  8. Ludwig Von Drake disse:

    Nunca haverá um fim, enquanto MITO, o Lulla é imortal. Parece um Hobbit bem nutrido. Poderia facilmente participar do Senhor dos Anéis sem usar maquiagem.

  9. helo disse:

    Se faltam propostas, a proposta do PT ou a falta dela, leia-se Lula, não deu certo. Independente das notícias pela imprensa da corrupção infinita, a crise é real, profunda e sofrida por todos os brasileiros. Sem novas alternativas dentro do partido, só Lula à frente e onipresente, é natural que sua rejeição cresça. Nem o marketing dá conta de encobrir a crise atual ou seus donos. Políticos precisam da fama mas muitos tem dificuldade de assumir culpas. A virtude da democracia nem sempre resulta na boa escolha, Hitler foi eleito, mas na possibilidade de alternar o poder quando se perde o rumo. Quem precisa desejar que a crise fique pior do que está? Não será a oposição, talvez algum político investigado na lavajato.

  10. Markut disse:

    Se o amadurecimento do eleitor se aprimora com o sofrimento, haja sofrimento e pancada, inclusive no próprio bolso, para reduzir a força desse populismo predador.
    É esperar que a vitória do Macri, na Argentina,seja um prenúncio alvissareiro de um problema comum a toda a América Latina,como a guatemalteca Gloria Alvarez, expôs com brlhantismo.

  11. ney disse:

    A imprensa Brasileira esta sendo influenciada pelos espiões Americanos para derrubar o governo do pt, assim enterrando o projeto do Submarino nuclear Brasileiro e o Banco Brics.

    Não queremos um presidente marionete dos imperialistas Americanos.

  12. ney disse:

    Reportagem mentirosa, se o Lula se candidatar ele ganha logo no primeiro turno.

  13. carlos doria disse:

    Com o tiroteio diário que sofre da imprensa, achei pouco sua rejeição.

    A obsessão da oposição é vê-lo impedido de participar do pleito de 2018.

    Esta, porém, só sabe criticar e torcer pelo “quanto pior, melhor”. Não apresenta nenhum

    programa,nenhuma proposta, a não ser tirar a Dilma do governo. O pior é que tem “telhado de

    vidro”

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *