Início » Brasil » Mafioso italiano é preso no Brasil, após mais de 30 anos foragido
Preso em Recife

Mafioso italiano é preso no Brasil, após mais de 30 anos foragido

Pasquale Scotti, de 56 anos, é acusado de assassinar mais de 20 pessoas na Itália. Ele vivia em Recife desde 1986, é casado com uma brasileira e tem dois filhos

Mafioso italiano é preso no Brasil, após mais de 30 anos foragido
Scotti disse à polícia que queria esquecer seu passado na Itália (Divulgação/Polícia Federal)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Esta semana, um mafioso italiano foi preso no Brasil, após mais de 30 anos foragido. Pasquale Scotti, de 56 anos, é acusado de assassinar mais de 20 pessoas na Itália, na década de 1980, quando chefiava a máfia napolitana Nova Camorra.

Ele foi preso por agentes da Polícia Federal na última terça-feira, 26, em Recife, Pernambuco, logo após deixar seus filhos de 13 e 15 anos na escola. O Supremo Tribunal Federal autorizou a prisão 24 horas após receber um pedido formal da Interpol. Agora, o Tribunal de Justiça tem 90 dia para decidir sobre a extradição.

Segundo a investigação, Scotti chegou ao Brasil em 1986, com documentos falsos. Ele fixou residência em Recife, onde se apresentava Francisco de Castro Visconti e tinha uma corretora imobiliária e uma fábrica de fogos de artifícios. Scotti é casado há 18 anos com uma brasileira. A família do mafioso não sabia de seu passado criminoso.

A polícia mantém parte da investigação em sigilo, mas afirmou que Scotti recebeu ajuda de membros da Nova Camorra enquanto esteve no Brasil. A ajuda foi essencial para a Interpol rastrear o mafioso.

A máfia Nova Camorra dominou Nápoles no início da década de 1980. Scotti era um dos maiores aliados do chefe da organização Raffaele Cutolo e participou de uma sangrenta disputa com a máfia rival Nova Família.

Em 1983, ele foi preso após trocar tiros com policiais e condenado à prisão perpétua. Porém, em 1984, conseguiu escapar pela janela de um hospital. Desde então, ele era considerado um foragido de alta periculosidade pela polícia italiana. Scotti não ofereceu resistência à prisão e disse à polícia que queria esquecer seu passado na Itália.

Fontes:
The Wall Street Journal-Italian Mafia Boss Arrested in Brazil

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Roberto1776 disse:

    O tarso dá um jeito de livrar a barra dele.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *