Início » Brasil » Maioria da população apoia racionamento de água e energia
Pesquisa Datafolha

Maioria da população apoia racionamento de água e energia

Pesquisa Datafolha revelou que 65% dos brasileiros defendem racionar energia

Maioria da população apoia racionamento de água e energia
Crise hídrica e quedas de energia vêm afetando a população (Fonte: Reprodução/Food Magazine)

Uma pesquisa Datafolha revelou que a maioria dos moradores da Grande São Paulo e de brasileiros em geral apoiam a adoção de um rodízio de água e de racionamento de energia no país.

Enquanto 60% dos entrevistados na região metropolitana de São Paulo defendem racionar água, 65% dos brasileiros em geral defendem racionar energia.

A pesquisa, realizada entre os dias 3 e 5 de fevereiro, contou com a participação de 4 mil pessoas em 188 municípios. O nível de confiança é de 95%.

Diante do cenário sombrio para o setor de energia em janeiro, com represas nos piores níveis históricos para o período chuvoso, o Ministério de Minas e Energia chegou a admitir a possibilidade de racionar energia.

As contas de luz sofrerão reajustes, sendo que em algumas cidades o custo da energia vai praticamente dobrar em comparação com o ano passado.

Já em relação à crise hídrica, o governo de São Paulo estuda a adoção de um rodízio de água nas áreas abastecidas pelo sistema Cantareira.

Ainda de acordo com a pesquisa Datafolha, praticamente todos os brasileiros tomaram conhecimento dos problemas de energia e água no país. A maior adesão às medidas foi observada na população mais escolarizada, jovem e rica.

Em relação à energia, 32% dos brasileiros entrevistados dizem que a responsabilidade pela crise é do governo federal, seguido de “todos” (23%) e da população (18%).

Já em relação à crise hídrica em São Paulo, 37% dos entrevistados no estado atribuem os problemas ao governo estadual. Outros 22% afirmam que “todos” são responsáveis, 20% dizem que a culpa é da população e 9% atribuem o problema ao governo federal.

Fontes:
Folha de S.Paulo - Maioria defende racionar água e energia, aponta Datafolha

3 Opiniões

  1. dragaoforte disse:

    Pobreza de espírito…nós devemos e podemos fazer uso de água e energia para o nosso suprimento…o que deve ser combatido é o DESPERDÍCIO…agora o PAULISTANO deve protestar é contra um governo INÉPTO….PÍFIO..pois de toda água tratada só chega 58% até a população…os outros 42% se “perdem” pelo caminho (tubulação podre/rachada) …

    O que falta é investimento de infraestrutura…básico…aumentar os reservatórios …perfurar poços artesianos …INCRÍVEL SP está em cima do 2º maior aquífero do mundo o grande GUARANI…e mais a mais SP tem um rio que passa dentro da cidade..O FAMOSO, POLUÍDO E FÉTIDO TIETÊ…como pode faltar água numa cidade que tem um RIO que passa na cidade??????????….É irônico

  2. Áureo Ramos de Souza disse:

    Em São Paulo o povo deve ser coerente pois a falta d´agua não é do governo assim como a energia, mais aumentar o preço da energia no NORDESTE me poupem, não estamos sofrendo com evasão de água e nossa seca é coisa antiga, sempre sofremos com a seca e não ´pe por isso que estamos sofrendo, estamos sofrendo com as mentiras que Dilma falou em campanha e não vem cumprindo e se escondendo de todos, perdeu a língua ou tem câncer na laringe? Se eu fosse Paulo Câmara, não aumentaria a energia de Pernambuco, nem temos horário de verão, aí está a prova, se quer tapar o roubo da Refinaria Abreu e Lima, tragam de volto tudo que roubaram. E tenho dito.

  3. ney disse:

    Isso porque a população que fica perdendo tempo com a tv é desenformada da verdade. Não esta faltando agua nem energia.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *