Início » Brasil » MEC ‘reprova’ 11% dos cursos de graduação no Brasil
EDUCAÇÃO NO BRASIL

MEC ‘reprova’ 11% dos cursos de graduação no Brasil

Resultado do Enade mostra que 11% dos cursos têm desempenho ruim

MEC ‘reprova’ 11% dos cursos de graduação no Brasil
Cursos reprovados por dois anos seguidos no Enade passam a ser supervisionados pelo MEC (Foto: Wikipédia)

O Ministério da Educação divulgou nesta quarta-feira, 8, o resultado da sua avaliação dos cursos de ensino superior oferecidos por universidades públicas e privadas no Brasil. Os resultados medíocres e, infelizmente, recorrentes, mostram que a qualidade do ensino superior no país está muito abaixo do que poderia ser considerado satisfatório.

Em 2015, ano da última prova do Enade, que avalia o ensino superior, 11,3% dos cursos avaliados receberam notas 1 ou 2 em uma escala que vai até 5, sendo que 3 é considerado satisfatório e notas abaixo de dois são consideradas ruins.

Além dos cursos, o Enade avalia o desempenho dos alunos. O relatório mostra que 30% dos alunos que se formam em universidades brasileiras não têm conhecimentos básicos para o exercício da profissão escolhida. Este percentual é igual ao aferido na última edição do exame, em 2012.

A prova foi aplicada em novembro de 2015 e avaliou mais de 447 mil estudantes formados em 8.121 cursos nas áreas de Ciências Sociais aplicadas e Ciências Humanas pelo país.

As universidades com notas insatisfatórias por dois anos consecutivos passam a ser supervisionadas pelo MEC.

Fontes:
Jornal Hoje - Mec divulga avaliação de cursos superiores no Brasil

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Laercio disse:

    Universidade privada no Brasil é como conquistar a carteira nacional de habilitação, ou seja, todos sabem que a preparação é ridícula mas a guerra pelo dinheiro fecham um dos olhos de cada participante do processo de ensino…
    As pessoas estão apavoradas para ter um mínimo de dignidade, tudo é muito caro, o governo tem fome e cede exacerbada por tributos, e nesse lamaçal a nação é sustentada.
    Temos que fechar a porta desse país e reformar tudo ou devolver aos índios…

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *