Início » Brasil » Mais de 80% acreditam que fake news influenciaram eleição
PESQUISA

Mais de 80% acreditam que fake news influenciaram eleição

Na pesquisa ‘Barômetro Global da Corrupção: América Latina e Caribe’, 82% dos entrevistados disseram crer que notícias falsas pesaram no resultado do pleito

Mais de 80% acreditam que fake news influenciaram eleição
'Nesta pergunta sobre fake news, o Brasil tem, de fato, um resultado assustador', diz coordenador da pesquisa no Brasil (Fonte: Reprodução/Marcello Casal Jr/Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A pesquisa “Barômetro Global da Corrupção: América Latina e Caribe”, realizada pela Transparência Internacional e divulgada nesta segunda-feira, 23, apontou que 82% dos brasileiros acreditam que notícias falsas foram usadas para influenciar os resultados políticos no país.

Com margem de erro de 2,8 pontos percentuais para mais ou para menos e 95% de confiabilidade, a pesquisa foi realizada no Brasil nos primeiros meses do governo Bolsonaro.

Ao todo, 18 países participaram da pesquisa na América Latina e no Caribe. Bahamas registrou o índice de 85% em relação ao uso de “informações falsas ou notícias falsas sendo disseminadas para influenciar os resultados das votações”. Após o Brasil, com 82%, aparecem Argentina, com 81%, e Venezuela, com 80%. Ao levar em consideração a margem de erro, os quatro estão empatados.

Entre os países com os índices mais baixos nesse quesito estão Costa Rica, com 52%, e o Chile, com 59%.

‘Resultado assustador’

Em entrevista ao portal UOL, o coordenador da pesquisa no Brasil, Guilherme France, ressalta que, “nesta pergunta sobre fake news, o Brasil tem, de fato, um resultado assustador”.

No quesito corrupção, o Congresso lidera entre as instituições analisadas, com 63%. Em seguida aparecem representantes governamentais locais, com 62%, e presidente da República, com 57%. Nesta edição, a pesquisa também questionou sobre a corrupção de jornalistas. No Brasil, o índice foi de 23%.

A pesquisa destaca também que 40% dos entrevistados brasileiros afirmaram que receberam oferta de subornos em troca de votos. O país ficou atrás apenas do México, com 50%, e da República Dominicana, com 46%.

Ainda de acordo com a pesquisa, 84% dos entrevistados no Brasil acreditam que um cidadão comum pode fazer a diferença na luta contra a corrupção.

Fontes:
Uol - Para 82%, fake news foi usada para influenciar eleição, diz Transparência

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *