Início » Brasil » Mais de mil venezuelanos serão transferidos de cidade
ATÉ O FIM DE MAIO

Mais de mil venezuelanos serão transferidos de cidade

Simultaneamente ao processo de interiorização, o governo federal trabalha para regularizar a situação dos venezuelanos no Brasil

Mais de mil venezuelanos serão transferidos de cidade
Até o momento, 566 venezuelanos foram transferidos para outras cidades do Brasil (Foto: Casa Civil Presidência da República/Flickr)

Mais de mil venezuelanos serão transferidos de Roraima para diferentes cidades do Brasil até o final deste mês. As informações foram divulgadas nesta semana, pelo Comitê de Assistência Emergencial aos Imigrantes Venezuelanos, do Ministério do Desenvolvimento Social.

Até o momento, 566 venezuelanos foram transferidos para as cidades de São Paulo (SP), Cuiabá (MT), Santarém (PA) e Manaus (AM). De acordo com a secretária nacional de Assistência Social, Maria do Carmo Brant, mais 500 pessoas devem passar pelo mesmo processo até o final do mês.

“O papel da Assistência Social, além de montar as equipes que darão suporte e apoio aos abrigos em Boa Vista e Pacaraima, é manter e fortalecer a questão da interiorização com inclusão produtiva dessas pessoas”, afirmou Maria do Carmo.

Além da interiorização dos imigrantes venezuelanos, que fogem da forte crise política, econômica e humanitária que assola a Venezuela, o governo federal já repassou mais de R$ 4,6 milhões aos municípios de Manaus, Pacaraima (RR) e Santarém para auxiliar no acolhimento dos imigrantes.

Em todo o estado de Roraima, que também recebeu repasse financeiro do governo federal, nove abrigos com 4 mil imigrantes estão em funcionamento. Até junho, devem ser abertos mais quatro abrigos em Boa Vista, capital do estado, com mais 2 mil vagas.

Simultaneamente ao processo de interiorização, o governo federal trabalha para regularizar a situação dos venezuelanos no Brasil. Até o momento, mais de 5,4 mil carteiras de trabalho foram emitidas desde setembro de 2017. Além disso, os venezuelanos foram cadastrados no Sistema Emprega Brasil, do Ministério do Trabalho, que disponibiliza uma série de serviços aos cidadãos.

Ademais, o governo também emitiu mais de 27,7 mil Cadastros de Pessoas Físicas (CPF). Apenas nos cinco primeiros meses de 2018, foram registrados 14,2 mil venezuelanos.

Roraima tem enfrentado dificuldades devido ao grande fluxo de venezuelanos que chega ao estado vindo da fronteira com a Venezuela. Com falta de espaço, alguns venezuelanos têm dormido em praças ou se encaminhado para outras cidades próximas por conta própria. Aqueles que têm amigos ou família no Brasil, contam com ajuda para buscar melhores condições de vida.

Devido à crise no estado, a governadora de Roraima, Suely Campos (PP-RR), solicitou ao Supremo Tribunal Federal (STF) que a fronteira do estado com a Venezuela fosse fechada temporariamente. A ministra Rosa Weber, do STF, respondeu, pedindo a cooperação entre a União e ao governo do estado para resolver a situação dos migrantes.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. carlos alberto martins disse:

    devemos regularizar a situação do povo brasileiro e depois com a situação dos imigrantes.pela imagem do tema,isto é o avião para transporte dos mesmos me faz pensar a falta de transporte para a ir postos de saúde,ao,hospital,para as crianças irem as escolas,etc.está muito fácil fazer caridade aos outros com nosso suado dinheiro recolhido nos maléficos impostos que pagamos.deveriam ser repatriados de volta as suas origens e que lá resolvessem seus problemas,isto porque já temos muitos para resolver por aqui.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *