Início » Brasil » Mais propostas e menos ataques no penúltimo debate do segundo turno
eleições 2014

Mais propostas e menos ataques no penúltimo debate do segundo turno

Dilma e Aécio evitaram ataques pessoais e abordaram temas como inflação, desemprego, saúde e corrupção na Petrobras

Mais propostas e menos ataques no penúltimo debate do segundo turno
Candidatos tiveram debate mais focado em propostas neste domingo, 19. O tema da economia foi um dos mais debatidos (Reprodução/JB Online)

No debate entre os presidenciáveis deste domingo, 19, transmitido pela TV Record, as propostas apareceram mais que os ataques pessoais entre os candidatos Dilma Rousseff e Aécio Neves. O tom mais propositivo se diferenciou dos edições anteriores e aparece após o TSE vetar propagandas ofensivas de ambos em seus programas no horário eleitoral.

Leia também: Segundo debate dos presidenciáveis é marcado por mais acusações

Dilma abriu a discussão com o tema da burocracia questionando Aécio sobre o “sistema simples” aplicado ao microempresário. O candidato do PSDB reforçou que o sistema foi uma criação do governo do FHC e que tem como proposta reduzir a burocracia do sistema tributário.

Aécio seguiu levantando a temática da violência e questionou a candidata do PT sobre o pouco investimento em segura pública. Dilma rebateu pedindo que Aécio revisse suas contas e afirmou ter gasto R$ 17,7 bilhões no setor em seu governo.

Além destes temas, foram discutidos ainda no primeiro bloco inflação e desemprego. A candidata do PT apontou que a estratégia econômica do PSDB resulta em aumento do juros, desemprego e arrocho salarial. “Candidato, vocês sempre gostaram de plantar inflação para colher juros, esta sempre foi a sua política”, assinalou Dilma.

O tema da corrupção na Petrobras mais uma vez foi tratado. Aécio levantou o assunto a partir do reconhecimento de Dilma de que houve desvio de recursos na estatal. A petista voltou a reforçar que nos governos do PSDB os casos de corrupção, como pasta rosa e compra de votos para a reeleição, tiveram os processos arquivados.

Aécio insistiu em perguntar Dilma se ela confiava no tesoureiro do PT, João Vaccari Neto, se este foi apontado como envolvido no escândalo de corrupção na Petrobras, segundo os delatores Alberto Youssef e Paulo Roberto Costa, como o elo do partido no esquema. A presidente lembrou que o ex-presidente do PSDB Sérgio Guerra também foi citado por receber propina para abafar uma CPI.

“Mais uma vez a senhora não mandou investigar, que triste um país onde a presidente da República é quem determina quem seja investigado. Isso pode funcionar em algumas ditaduras amigas do seu governo, mas não no Brasil”, rebateu Aécio quando Dilma afirmou ter mandado investigar o esquema de corrupção na Petrobras, diante de indícios.

Foram ainda abordados temas como educação e obras de infraestrutura. O último debate ocorrerá na próxima sexta-feira, 24, e será transmitido pela TV Globo.

Fontes:
R7 - Debate na TV Record
Folha de S. Paulo - Aécio e Dilma evitam ataques pessoais, mas mantêm críticas à corrupção

7 Opiniões

  1. Claudio Goncalves (O DESCONFIADO) disse:

    Quem fiscaliza o TSE? Quem representa o eleitor no TSE?
    Aguardo respostas.

  2. JESUS R. DE ARAUJO disse:

    É o desespero dos tucanos é tanto, que está tornando-se uma virose… Mentem, acusam e fazem verdadeiras peças teatrais, tentando enganar o brasileiro, pois não conseguiram ludibriar os mineiros que imediatamente deram o troco, com a Fernando Pimentel do PT para 2015. Acham que os brasileiros são bobos, e o Pinóquio Aécio, fica manipulando dados, criando situações inusitadas, chorando votinhos, pois Minas lhe deu um ponta pé no traseiro… Pois quem está conhecendo Aécio Pinóquio com suas falsas promessas, domingo alegremente irá votar em DILMA… Esta fez muita coisa pelo Brasil, e o Aécio? Fez o ARAN – Aeroporto Rural Aécio Neves nas terras de sua familia, com o suado dinheiro dos trabalhadores brasileiros. Pois quem conhece o Pinóquio, vota em DILMA. Dilma é a salvação do Brasil! VOTE DILMA!

  3. Mauricio Fernandez disse:

    Vanda, não te entendi. Como você quer que Aécio vença uma eleição com um dos seus principais assessores dizendo que irá exterminar com a Caixa Econômica Federal, o Banco do Brasil e o BNDES que são instituições que detém todo o carinho e atenção dos brasileiros. Isso está sendo alardeado em todos os grotões do país. Tenha dó!

  4. Vanda disse:

    Armínio Fraga disse a verdade: o atual governo dá empréstimos através da Caixa, Banco do Brasil, BNDES sem transparência e critério. Empresta para Eike, que não precisa etc. Armínio pede só o normal. Se Dilma ganhar estas instituições que já não vão bem, piorarão. Muitos não se dão conta do buraco nessas instituições, seus fundos de pensões, Correios e Petrobrás. Os que não sabem e acreditam que Marina entregará o país aos banqueiros, é compreensível o voto Dilma. Os que sabem não tem perdão. A turma do partido no comando e na farra com nosso dinheiro, nem gosta de governar, está desesperada que as investigações continuem. Melhor ouvir o grande e ameaçado Joaquim Barbosa. VOTE AECIO 45

  5. Mauricio Fernandez disse:

    Quando o principal auxiliar do oponente declara que irá exterminar com as instituições financeiras do país e que estão na cabeça de todo o povo, mesmo que perdendo, é certo que haverá uma recuperação acentuada. Portanto, Dilma agradece muito ao Ermínio Fraga por suas desastradas (BURRAS) palavras sobre o Banco do Brasil, Caixa Econômica Federal e BNDES. Aécio se comporta como se não fosse com ele. Vai perder! Perder não para Dilma, mas para ele mesmo.

  6. helo disse:

    Dilma ataca menos no debate e manda brasa nas redes sociais com mentiras. Que horror.

  7. Sandra disse:

    “FUNED desmente Dilma.Vacina para cavalo é gasto para saúde sim.Veja por quê.
    O Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais já havia desmentido as acusações feitas pela presidente-candidata Dilma Rousseff (PT) no debate do SBT sobre os gastos de Saúde da gestão de Aécio Neves (PSDB). Diferentemente do que ela dizia, todas as contas foram aprovadas pelo TCE por unanimidade. Mas o marqueteiro de Dilma, João Santana, quis insistir na mentira, e a presidente leu no debate da Record a seguinte frase do ex-conselheiro do TCE Sylo Costa, celebrada nos blogs sujos do PT com entusiasmo equino: “É duro engolir que vacina para cavalo seja contabilizada como gasto em saúde.”
    O governo de Minas mantém uma fazenda experimental, onde são criados 129 equinos. Neles, é inoculado veneno de animais peçonhentos para a produção de soro para seres humanos, o que é feito pela Fundação Ezequiel Dias (Funed), a fábrica de remédios do governo de Minas, em parceria com o Ministério da Saúde.
    É desonestidade intelectual tirar a frase do contexto de uma discussão local sem maiores consequências para atirá-la contra um adversário para fins eleitoreiros.
    A colocação da presidente, especialmente perversa com os pacientes que precisam de soro em todo o Brasil, foi feita para dar a impressão de que Aécio fazia gastos supérfluos em seu governo, ou mesmo de que desviava o dinheiro público, como fazem os petistas na Petrobrás, incluindo o sr. Vaccari, que Dilma nomeou e mantém no cargo em Itaipu Binacional mesmo após as denúncias de corrupção.
    Já passou da hora de o Brasil se vacinar contra os embustes dessa gente.”

    Vote Brasil, vote bonito, vote 45! É a sua homenagem a Tiradentes, José Bonifácio e Lobato, esse trio de ouro do país.“Aécio é o Brasil sem medo do PT”

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *