Início » Brasil » Manifestações no Brasil estão longe do apito final
Protestos no Brasil

Manifestações no Brasil estão longe do apito final

Discurso da presidente Dilma e a redução da tarifa dos transportes acalmam, mas brasileiros querem mais

Manifestações no Brasil estão longe do apito final
Políticos brasileiros têm motivos reais para se preocupar (Reprodução/EPA)

Ignorando o clássico entre as seleções brasileira e italiana na Copa das Confederações, milhares de brasileiros saíram novamente às ruas para protestar no último fim de semana.

Embora o número de passeatas tenha sido maior, a presença dos manifestantes não foi tão massiva quanto no dia 20 de junho, quando cerca de 1,5 milhão de pessoas foram às ruas. Mas isso não significa que as manifestações chegaram ao final.

No último sábado, 22, a presidente Dilma Rousseff fez um discurso em rede nacional, ressaltando seu compromisso de destinar 100% dos royalties para a Educação, trazer médicos do exterior e iniciar uma reforma política. Além disso, a tarifa dos transportes públicos foi reduzida, uma das exigências dos manifestantes. Porém, os brasileiros querem mais.

Agora, o foco das manifestações está voltado para a PEC 37, que limita o poder investigativo do Ministério Público, e a “Cura gay”, que permite que profissionais de saúde ofereçam tratamento a homossexuais. Uma greve geral planejada pelo Movimento Passe Livre está marcada para o próximo dia primeiro de julho e pode piorar a situação. Segundo pesquisas, três quartos dos brasileiros apoiam as manifestações. Os políticos brasileiros têm motivos reais para se preocupar.

Fontes:
The Economist-Not the final whistle

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *