Início » Brasil » Marina: Rede sai em julho
Coluna Esplanada

Marina: Rede sai em julho

Ex-senadora prevê que a Rede Sustentabilidade pode ser homologada no TSE a partir de julho, três meses antes do prazo limite

Marina: Rede sai em julho
Marina Silva: trabalho 'está indo muito bem' (Fonte: Reprodução/Veja)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Apesar da dificuldade em coletar assinaturas, a ex-senadora Marina Silva revela que o trabalho ‘está indo muito bem’ e prevê que a Rede Sustentabilidade pode ser homologada no TSE a partir de julho, três meses antes do prazo limite. ‘Há uma mobilização muito grande no país inteiro. Hoje temos 200 mil assinaturas. Nossa meta é chegar ao final de Abril com 300 mil e, até o final de Junho, ter mais de 500 mil’, o número necessário para fundar o partido.

Leandro Mazzini é escritor e jornalista

Luta

Para Marina, surgiu solidariedade diante das dificuldades do grupo diante ‘desses casuísmos todos que estão acontecendo para tentar evitar’ a criação da Rede.

Pré-campanha

A presidenciável que teve 20 milhões de votos em 2010 adianta o mote de sua futura campanha: ‘Desenvolvimento sustentável, educação e saúde de qualidade’.

Mistério

Já o outro ‘Solidariedade’, o partido que Paulinho da Força (PDT-SP) está criando, é dúvida. Ele avisou a Carlos Lupi que não sai do PDT, apesar de ajudar nas assinaturas.

Porto Inseguro

Um dos mais engajados no debate da MP dos Portos, o deputado Paulinho da Força diz que as centrais sindicais aceitam pequenos ajustes para o trabalhador, mas indica que a isonomia de custo não garantida pode fazer o porto privado quebrar o porto público. ‘Então, todas nossas conquistas serão perdidas’.

Zarpando

‘O porto público com concessão continua pagando a outorga, tendo licitação. Tudo isso encarece. Já para o privado é tudo liberado’, diz o deputado. Há entendimento para votar cada uma das 647 emendas. ‘É uma maneira de mandar de volta para o Palácio’.

Só 40%

Ex-presidente da CCJ, o deputado Leonardo Picciani (PMDB-RJ) acredita na aprovação hoje do projeto que limita a meia-entrada em 40% dos ingressos de eventos artísticos. ‘A meia-entrada virou uma ficção. Os preços têm valores duplicados’.

Poder & Decadência

A coluna preserva o condenado no Mensalão, mas conta o caso: chora todas as noites, e a filha, sem qualquer ligação, deixou o emprego e está no quinto psicólogo desde 2005.

No $aldo

Do Tribuna de Minas: maior salário de prefeito do estado é de Aloysio Aquino, de Muriaé, R$ 25.744,56. Prefeito de BH, Marcio Lacerda, ganha R$ 23.430,24.

A pescadora

A Pesca está viabilizando a produção de pescado e camarão para municípios com novas linhas de financiamento, assistência e fábrica de ração. Os prefeitos conhecem os projetos em Brasília. ‘Dilma também ensina a pescar’, diz o ministro Crivella.

Reforço…

O ministro Moreira Franco, da Aviação, planeja reforço de 77% das equipes dos órgãos públicos nos aeroportos na Copa das Confederações. Mas o problema não é a infraestrutura. A maior reforma seria a tecnológica e logística das empresas aéreas.

… e caos no chão

As aéreas escondem sua ineficiência nos poucos atendentes do check-in, na demorada devolução de bagagem e nos atrasos de voos, tudo isso de suas responsabilidades. E a Anac faz vistas grossas.

Cala-boca oficial

Revolta da imprensa caribenha. O Congresso da Costa Rica aprovou ontem, na reforma da lei de informação, pena de prisão de um a seis anos para jornalistas que revelarem ‘Segredos de Estado’, sem especificar o que são. Será promulgado.

Enfim

O prefeito de Nova Friburgo (RJ), Rogério Cabral, entregará em Maio cerca de 290 residências construídas para as vítimas das tragédias de 2011.

Terrorismo mineiro

A dupla de Boston perde para Bola. Confessou ter esquartejado, queimado e jogado as cinzas de Eliza Samúdio em lago. E foi contido para matar Bruninho, filho do goleiro.

Ponto Final

Enquanto a Costa Rica prende jornalistas, o STF aqui, devagarinho, vai soltando mensaleiros.

Com Marcos Seabra, Maurício Nogueira e Adelina Vasconcelos

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. André Luiz de Jesus Silva disse:

    Estamos caminhando para um regime ditatorial de esquerda… Já vivemos sob a égide do “Patriarcalismo de Estado”.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *