Início » Brasil » Médicos recomendam que mulheres evitem gravidez
SURTO DE MICROCEFALIA

Médicos recomendam que mulheres evitem gravidez

Ministério da Saúde já registrou, em pouco mais de três meses, 399 casos de recém-nascidos com microcefalia

Médicos recomendam que mulheres evitem gravidez
É 'altamente provável' que o surto de microcefalia tenha relação com uma possível infecção das gestantes pela zika vírus (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

Após um surto sem precedentes de microcefalia registrado em alguns estados da região Nordeste, médicos estão recomendando que as mulheres evitem engravidar agora.

Leia também: Brasil em estado de emergência por surto de microcefalia

O Ministério da Saúde já registrou, em pouco mais de três meses, 399 casos de recém-nascidos com microcefalia, uma doença rara que provoca uma má-formação do cérebro que pode causar problemas graves no desenvolvimento da criança.

O diretor de vigilância de doenças transmissíveis no Ministério da Saúde, Cláudio Maierovitch, diz que é “altamente provável” que o surto de microcefalia tenha relação com uma possível infecção das gestantes pela zika vírus, doença transmitida pelo mosquito Aedes Aegypti.

Em entrevista ao jornal Folha de S.Paulo, o infectologista Artur Timerman, presidente da Sociedade Brasileira de Dengue e Arboviroses, desaconselha as mulheres a engravidarem agora, mesmo aquelas que moram em regiões sem surtos de zika.

O presidente eleito da Federação dos Ginecologistas e Obstetras, Cesar Fernandes, ressalta que as mulheres que moram em regiões endêmicas para zika devem adotar “uma anticoncepção efetiva”. Já nas demais regiões “o princípio da precaução deve ser adotado”.

O ministro da Saúde, Marcelo Castro, disse nesta quarta-feira, 18, que as mulheres que querem engravidar devem avaliar os riscos junto com a família e médicos.

Embora até agora não tenha sido feita uma recomendação oficial para se evitar a gravidez, o diretor da Sociedade Brasileira de Medicina Reprodutiva, Artur Dzik, está aconselhando as pacientes a usar repelente e evitar viagens às regiões com surtos de zika.

Caso a relação entre o surto de microcefalia e o zika vírus seja confirmada, o problema pode atingir outros estados brasileiros e até mesmo outros países, segundo o ministro Marcelo Castro.

“O zika era tratado como dengue mais branda. Se for confirmado que é o causador, isso o torna o mais perigoso dos vírus transmitidos pelo Aedes Aegypti”, ressaltou o ministro da Saúde.

Fontes:
Folha de S.Paulo - Após surto de microcefalia, médicos desaconselham a engravidar agora

6 Opiniões

  1. Juliana Rosa disse:

    Já Pesquisei muito e nenhum site tira minha dúvida.

    A mulher que teve zica vírus poderá engravidar depois? Alguns meses ou anos depois, sem riscos?

  2. Thiago Tavares disse:

    País patético, medíocre, que beira a insanidade. País da bola que perde feio (revelando total descompromisso) e ainda recebe como recompensa um vírus que tende a forma uma literal geração de microcefalos. Sim, nossas crianças. E o “Ministro da Saúde” (?) ainda aparece como que um profeta “aconselhando” a evitar a gestação (reservada apenas para profissionais). Parabéns “representantes” (do que?) deste belo (terrível, atualmente e infelizmente) país. Obrigado!

  3. marcelo disse:

    existe casos comprovados na região sudeste, como interior do rj, ou minas, minha esposa está com seis meses de gestação, e moramos em tres rios estado do rio de janeiro, região sudeste, quais os cuidados devemos tomar no momento? Na minha opinião este assunto está sendo pouco divulgado no momento.

  4. sergio Monteiro pereira disse:

    Nosso ospitau já precário é
    Ainda aparece essas doenças
    Pelo amor de Deus
    mulheres tenhão juízo
    Dá um tempo.

  5. Ludwig Von Drake disse:

    A falta de noção desses médicos chega a ser inacreditável, mas a pérola veio do infectologista Artur Timerman, O doutor “…desaconselha as mulheres a engravidarem agora, mesmo aquelas que moram em regiões sem surtos de zika”. Ou sejam, TODAS.

  6. Roberto1776 disse:

    A esquerda feminista politicamente correta vai estrilar!!!

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *