Início » Brasil » Médium é encontrado morto em centro espírita do Rio de Janeiro
Lar Frei Luiz

Médium é encontrado morto em centro espírita do Rio de Janeiro

Gilberto Arruda, responsável pelo Centro Espírita Lar Frei Luiz, um dos maiores do país, foi encontrado amarrado e amordaçado

Médium é encontrado morto em centro espírita do Rio de Janeiro
Arruda tinha 73 anos e era considerado um dos médiuns mais importantes do país (Divulgação/Lar de Frei Luiz)

O médium Gilberto Arruda, diretor do Centro Espírita Lar Frei Luiz, foi encontrado morto na manhã desta sexta-feira, 19. O corpo de Arruda, considerado uma referência para a comunidade espírita brasileira, estava no centro espírita Casa de Frei Luiz, no Rio de Janeiro.

O corpo do médium estava amarrado, amordaçado e com marcas de espancamento em uma das salas de tratamento do centro, que fica na Estrada da Boiúna, na Taquara, zona oeste do Rio de Janeiro. O centro foi fechado por agentes do 18º BPM (Jacarepaguá), que realizam a perícia no local.

A polícia disse que acha pouco provável se tratar de um crime de intolerância religiosa. As razões da violência ainda serão apuradas.

Gilberto tinha 73 anos e era considerado um dos médiuns mais importantes do país. Os fiéis acreditavam que ele incorporava o espírito do médico alemão Frederich Von Stein. Arruda realizava cirurgias espirituais em pacientes de alta gravidade.

O Lar Frei Luiz tem uma legião de fiéis e também é frequentado por personalidades como o tenista Gustavo Kuerten, o cantor Milton Nascimento e a cantora Elba Ramalho. O humorista Chico Anysio, morto em 2012, também era um dos frequentadores. Recentemente, um dos médiuns locais alegou ter psicografado uma carta da cantora Cássia Eller, morta em 2001.

Fontes:
Extra-Médium é assassinado dentro de um dos principais centros espíritas do Rio

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *