Início » Brasil » Memórias do Cárcere
COLUNA ESPLANADA

Memórias do Cárcere

As celas do Complexo Médico Penal de Curitiba são palco das memórias do cárcere em tempos modernos, para a turma da Operação Lava Jato

Memórias do Cárcere
Todos os detidos tomam antidepressivos diariamente, e reclamam do notório frio de Curitiba (Foto: SESP)

As celas do Complexo Médico Penal de Curitiba são palco das memórias do cárcere em tempos modernos, para a turma da Operação Lava Jato. Fonte da Coluna com acesso aos detidos relata: José Dirceu ganhou apelido de Bibliotecário – lê compulsivamente. Mulher do marqueteiro João Santana – este, de pouco papo – Mônica Moura sumiu com o sorriso e só masca chicletes, cabisbaixa. ‘Comilão’, o ex-deputado do PT André Vargas rouba o queijo e sobremesa dos pratos dos colegas – e continua a organizar rodadas de poker, das quais participa Marcelo Odebrecht. O ex-tesoureiro do PT João Vaccari veste uniforme com letreiro ‘Faxina’.

Para sobreviver..

..Todos tomam antidepressivos diariamente, e reclamam do notório frio de Curitiba.

Claro, óbvio

A Coluna já registrou há meses o que ouviu um carcereiro, ao perguntar a Vargas quem ganhava o jogo de cartas: “Ninguém, aqui só tem ladrão, político e empreiteiro”.

Trump

Grandes empresários brasileiros que recebem reports semanais dos Estados Unidos relatam que Donald Trump deve ser eleito presidente.

Brexit & Deportação

Uma prova de como está o humor das autoridades com imigrantes que tentam entrar no Reino Unido após a aprovação do Brexit e iminente saída da União Europeia. O goiano Edson Ribeiro da Silva, com visto em mãos, foi interrogado, preso e deportado de Dublin, na Irlanda, sábado. De lá, foi enviado para a França, onde está detido em Paris.

Pretexto

Segundo relatou a familiares, num único contato por telefone permitido, Edson disse que as autoridades alegaram que ele não soube citar cinco referências turísticas da Irlanda. Alô, embaixada!

Palanqueiros

A reunião há dias era entre o presidente da Câmara, Rodrigo Maia, e o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, chefes de instituições. Apareceram como papagaios os líderes do DEM (Pauderney) e do PSDB (Carlos Sampaio). Fizeram questão das fotos.

Golpista

O presidente da Turquia, Recep Erdogan, prendeu professores, jornalistas, juízes, militares, o cara da esquina, o vira-latas da porta da mesquita, fechou todos os jornais. Tornou-se o grande golpista. Kadafi e Hugo Chávez começaram assim.

Perfis

Que fique claro. Dilma Rousseff nunca foi PT e sim Brizola.  E PT nunca foi Dilma.

PSB em risco

Renata Campos, viúva de Eduardo, está muito preocupada com a possível abertura de uma filial da Lava Jato em Pernambuco.

Vale Tudo

A presidente afastada Dilma Rousseff traça agenda de aparições públicas a partir de hoje. Mas serão locais – livrarias e restaurantes em Brasília, Belo Horizonte e Porto Alegre –  previamente mapeados para tentar evitar hostilidades.

Comércio aquecido

Com o clima seco no Centro-Oeste, a Lojas Americanas registrou aumento médio de 345% nas vendas de umidificadores de ar na região, em julho, na comparação com igual período de 2015. No Distrito Federal, a expansão nos negócios foi de 181%.

Eleiçõe$

O Governo federal vai liberar R$ 2 bilhões para obras inacabadas. O leitor atento vai lembrar que este ano tem eleições, e a nova lei proíbe doação de empresas a políticos e partidos. E o esperto vai entender do que se trata. Retomada de obras, claro…

$elo$

Rodrigo Maia (DEM-RJ) mal assumiu o comando da Câmara e já encomendou aos membros da mesa um estudo minucioso dos gastos da Casa no primeiro semestre. Assustou-se com os milhões investidos pelos colegas em correspondências e selos.

Por tabela

Em ano eleitoral, parlamentares ainda recorrem às missivas de autopromoção para angariar votos – para candidatos a vereadores e prefeito.

Oi e tchau

Direto de Alagoas, o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), não desgruda do telefone. Liga para amigos e aliados, de todos os partidos, para dar um oi. 

Ponto Final

Em 1990, Fernando Collor aprovou a campanha de Brasília para sediar as Olimpíadas de 2000 (Sidney venceu), mas deixou claro que não haveria um centavo de dinheiro público.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *