Início » Brasil » Ministro das Comunicações pede demissão
após criticar o governo

Ministro das Comunicações pede demissão

Motivo foi o vazamento de uma análise interna feita pelo ministro, que chama de errática a comunicação de Dilma e diz que governo leva ‘goleada’ da oposição nas redes sociais

Ministro das Comunicações pede demissão
Traumann estava no cargo desde fevereiro de 2014 (Reprodução/O Globo)

O ministro da Secretaria de Comunicação Social (Secom), Thomas Traumann, pediu demissão do cargo nesta quarta-feira, 25. O pedido foi aceito pela presidente Dilma Rousseff que emitiu uma nota oficial agradecendo “a competência, dedicação e lealdade de Traumann no período como ministro e porta-voz”. O secretário-executivo da Secom, Roberto Messias, assumirá temporariamente o lugar de Traumann.

O pivô do pedido foi o vazamento de uma avaliação interna elaborada pelo ministro avaliando a situação atual do governo. O documento veio a público na semana passada. Nele, o ministro classifica a comunicação de Dilma como “errada e errática” e diz que o país vive um “caos político”.

O documento afirma ainda que o governo está levando uma ‘goleada’ da oposição nas redes sociais e pede investimento maciço em publicidade em São Paulo, maior foco de rejeição a Dilma, para reverter a situação. Após o vazamento, o ministro tirou férias por seis dias, retornando nesta quarta-feira. Segundo fontes do Planalto, o pedido de demissão já era esperado.

Traumann estava no cargo desde fevereiro de 2014, quando substituiu a ex-ministra Helena chagas. O secretário-executivo da Secom,  Roberto Messias, assumirá temporariamente o comando da pasta.

Fontes:
Estadão-Traumann pede demissão após vazamento de documento interno
O Globo-Dilma confirma demissão de ministro da Comunicação Social
Folha-Ministro deixa a Secom após crítica à comunicação do governo vir à tona

1 Opinião

  1. Renato Fregapani disse:

    Os ministros da Dilma são uns “puxa-saco”, quando aparece um que fala a verdade ela demite. Tá explicado porque seu governo está desmoralizado.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *