Início » Brasil » Ministro propõe um ‘BNDES’ para os pequenos
Coluna Esplanada

Ministro propõe um ‘BNDES’ para os pequenos

Ideia do ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Afif Domingos, é abrir novas linhas de crédito a bom juro para micro e pequeno empresários

Ministro propõe um ‘BNDES’ para os pequenos
O ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Afif Domingos (Foto: ABr)

O ministro da Secretaria da Micro e Pequena Empresa, Afif Domingos, trabalha para angariar aliados a fim de convencer o governo a criar a Empresa Simples de Crédito. Com milhões de empresários sem acesso ao BNDES, ele propõe aos parlamentares uma forma de abrir novas linhas de crédito a bom juro. No documento entregue aos políticos na Câmara e Senado, durante sua visita nos últimos dias, Afif indica que o ‘sistema bancário ficou grande demais para atender aos micro e pequenos empresários’, e insinua que banco na praça hoje ‘só da prata a quem tem ouro’.

Inversão da ordem

Ainda de acordo com o ministro, os bancos (privados ou públicos) ‘são mais preparados para financiar o consumo do que o investimento’. Ele propõe alterar a ordem.

Mercado aberto

Por fim, o texto de Afif incita ‘aplicar direto, sem intermediários, remunerar mais o investidor e desonerar o tomador’.

A Crise

A Crise é tamanha que já se pode escrevê-la com caixa alta. Dobrou no País o pedido de recuperação judicial e falência de empresas, em especial no Sudeste.

Balela da menoridade

Políticos que defendem a redução da maioridade penal repetem que é tese furada a de que os jovens de 16 a 18 anos, se presos ou condenados, vão ‘entrar para a escola do crime’ e ‘dividir celas com marginais perigosos’. Para eles, basta organização orçamentária dos governos estaduais para construir alas especiais nos presídios.

Suíte Mensaleiro

Citam um exemplo: o então governador do DF, Agnelo Queiroz, reformou parte do complexo penitenciário da Papuda e criou a ‘Ala dos Vulneráveis’, com celas novas e amplas (bem diferentes das outras) destinadas exclusivamente… aos mensaleiros presos.

Questão de direito

Segundo os apoiadores da redução, os governos têm bilhões de reais para erguer estádios para a Copa, a União tem dinheiro para os Jogos Olímpicos, mas de repente ninguém tem para reformar presídios. Lembram ser questão de direitos humanos.

 

Gente quer bebida..

O deputado Manato (SD-ES) apresentou projeto de lei 1847/15 que obriga danceterias, clubes com pistas e afins a instalarem bebedouros para frequentadores. Sem cobrar.

..Diversão e arte

Com a iminência da famosa Festa do Peão de Barretos (SP), ganhou atenção o PL 1767, do Capitão Augusto (PR-SP), que torna o Rodeio patrimônio imaterial do Brasil.

Apito na mão

A despeito do cerco judicial a seus cartolas, a CBF mantém lobby pesado no Congresso na tentativa de mandar para escanteio a MP do Futebol. Ela ‘caduca’ dia 17, e não entrou em pauta. O relator deputado Otávio Leite (PSDB-RJ) anda preocupado.

Bola em jogo

O texto da MP prevê maior parcelamento da dívida dos clubes brasileiros – isso é bom para todos. Mas os cartolas não querem ouvir falar de pontos como transparência na gestão, fiscalização externa das contas e mandatos limitados. Além de punibilidades.

Calma, gente

Uma turma conceituada de economistas do eixo Rio-São Paulo – mas também chamados de pessimistas – distribuiu documento para o empresariado prevendo Setembro como o mês da quebradeira geral no Brasil.

Caso Pavesi

A Justiça de Poços de Caldas (MG) agendou para abril de 2016 o julgamento, por júri popular, de quatro médicos acusados de tráfico de órgãos, cercados após a morte do garotinho Paulo Pavesi, 10 anos, no início dos anos 2000. O pai, numa campanha solitária, denunciou o caso ao saber da retirada de órgãos do menino ainda vivo.

Sobra fé

Enquanto tramita a Lei Geral das Religiões no Senado, e o STF analisa a obrigatoriedade, ou não, do ensino religioso nas escolas, há mais por vir no debate: tramita na Câmara projeto que permite a profissionais de clínicas de recuperação de dependentes químicos a ‘falar sobre religião’, desde que internos ‘não sejam forçados’.

Leitura obrigatória

Autora do projeto da lei do Preço Fixo para livros no Brasil, que mexe com o mercado de editoras, a senadora Fátima Bezerra (PT-RN) prestigia a FLIP em Paraty.

Ponto Final

Dilma terá uma folga do Congresso para recuperar o fôlego. Vem aí o recesso parlamentar de 15 dias, a partir de 17 de julho.

 

Com Equipe DF, SP e Nordeste

 

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *