Início » Brasil » Ministros do STF reagem às falas de Eduardo Bolsonaro
SOBRE 'FECHAR' STF

Ministros do STF reagem às falas de Eduardo Bolsonaro

Presidente do Supremo afirmou ser fundamental para a democracia garantir a independência do tribunal

Ministros do STF reagem às falas de Eduardo Bolsonaro
Eduardo Bolsonaro afirmou que, 'se quiser fechar o STF, você não manda nem um jipe, manda um soldado e um cabo' (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

As declarações do deputado federal eleito por São Paulo Eduardo Bolsonaro, filho do candidato à presidência Jair Bolsonaro, sobre “fechar o Supremo Tribunal Federal (STF)” com um “soldado, um cabo”, também geraram  reações entre os ministros do Supremo.

Em nota oficial divulgada nesta segunda-feira, 22, o presidente do STF, ministro Dias Toffoli, afirmou ser fundamental para a democracia garantir a independência do tribunal.

“O Supremo Tribunal Federal é uma instituição centenária e essencial ao Estado Democrático de Direito. Não há democracia sem um Poder Judiciário independente e autônomo. O país conta com instituições sólidas e todas as autoridades devem respeitar a Constituição. Atacar o Poder Judiciário é atacar a democracia”, diz a nota divulgada pelo STF após a repercussão da fala de Eduardo Bolsonaro.

Em nota publicada pelo jornal Folha de S.Paulo, o ministro Celso de Mello afirmou: “Essa declaração, além de inconsequente e golpista, mostra bem o tipo (irresponsável) de parlamentar cuja atuação no Congresso Nacional, mantida essa inaceitável visão autoritária, só comprometerá a integridade da ordem democrática e o respeito indeclinável que se deve ter pela supremacia da Constituição da República!!!!”.

Em evento em São Paulo, o ministro Alexandre de Moraes defendeu que a Procuradoria-Geral da República (PGR) investigue a fala do deputado. “É inacreditável que no Brasil do século 21, a Constituição com 30 anos, ainda tenhamos que ouvir tanta asneira vinda da boca de quem representa o povo”, disse Moraes.

A ministra do STF Rosa Weber, presidente do TSE, disse no domingo, 21, que, “no Brasil, as instituições estão funcionando normalmente e juiz algum que honra a toga se deixa abalar por qualquer manifestação que eventualmente possa ser compreendida como inadequada”.

O presidenciável Jair Bolsonaro se desculpou nesta segunda pelas declarações do filho, ressaltando que conversou com ele, e que ele reconheceu seu erro e que também pediu desculpas.

Fontes:
EBC - “Atacar Poder Judiciário é atacar a democracia”, diz presidente do STF

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Moura disse:

    O filho do Bolsonaro falou besteira. Entretanto, os mesmos ministros da “corte” não falaram nada quando foram chamados de “covardes” pelo apedeuta preso em Curitiba (pouco antes do impeachment da Dilma) ou quando o deputado petista Wadih Damous, em abril deste ano, propôs fechar o STF…

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *