Início » Brasil » Moro encaminha ao STF indícios contra Gleisi Hofmann
Corrupção

Moro encaminha ao STF indícios contra Gleisi Hofmann

De acordo com o juiz, senadora recebia verba de empréstimos consignados do Ministério do Planejamento através de empresa de seu marido

A força-tarefa da Operação Lava-Jato, através do juiz federal Sérgio Moro, encaminhou ao Supremo Tribunal Federal (STF) documentos que mostram indícios do envolvimento da senadora Gleisi Hofmann (PT-PR) no esquema de corrupção e desvio de verbas investigado pela Polícia Federal.

De acordo com informações, Gleisi teria recebido verba criminosa através da empresa Consist Software, responsável por administrar os empréstimos consignados do Ministério do Planejamento. A Consist é de propriedade do marido da senadora, ex-ministro Paulo Bernardo.

O documento mostra que o dinheiro desviado foi repassado também a pessoas próximas a Gleisi, entre elas, Paulo Bernardo. A verba era também repassada ao escritório de advocacia de Guilherme Gonçalves, ao responsável pela gestão jurídica da campanha de Gleisi, além de outras empresas de fachada.

Gleisi foi ministra-chefe da Casa Civil durante o primeiro mandato da presidente Dilma Rousseff e já é investigada por envolvimento no esquema de corrupção da Petrobras.

“Na busca e apreensão realizada no escritório de Gonçalves, foram colhidos documentos que indicam que os valores recebidos da Consist teriam sido, em parte, utilizados para efetuar pagamentos em favor da senadora. Parte expressiva da remuneração da Consist, cerca de 9,6% do faturamento líquido, foi repassada, a Gonçalves, em Curitiba, que, por sua vez, utilizou esses mesmos recursos para pagamentos associados à senadora Gleisi Hoffmann”, explicou Moro.

Para esconder o desvio, o escritório de Gonçalves teria prestado serviços à Consist, que, no entanto, não justificariam o gasto de R$ 7 milhões.

Fontes:
G1-Justiça vê indícios contra Gleisi na Lava Jato e envia documentos ao STF
Folha-Moro diz que há indícios de que Gleisi recebeu verba de 'natureza criminosa'

1 Opinião

  1. Samuel Reis disse:

    Consta que os tucanos também foram beneficiários de transações fraudulentas com a Petrobrás e Furnas. Espero que o Opinião & Notícias igualmente divulguem tais notícias, pois do contrário não será um veículo de comunicação imparcial que busca defender a liberdade e debate de informações.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *