Início » Brasil » Mortalidade materna ainda é alta no Brasil
OMS

Mortalidade materna ainda é alta no Brasil

Índice teve uma queda anual média de apenas 1,7% no país entre 2000 e 2013

Mortalidade materna ainda é alta no Brasil
Em 2013, Brasil registrou 69 mortes a cada 100 mil nascimentos (Fonte: Reprodução/Revista Crescer)

Um relatório coordenado pela Organização Mundial de Saúde (OMS) revelou que, entre 75 países analisados, o Brasil foi o quarto que menos reduziu a taxa de mortalidade materna entre 2000 e 2013.

Ainda de acordo com a OMS, o índice teve uma queda anual média de apenas 1,7% no país — o que se compara ao desempenho de Madagascar.

O índice brasileiro ficou bem abaixo da média de todo o grupo, que foi de 3,1% ao ano.

No ano passado, o Brasil registrou 69 mortes na gestação, no parto ou em decorrência de suas complicações a cada 100 mil nascimentos. A meta estabelecida nos Objetivos do Milênio é chegar em 2015 com, no máximo, 35 mortes a cada 100 mil nascimentos. O Brasil, no entanto, já admitiu que não vai conseguir atingir a meta.

O relatório revelou que poucos países vão atingir o compromisso de reduzir a taxa de mortalidade materna. Do total de nações analisadas, apenas 11 conseguiram diminuir a taxa a um ritmo de pelo menos 5,5% ao ano.

A OMS ressalta a necessidade de se estabelecer estratégias que acelerem avanços nas saúdes materna, infantil e neonatal.

Fontes:
Estadão - Mortalidade materna cai apenas 1,7% no País

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *