Início » Brasil » MP denuncia Haddad por corrupção. Dólar cai
CORRUPÇÃO E ELEIÇÃO

MP denuncia Haddad por corrupção. Dólar cai

Haddad nega acusação e atribui denúncia a conjuntura eleitoral

MP denuncia Haddad por corrupção. Dólar cai
Haddad em frente à carceragem da Polícia Federal em Curitiba (Fonte: Reprodução/Fotos Públicas)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O candidato a vice-presidente da República pelo PT, Fernando Haddad — virtualmente cabeça de chapa, com a inelegibilidade de Lula –, foi denunciado pelo Ministério Público de São Paulo por corrupção, formação de quadrilha e lavagem de dinheiro.

O MP de São Paulo acusa o petista de ter recebido R$ 2,6 milhões de propina da empreiteira UTC Engenharia para pagamento de dívida da campanha eleitoral para a prefeitura da capital paulista, em 2012, da qual Haddad foi vencedor.

O ex-prefeito de São Paulo, que teve a reeleição frustrada na derrota para João Dória (PSDB) em 2016, já havia sido acusado pelo MP de improbidade administrativa e enriquecimento ilícito.

De acordo com a denúncia tornada pública nesta terça-feira, 4, pelo MP, o ex-tesoureiro do PT João Vaccari Neto pediu à UTC que pagasse uma dívida de R$ 2,6 milhões da campanha de Haddad em 2012 com gráficas, em troca de favorecimentos à empreiteira pela administração municipal.

Haddad nega a acusação e atribui a denúncia do MP a uma tentativa de envolver seu nome em corrupção às vésperas da eleição de outubro. A agência Reuters adianta que, após a denúncia do MP, o dólar opera em baixa, “com os investidores reagindo à denúncia do Ministério Público de São Paulo contra o candidato a vice-presidente do PT, Fernando Haddad”.

Fontes:
Reuters - Haddad é denunciado pelo Ministério Público de SP por corrupção em campanha de 2012
Reuters - Dólar anula alta e vai abaixo de R$4,15 após MP denunciar Haddad

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *