Início » Brasil » MP quer prisão preventiva de Cachoeira
Menos de 24 horas após ser solto

MP quer prisão preventiva de Cachoeira

Justiça Federal em Goiás já determinou o recolhimento do passaporte do contraventor

MP quer prisão preventiva de Cachoeira
Nova denúncia inclui Cachoeira e outras 16 pessoas (Fonte: Reprodução/Agência O Globo)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O Ministério Público Federal em Goiás (MPF-GO) fez uma nova denúncia à Justiça contra Carlinhos Cachoeira, pedindo novamente a prisão preventiva do contraventor, menos de 24 horas após a sua soltura.

Leia também: Depois de condenado o prêmio: LIBERDADE!

Além de Cachoeira, a denúncia inclui outras 16 pessoas. O MPF-GO também pediu a prisão de mais cinco pessoas, incluindo Lenine Araújo, considerado o braço-direito de Cachoeira.

Os pedidos de prisão ainda não foram julgados, mas a Justiça Federal em Goiás determinou nesta quarta-feira, 21, o recolhimento dos passaportes dos envolvidos, incluindo o de Cachoeira, e comunicou à Interpol que eles não podem deixar o país.

Primeira denúncia: 80 acusados

A nova denúncia, fruto da Operação Monte Carlo — que levou Cachoeira à prisão –, trata do crime de depósito e exploração comercial de máquinas caça-níqueis compostas por equipamentos eletrônicos contrabandeados.

Na primeira denúncia, 80 pessoas foram acusadas por formação de quadrilha armada, corrupção, peculato e violação de sigilo.

Fontes:
Folha de S.Paulo - Procuradoria em GO pede nova prisão preventiva de Cachoeira

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. moraes disse:

    Parece q vc tera que interroper os preparativos do casamento novamente Cachoeira…

  2. Áureo Ramos de Souza disse:

    Brincadeira de criança como é bom, como é bom é o que juízes estão fazendo. Carlinhos Cachoeira foi preso por vários crimes junto com mais 80 vem uma juíza e ordena sua soltura e agora a justiça federal em Goiás pede a prisão, então isto está se tornando brincadeira de criança e não de justiça ou então estão brincando de cabo de guerra, um puxa de um lado e outro puxa do outro lado e ganha quem tem mais força. e aí comeu?

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *