Início » Brasil » MPF denuncia prefeito por usar veículos do PAC para fins privados
GOIÁS

MPF denuncia prefeito por usar veículos do PAC para fins privados

O prefeito de Itaguaru (GO), Eurípedes Potenciano da Silva, estava usando veículos doados ao município pelo PAC para fins privados em suas propriedades

MPF denuncia prefeito por usar veículos do PAC para fins privados
Fotos tiradas por testemunhas constataram o uso irregular (Foto: MPF)

Um episódio ocorrido no município de Itaguaru, em Goiás, chamou atenção para o uso irregular de bens doados a prefeituras pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2), do governo federal.

Nesta sexta-feira, 18, o Ministério Público Federal (MPF) denunciou o prefeito de Itaguaru, Eurípedes Potenciano da Silva (PSDB-GO), por usar em proveito próprio veículos de construção doados ao município pelo programa.

Segundo o MPF, o município de Itaguaru recebeu do programa “um caminhão basculante, uma máquina tipo motoniveladora e uma retroescavadeira por meio de contrato de doação entre a União e o município”.

Porém, em abril de 2016, o Ministério do Desenvolvimento Agrário (MDA) constatou que os veículos não vinham sendo usados para as atividades firmadas no contrato. Em vez disso, eles estavam sendo usados pelo prefeito Eurípedes Potenciano da Silva para fins privados.

A conclusão do MDA foi corroborada por filmagens e fotos retiradas por testemunhas que mostram os veículos dentro de uma fazenda de propriedade do prefeito, localizada no município de Heitoraí (GO), sendo usados para fins privados, como a retirada de entulho e transporte de materiais de construção. Nas imagens, é possível verificar nos veículos as inscrições “PAC”, “PAC2” e “Prefeitura de Itaguaru”.

Eurípedes Potenciano responderá pelo crime de uso indevido de bem público. Se condenado, ele pode perder o cargo e ficar inabilitado para o exercício de cargo ou função pública, eletivo ou de nomeação, pelo prazo de cinco anos.

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *