Início » Brasil » MPF pede prisão preventiva de juiz que conduzia o caso Eike Batista
Caso Eike

MPF pede prisão preventiva de juiz que conduzia o caso Eike Batista

Flávio Roberto de Souza foi afastado do processo após ser flagrado dirigindo um dos veículos que pertencia ao empresário

MPF pede prisão preventiva de juiz que conduzia o caso Eike Batista
Foto do momento em que o juiz conduzia o carro de EIke. Seu passaporte foi apreendido pelo TRF (Foto: Reprodução/O Globo)

Após ser afastado do caso de Eike Batista e de suas funções na 3ª Vara Criminal Cível do Rio por ser flagrado dirigindo o carro do empresário, o juiz Flávio Roberto de Souza terá mais problemas. O Ministérios Público Federal do Rio de Janeiro (MPF-RJ) entrou com pedido de prisão preventiva contra o magistrado. Além do flagrante do carro, Souza também teria cometido outras irregularidades na condução do caso.

Leia mais: Corregedoria afasta juiz do caso Eike Batista
Leia mais: Corregedor manda juiz devolver bens de Eike

O cumprimento da ordem de prisão depende do Tribunal Regional Federal (TRF) da 2ª Região, que não quis se manifestar sobre o processo, que corre em segredo de Justiça. Segundo fontes, o MPF adotou a medida após o juiz se recusar a fornecer o endereço onde está morando à Polícia Federal, depois de ter abandonado seu prédio na Barra da Tijuca.

Flávio Roberto de Souza está de licença médica até o dia 8 de abril e foi retirado do caso de Eike Batista pela ministra Nancy Andrighi. Seu passaporte foi apreendido pelo tribunal. Souza não quis se pronunciar sobre o assunto.

Fontes:
O Globo-MPF pede prisão preventiva de ex-juiz do caso Eike Batista

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *