Início » Brasil » ‘Não é possível que a imprensa saiba algo que o governo não saiba’, diz Dilma
Escândalos na Petrobras

‘Não é possível que a imprensa saiba algo que o governo não saiba’, diz Dilma

Dilma Rousseff diz que o 'papel da imprensa não é de investigar e sim de divulgar informações'

‘Não é possível que a imprensa saiba algo que o governo não saiba’, diz Dilma
Dilma Rousseff, se irrita durante entrevista no Palácio da Alvorada (Reprodução/Givaldo Barbosa/O Globo)

A presidente Dilma Rousseff pedirá ao Supremo Tribunal Federal (STF) acesso ao depoimento do ex-diretor da Petrobras Paulo Roberto Costa, dentro do processo em que ele é beneficiado pela delação premiada. Para a petista, “não é possível” que a imprensa tenha acesso a determinadas informações.

Leia mais: Costa diz ter recebido R$ 1,5 mi em propina na compra da refinaria de Pasadena

“Não é possível que a revista Veja saiba de uma coisa e o governo não saiba quem é que está envolvido”, afirmou Dilma. Na condição de presidente da República, Dilma disse que não pode tomar providências baseadas no “disse me disse”, por isso, pedirá o documento ao ministro Teori Zavascki, relator do caso no STF.

A reação de Dilma é decorrente da negativa do procurador-geral da República, Rodrigo Janot, em disponibilizar o depoimento de Costa, fato que a impede de “tomar providências”.

“Pedirei ao ministro Teori a mesma coisa: quero ser informada se no governo tem alguém envolvido. Não tenho porque dizer que tem alguém envolvido, porque não reconheço na revista Veja e nem em nenhum órgão de imprensa o status que tem a PF, o MP e o Supremo”. Ainda segundo a candidata a reeleição, o papel da imprensa “não é de investigar e sim de divulgar informações”.

Ao ser perguntada sobre a declaração do ex-diretor da Petrobras (de que teria recebido R$ 1,5 milhão de propina no processo de compra da refinaria Pasadena), Dilma, que já havia finalizado a entrevista no Palácio da Alvorada, respondeu irritada. “Se você me disser para quem ele disse, quem disse e como é que disse, eu respondo. Recebo informações de juiz, de procurador e de delegado da PF. Sou a favor de investigar, nada colocar para debaixo do tapete. Acho que o maior mal atual é a impunidade. Se investiga, descobre o mal feito e não condena, cria a sensação de que não teve pena nenhuma. Sabe por que protege com a impunidade? Porque você não prende, não pune e só tem um jeito: tem que punir. Por isso é que se diz: tolerância zero”, disse a presidente.

Fontes:
O Globo-‘Papel da imprensa não é de investigar e sim de divulgar informações’, diz Dilma sobre escândalos

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

4 Opiniões

  1. Joma Bastos disse:

    Eles querem ter a Imprensa no bolso?! Nunca! Jamais!

  2. Marluizo Pires Cruz disse:

    Titulo do texto. ‘Não é possível que a imprensa saiba algo que o governo não saiba’, diz Dilma, ficou incompreensível o titulo do texto em determinar se o governo sabia ou não sabia do mal feito. Pois na condição de presidente da República parece ser assessorada por um sistema de informações que cria a sensação de que. “Não é possível que a revista Veja saiba de uma coisa e o governo não saiba quem é que está envolvido”, Porque esta sempre prevalecendo o papel da autoridade que tomar conhecimento do fato o dever de “tomar providências”. E a imprensa investigativa responsável divulgar a noticia, fundamentada na verdade.

  3. Ludwig Von Drake disse:

    Ora, isso foi anunciado quando desmontaram o SNI (Serviço Nacional de Informações), que assessorava o Presidente nesses assuntos e criaram a ABIN, que significa: A-quele B-ando de IN-competentes.

  4. DJALMA P BENTES disse:

    A candidata Dilma Vana Rusself, está certa. Errado é quem lhe dá alguma razão. O governo sabe sim, tanto sabe que fez, faz e fará sempre as petralhadas. O que ela quer é que a imprensa não divulgue nada, nunca. Esquece que no mais importante/maior país do mundo, foi a investigação da imprensa que denunciou a corrupção e fez com que o então Presidente renunciasse, para não ir em cana ( se a metade das práticas que ocorrem no Brasil tanto os que foram condenados como o Chefão já estariam na CADEIA => mas aqui é Brasil). Em um país em que petralhas são ministros o que esperar ?

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *