Início » Brasil » Neoaliados cobram mais espaço a Temer
COLUNA ESPLANADA

Neoaliados cobram mais espaço a Temer

Os senadores José Agripino Maria (DEM-RN) e Tasso Jereissati (PSDB-CE) fizeram chegar a Temer suas insatisfações

Neoaliados cobram mais espaço a Temer
Temer passa um aperto para atender a todas as demandas para cargos no governo (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

Nem assumiu e o futuro presidente Michel Temer passa um aperto para atender a todas as demandas dos partidos aliados — e neoalidos — para cargos no Governo. Os senadores José Agripino Maria (DEM-RN) e Tasso Jereissati (PSDB-CE) fizeram chegar a Temer suas insatisfações. O mensageiro foi o senador Romero Jucá (PMDB-RR), que tem repetido a todos que encontra no Congresso um “Está bom, vou levar até ele”.

Benito x Alves

Está ‘sub judice’ o nome de Henrique Alves para voltar ao Turismo, por causa da citação dele na Lava Jato. O PTB pode voltar ao ministério com Benito Gama.

Alertas em vão

A segurança presidencial não queria deixar a presidente Dilma ir a Santarém, para inaugurar obras. O bairro era vulnerável a ataques e ruim para vias de escape.

Ah, meu Brasil

A PRF não brincou em serviço. Autuou e apreendeu por IPVA atrasado um caminhão da Coca-Cola, da comitiva da Tocha Olímpica, em Hidrolândia (GO).

Nova banca

Em clima de despedida do Governo Dilma, a turma está buscando opções de trabalho. O AGU, José Eduardo Cardozo, e o diretor-geral da Polícia Federal, Leandro Daiello, associados a um ex-conselheiro do CADE articulam a abertura de um escritório de advocacia em Brasília. Cliente não vai faltar. Na área criminal, então…

UFC Adesivos

Um incidente no Plano em Brasília prova o clima político-social ruim. Dois motoristas desceram dos carros e brigaram numa avenida. Motivo: em um carro, o adesivo: ‘Não vai ter golpe’; no outro: ‘Tchau Dilma e leve o PT junto com você’.

Caserna em festa

O PCdoB, que passou a controlar vários cargos estratégicos para militares no Ministério da Defesa, está de saída. Aldo Rebelo não dá as caras há dois meses. A ex-deputada Perpétua Almeida (AC) vai perder a secretaria das compras bilionárias de armamentos.

Sheiks chegaram

Os árabes querem tirar todo seu dinheiro dos EUA nos próximos 20 anos e investir em energia limpa (eólica e solar). Um grupo já visita o Centro-Oeste, em especial Goiás.

Na moita

Apostas rolam na capital sobre como vão se comportar no Ministério do Meio Ambiente o deputado Zequinha Sarney e o PV. Temer foi contra o novo Código Florestal.

Bota-fora

Centenas de funcionários do Palácio do Planalto ligados a Dilma e ao PT serão exonerados já amanhã, para a publicação no D.O. sair na fatídica quarta. Temer entrará com a Casa vazia, como deseja.

A$$essoria

O Governo do Maranhão, que prometeu austeridade nos gastos após críticas aos excessos da ex Roseana Sarney, mantém assessoria própria no Palácio dos Leões. Mas já desembolsou R$ 1,4 milhão desde meados de 2015 para assessoria terceirizada.

Presentão

Foram pagos à Informe, empresa de Brasília (contratada por licitação), R$ 637.739,36 em 2015 e mais R$ 806.522,21 de janeiro de 2016 até o final do mês passado.

Campanha

Há digitais da publicitária Daniela, filha de Eduardo Cunha, no material a favor do impeachment distribuído nos plenários do Congresso.

Ponto Final

Líder do PMDB na Câmara, Leonardo Picciani só não assume o Ministério do Esporte se não quiser. A nomeação está no prelo para o D.O.

Com Walmor Parente e Equipe DF, SP e Nordeste

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Vitafer disse:

    Puxa, fala-se com tanta certeza, como se a Presidente fosse mesmo sair quarta!…
    Mas e a “sentença” do Maranhão? k k k k k k k

  2. Brazilino Esperanza disse:

    Mas que vergonha!
    Com o Brasil falido e desgovernado, os partidos só querem se apoderar de um quinhão do butim. É hora de união para apoiar uma oportunidade de mudar a cara do país no curto prazo. É hora de pensar no Brasil e não em brigas por um poder inconsequente.
    Os Estados Unidos, com um PIB 15 vezes maior que o do Brasil, tem 15 ministros (que lá são chamados de secretários) e mais 7 cargos com status de ministro. Só a psique impatriótica, patrimonialista, gananciosa e despudorada pode explicar a necessidade de termos 39 ministérios. Isto também é um sinal de irresponsabilidade de alguém que deveria zelar pela boa aplicação dos dinheiro do contribuinte brasileiro.
    Temos 23.000 cargos de confiança no governo federal. Dizer que cada um desses cargos custa ao erário algo como R$ 12.000 é bem modesto. Então, os 20.000 cargos criados pelo atual governo representam um custo direto aproximado de R$ 1 BILHÃO de Reais a cada 4 meses. Isto sem falar em vantagens, diárias e oportunidades para de praticar “malfeitos”. Haja dinheiro e haja falta de vergonha.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *