Início » Brasil » No País dos Jogos 2016, metade da população é sedentária
Coluna Esplanada

No País dos Jogos 2016, metade da população é sedentária

É o que vai concluir a pesquisa inédita sobre a prática de esportes e exercícios dos brasileiros a ser divulgada pelo Ministério do Esporte até julho

No País dos Jogos 2016, metade da população é sedentária
Os sedentários são 45,9% dos entrevistados (Fonte: Reprodução/Charge de Aliedo)

O País da Olimpíada de 2016 tem metade da população sedentária. É o que vai concluir a pesquisa inédita sobre a prática de esportes e exercícios dos brasileiros a ser divulgada pelo Ministério do Esporte até julho, a maior radiografia já feita sobre o segmento: 25,6% dos ouvidos praticam algum tipo de esporte regularmente; e 28,5% fazem atividades físicas. Mas os sedentários são 45,9% — equivalente a 67,3 milhões de habitantes na faixa etária de 14 a 75 anos. No quesito sedentarismo, elas ganham dos homens: as mulheres correspondem a 50,4%, e eles, 41,2% .

Contingente

Foram ouvidas até agora 8.902 pessoas nos 27 estados, em capitais e interior — essa amostra abrange cerca de 146,7 milhões de brasileiros, nos cálculos dos especialistas.

A equipe

A pesquisa foi bancada pela Financiadora de Estudos e Projetos em parceria com seis universidades federais: RS, Goiás, Rio, Amazonas, Sergipe e Bahia (que coordenou).

Raios x

‘Estamos organizando os dados e divulgaremos em breve. Serão fundamentais para a orientação dos investimentos públicos e privados’, adianta o ministro George Hilton.

‘Guerra’ dos sexos

Os dados por gênero estão nivelados, com pequenas variações sobre temas. Na maior discrepância dos cenários, os homens (35,9%) praticam mais esportes que as mulheres (15,6%); enquanto a situação se inverte para o tema ‘atividades físicas’: são 34% das mulheres ouvidas, contra 22,9% da seleção masculina.

Mapa

A pedido do Ministério, as equipes também consolidam um mapeamento dos centros esportivos e locais públicos para prática de esporte em todas as cidades do Brasil — onde há praças com equipamentos, quadras, e onde se pratica cada modalidade. O governo vai lançar um site com estes dados ainda este semestre para auxiliar turistas e população.

Haja coração!

Empregados da Infraero, revoltados, apostam que o presidente da estatal, Gustavo do Vale, cruzeirense azul marinho!, foi para BH entre 17 e 22 de abril com passagem paga pela empresa para assistir a Cruzeiro x Atlético no domingo (19).

Oh, coitado

A Infraero informa que houve agenda a trabalho, mas… na terça (22) quando Vale visitou obras no Aeroporto de Confins. Detalhe, o Cruzeiro perdeu de virada.

Conexão BSB-Miami

A ex-BBB Juliana Lopes, pivô de escândalo que pode derrubar senador americano, despediu-se de Brasília em 2009 com festa na casa da promoter Wilma Magalhães.

Regionalismos

O projeto de lei (ele recuou) do estadual Wanderley Dallas (AM) que transforma em patrimônio as palavras ‘piroca’, ‘cabaço’, ‘baitola’ e ‘xibiu’ foi bem comentado em Brasília. Há quem aposte nas palavras ‘Canalha’, ‘Pilantra’, ‘Bandido’, ‘Piranha’ e ‘Sacripanta’ como patrimônio imaterial do vocabulário no Congresso Nacional.

Terceirização do prazer

Chegou a Brasília, de bem informado cacique, que uma presidente da associação de prostitutas de Altamira & Alto Xingu procurou um gerente do canteiro de obras da usina de Belo Monte com pedido inusitado: que as empresas pagassem os milhares de funcionários em parcelas, porque elas não estão dando conta de atender à demanda…

Explica-se

É que, com dinheiro na conta um único dia por mês, os ‘peões’ correm para os prostíbulos para matar a saudade. E voltam só semanas depois. As assessorias de Belo Monte e a Norte Energia ainda não confirmam, e procuram o eventual interlocutor. São 16 diretores, mais de 30 gerentes e 30 mil (coitadas das mulheres) empregados.

Pré-sabatina

Cresce o apoio de instituições à indicação do jurista Luiz Edson Fachin ao STF. Entidades associativas nacionais que representam Magistrados Federais, do Trabalho, Procuradores de Estados, da República e Promotores de Justiça endossaram cartas.

Em cima do muro

Na votação do PL 4330 da Terceirização na Câmara, o líder do PSD, Rogério Rosso (DF), se absteve, e o federal linha dura Alberto Fraga (DEM-DF) se ausentou.

Entrando pra História…

O PL 1171/15, de Roberto Alves (PRB-SP), confere à cidade de Santa Isabel o título de ‘Capital Nacional das Histórias em Quadrinhos’.

Ponto Final

Como Brasília tem de tudo e mais um pouco, na votação do polêmico projeto, só faltou deputados ‘indecisos’ terceirizarem os votos.

Com Equipe DF, SP e Nordeste

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *