Início » Brasil » Nosso dinheiro mergulha no Caribe
Coluna Esplanada

Nosso dinheiro mergulha no Caribe

O dinheiro do povo brasileiro nada de braçadas no Caribe, enquanto os portos brasileiros afundam na própria infraestrutura ruim, propala a oposição

Nosso dinheiro mergulha no Caribe
Dilma inaugura porto de Mariel ao lado de Raúl Castro (Fonte: Reprodução/AFP)

Hoje é o Dia do Cooperativismo em Cuba, toda terça o é. Foi uma maneira de os Castro iniciarem a abertura para a esperada transição – a volta ao capitalismo, após a utopia socialista de um feito histórico contra o imperialismo. Mas a ideologia ficou lá atrás, os irmãos Castro enriqueceram e o povo não, e naturalmente entenderam a pressão popular por melhores condições de vida, a despeito da idolatria ao mito vivo. E gradativamente os donos da ilha vão cedendo ao modelo que rege o mundo, enquanto contam com as colaborações de presidentes amigos (e generosos), com dinheiro alheio.

Leandro Mazzini é escritor e colunista do Opinião e Notícia

Um destes amigos é o governo brasileiro. Em Cuba, a presidente Dilma Rousseff acaba de inaugurar o porto de Mariel, a 70km de Havana, construído pela Odebrecht com financiamento de US$ 682 milhões do nosso BNDES. Ou seja, o dinheiro do povo brasileiro nada de braçadas no Caribe, enquanto os portos brasileiros afundam na própria infraestrutura ruim, propala a oposição. Já governistas apontam que o porto poderá ser entreposto de produtos brasileiros para os EUA e México, com a aguardada abertura comercial e o fim do embargo americano.

Um amigo da Coluna voltou este mês de Cuba, esteve com oposicionistas e governistas. Diz que a abertura é questão de tempo – talvez após a morte de Fidel, não o fazem ainda por respeito. O irmão, o presidente Raúl Castro, é incentivador convicto. Promove paliativos econômicos para os cubanos – como autorização para comprar táxis, carros usados e novos. E às terças, os trabalhadores podem comprar a produção para revender por 50% do valor. Os produtores rurais (campesinos) podem levar uma parte da produção para venda no comércio local ou em feiras.

O curioso em Cuba é notar que a idolatria a Fidel se transfigurou também no falecido Hugo Chávez, considerado por eles ‘o nosso melhor amigo’. Cartazes e outdoors com fotos do bolivariano se espalham pela capital, exaltando o apoio petrolífero à ilha caribenha. Chávez doava milhões de barris de petróleo por ano a Cuba.

Com o presente brasileiro para Cuba no porto de Mariel, uma decisão do então presidente Lula, não é exagero dizer que o petista quer entrar para o hall da fama – ou dos outdoors – nas ruas do regime aliado. A situação é essa: nosso dinheiro mergulha bonito no lindo mar do Caribe, e o brasileiro se vira aqui – a alto preço – com a sua caixa d’água. Quando não falta água.

A Dilma de Davos

Marcos Troyjo é economista, cientista social, diplomata e colunista da Folha. Um dos dos maiores especialistas em BRIC e economia mundial, passou pela ONU e há dois anos fundou e dirige o BRICLab na Columbia University. Fez uma análise para a Coluna sobre a participação da presidente Dilma em Davos, no Fórum Econômico Mundial (veja íntegra no site da Coluna). Eis uma síntese:

“Dilma não parece ter gosto ou mesmo vocação para liderar reformas. Seu presidencialismo de coalizão está mais a serviço do projeto de sua perpetuação no Planalto do que orientado à modernização institucional do país. Assim, o Brasil de Dilma utilizou Davos essencialmente para apresentar relatório de realizações, vocalizar compromisso com alguma ortodoxia macroeconômica, elencar fronteiras móveis de consumo e sublinhar a continuação do programa de concessões”.

Deus nos salve!

Foi manchete do Diário do Povo do Piauí ontem: o presidente da Associação dos Delegados da PF, Marcos Leôncio, em entrevista exclusiva, revelou que há 100 mil inquéritos contra atos de corrupção abertos atualmente no País. E que há investigações em andamento na maioria dos estados.

Ponto Final

Falta papel higiênico em Cuba e na Venezuela, mas devem sobrar rolos para limpar as lambanças nos toillets presidenciais dos Palácios.

Charge de Aliedo

Café amargo

Em 2011, um conhecido deputado da oposição tratou com um jornalista de conceder entrevista numa padaria, num café da manhã, em Brasília, para criticar o governo e principalmente o Funpresp, o projeto que criou o Fundo de Previdência Complementar do Servidor Público Federal, em tramitação no Congresso.

Já à mesa, ele desancava o governo e o então presidente do INSS, Mauro Hauschild, que apoiou o projeto no Congresso.

Só não contava que, na mesa de trás estava o próprio presidente do INSS, tomando seu café sozinho, ouvindo a conversa, inerte e espantado.

Não coube outra situação a Hauschild levantar-se e se apresentar.

– Excelência, como vai o senhor, acho que já nos conhecemos..

– Não lembro – respondeu o deputado – de onde…

– Eu sou o presidente do INSS…

Cumprimentos feitos, despedidas realizadas, o café ficou amargo à mesa.

Com Maurício Nogueira, Luana Lopes e Equipe DF e SP

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

11 Opiniões

  1. Geracina disse:

    Toma vergonha na cara presidente, voce nao produz nada e faz a festa com o dinheiro do contribuinte, a senhora enriqueceu as custas do trabalhador e vive as custas do povo e legislando para essa renca de politicos, SO vota nesses parazitas quem nao tem vergonha na cara e gosta de viver das migalhas dessa mafia.

  2. Geracina disse:

    PETRALHAS BASTA DA FARRA COM O DINHEIRO ALHEIO, VOCES NAO PRODUZ NADA E AINDA LEZAM A PATRIA.

  3. joaquim vieira disse:

    A INFORMAÇÃO TRAZ FORMAÇÃO, INFELIZMENTE NOSSOS ALUNOS ESTÃO SENDO PRIVADO DESTAS RIQUEZAS! EM QUANTO OS INFORMADOS VAI DE BRAÇADO, NO NOSSO OURO, TIRAM ATÉ O COURO DESTE COITADOS DESINFORMADOS!

  4. PC disse:

    O objetivo da petralhada ao assumir o poder foi para se servir da população… estourou o mensalão e essa mesma população, em sua maioria reelegeu o 9dedos… elegeu Dilmente e como vivem alienada nao me surpreenderia em reelegê-la.

  5. olbe disse:

    Eu estava me perguntando pq toda a Mídia comentou os gastos pela turma do governo em Lisboa e ninguém falou do que a nossa presidenta foi fazer em Cuba!!!!!

  6. Honório Tonial disse:

    Que democracia é esta ?
    O Poder Executivo, através da sua titular beneficia 80% de n Porto em Cuba.
    Será que o Congresso Nacional “rezou”. Ajoelhado ele já está.
    A ditadura econômica é evidente. O nosso dinheiro, rapinado PL arrecadação não merece tal vexame.
    Foi feita alguma consulta popular para saber se os brasileiro aprovam esta idiotice?
    Nesta Republiqueta , até que os analfabeto tem o direito e o “dever” de votar a burrice trinfarà.

  7. PROF. ADRIANOV ZHUKOV disse:

    É TRISTE LER COMENTÁRIOS CHEIO DE ERROS E DE INFORMAÇÃO. A REVOLUÇÃO CUBANA FOI , É E SEMPRE SERÁ UM FEITO HISTÓRICO DE SOBERANIA E O CAMINHO INDEPENDENTE FRENTE A “” TIO SAM “‘, O IMPÉRIO DA MENTIRA, EGOCENTRISMO E PATRÃO DO MUNDO ( FELIZMENTE DESMASCARADO POR “” SNOWDEN “”, AMERICANO AGORA EM MOSCOU RÚSSIA…QUEM IRIA IMAGINAR TCHÊ….DAS PALAVRAS DO SENHOR MAZZINI , SÓ SE SALVA : …” de um feito histórico contra o imperialismo.”‘

    VAMOS FALAR DOS MÉDICOS QUE ESTÃO CUIDANDO DE NOSSOS IRMÃOS, DA EDUCAÇÃO REFERENDADA PELA ONU-UNESCO , COMPARADA A FINLÂNDIA . EU ESTIVE DUAS VEZES EM CUBA. UM PAÍS POBRE , MAS COM DIGNIDADE E ORGULHO POR TER ENFRENTADO E VENCIDO OS ESTADOS UNIDOS EM 1961 , ENQUANTO QUE NÓS CAPITULAMOS ( 1964 ) E AMARGAMOS 21 ANOS DE DESVENTURAS E SUBSERVIÊNCIA AOS ESTADOS UNIDOS . VAMOS FALAR DE CUBA SEM PRECONCEITOS E SEM A VISÃO DOS EUA . ( VEJAM AO FILME “” O DIA QUE DUROU 21 ANOS”” )

    É claro que Cuba tem os seus problemas e não é nenhum paraíso socialista, ainda mais por ser um país pobre e que convive há quatro décadas com um bloqueio econômico cruel.

    Entretanto, não podemos deixar de ressaltar e, por que não, admirar esse povo que transformou um país com mais de 30% de analfabetos em uma nação que hoje é referência mundial nas artes, nos esportes, na medicina, entre outras áreas, e respeitada pela defesa intransigente de sua soberania e que, apesar de todas as dificuldades, não capitulou e permanece firme em seus ideais revolucionários.
    Aos que me perguntam como ficaria Cuba após a morte de seu grande líder, Fidel Castro, confesso que não tenho resposta. Mas uma coisa tenho certeza: após os avanços e conquistas sociais alcançados nesses últimos anos o povo cubano nunca mais será submisso a qualquer interesse externo e não abrirá mão dessas conquistas, pois os alicerces sociais estão fincados. Um povo alfabetizado e consciente politicamente não se dobra à força das armas, mas sim à dos ideais. É isto que vem acontecendo nas últimas décadas e que, fatalmente, irá acontecer nas próximas.
    Ao completar recentemente 45 anos da Revolução o povo cubano merece, pelo menos, que o mundo o veja com imparcialidade. Existe uma Cuba que poucos descobriram. E quando descobrem se encantam com sua cultura, seu povo e, principalmente, com as conquistas sociais. E é nesse sentido que nós brasileiros, precisamos olhar para Cuba sem preconceitos.

    Hélio Campagnucio. Advogado, Economista, Secretário de Assuntos Educacionais, Culturais e Políticos da APAC Associação de Pais e Amigos dos Estudantes Brasileiros em Cuba e pai de Elaine Renata, estudante de medicina em Cuba.

    O autor pode ser contatato pelos e mails: heliocam@ig.com.br e heliocam@pop.com.br.

    FOTOS ( 250 ) DE CUBA EM https://www.facebook.com/media/set/?set=a.133117010069167.19474.100001126066842&type=1

  8. Inácio Antônio Soares Neto disse:

    O Governo quando incapaz, joga dinheiro Público até no lixo. Veja que em termos de Rodovias e transporte Público o Brasil está um causo, e esta equipe que vem comandada pelo P.T., a Justiça já colocou uma parte na Cadeia, e os que ainda resta está aprontando um absurdo. Só aquele que tem Cultura vê. Imagina que no Brasil só 28 (vinte e oito por cento) é que tem esta principal fonte de riqueza. Educação?… O mais são quase incapaz, ao passo que outros países vizinhos como Argentina, tem quase o dobro de pessoas em nível Superior na Educação. Se os Homens do bem, e a Sociedade não tomar as devidas providencia, teremos um monte de brasileiros voltado para o bandidismo, por falta de cultura, sendo seguidores destes mal administradores,que nada produz, ha não ser gastar o dinheiro que o Brasil arrecada dos pobres coitados. Esta Presidente só com o cabelo e outras coisas mais, deve gastar toneladas de dinheiro, e o pior é que nada fazemos. Isso é um absurdo.

  9. Áureo Ramos de Souza disse:

    Todos vocês que deixaram seus comentários abaixo, já notaram que todo o dia nós lemos a mesma coisa, comentamos e tenho a certeza que alguém repassa para eles e não serve para nada pois eles não estão nem ai com o desenvolvimento do Brasil e sim com o desenvolvimento de seus bolsos.

  10. André Luiz D. Queiroz disse:

    Áureo Ramos,
    Que a classe política brasileira está se lixando para a opinião pública e também não está ‘nem ai para o desenvolvimento do Brasil, mas sim ‘com o desenvolvimento de seus bolsos’, todos nós sabemos há muito tempo. Como disse Winston Churchill: “A diferença entre um estadista e um demagogo é que este decide pensando nas próximas eleições, enquanto aquele decide pensando nas próximas gerações”. Mas penso que O&N e outros agentes da mídia onde comentamos a conjuntura política brasileira não são ‘canais de reclamação’ para o poder público, mas antes canais de ‘conscientização da sociedade’ sobre a deficiência e inadequação do poder público (ou melhor, das pessoas que lá estão!), e de como precisamos melhorar nossa sociedade para que esta não seja mais ‘refém’ nem ‘serva’ desse mesmo poder público, mas se faça por ele respeitada!

    PROF. ADRIANOV ZHUKOV,
    O que discutimos e criticamos aqui é a falta de prioridades do governo PT, que investe dinheiro público brasileiro na modernização portuária de um país estrangeiro (seja Cuba, Bolívia, Venezuela ou qualquer outro!) ao invés de priorizar a modernização/adequação de infraestrutura portuária no Brasil! E isso independente de alinhamento ideológico; não tem cabimento investir em Cuba antes de investir no Brasil, não interessa quantos médicos cubanos estejam prestando serviço aqui!

    É assim que eu penso!

  11. Antonio Edmilson de Castro Lima disse:

    Moro em MANAUS e aqui existe uma zona franca que fatura seus bilhões de dólares anualmente, tem quarenta e cinco anos de existência, mas, não tem estradas, portos, transportes que propiciem uma logística no mínimo razoável para as indústrias que aqui produzem. No entanto a Presidente Dilma a mando do dono terceiro mandato o qual está terminando este ano de 2 013 de maneira lamacenta e pegajosa, financia com o dinheiro do povo brasileiro, um magnífico porto em Cuba e a promessa de doar mais setecentos e cinquenta milhões de reais para aquele país. Só resta esperar OUTUBRO/2 014 chegar, que esse governo petista continue a considerar o eleitorado deste BRASIL, medíocre, palerma, ignorante, lerdo, desinformado, covarde, chamem-nos do que quiserem, vamos aguardar o decisivo mês de OUTUBRO. aos 26% que não votaram em 2 012, SAUDAÇÕES DA ESPERANÇA.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *