Início » Brasil » Nove em cada dez brasileiros querem ‘exame da ordem’ para médicos
PESQUISA DATAFOLHA

Nove em cada dez brasileiros querem ‘exame da ordem’ para médicos

Pesquisa Datafolha revelou que apenas 22% dos entrevistados acreditam que a qualificação dos médicos melhorou nos últimos anos

Nove em cada dez brasileiros querem ‘exame da ordem’ para médicos
Cremesp aplica há 11 anos um exame para os médicos recém-formados no estado de São Paulo (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Uma pesquisa feita pelo instituto Datafolha revelou que nove em cada dez brasileiros defendem que os médicos recém-formados façam um “exame da ordem” nos moldes do que é aplicado atualmente aos bacharéis em Direito.

Leia também: Médicos são proibidos de postar ‘selfies’ com pacientes

A pesquisa, encomendada pela Associação Paulista de Medicina, contou com a participação de 4.060 pessoas com mais de 16 anos de todas as regiões do país. A margem de erro é de dois pontos percentuais.

Entre os entrevistados, apenas 4% afirmaram ser contra a aplicação de um exame antes de os médicos ingressarem no mercado de trabalho. Além disso, somente 22% acreditam que a qualificação dos médicos melhorou nos últimos anos, enquanto 35% afirmam que piorou e outros 43% dizem que nada mudou.

O Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) aplica há 11 anos um exame para os médicos recém-formados no estado. A taxa média de reprovação é superior a 50%.

Apesar de a lei não permitir que o conselho proíba o exercício profissional daqueles que vão mal no exame, algumas instituições no estado utilizam o teste como critério para ingresso na residência médica e no mercado de trabalho.

De acordo com o Ministério da Saúde, todos os estudantes de medicina terão que fazer uma prova progressiva no segundo, quarto e sexto ano da faculdade a partir do segundo semestre de 2016. De acordo com a pasta, “os exames terminais [como o do Cremesp] responsabilizam unicamente o estudante por eventuais problemas no aprendizado, não gerando impacto para os processos de avaliação da instituição de ensino. Os exame de progresso resolvem o problema na fonte”.

Fontes:
Folha de S.Paulo - 91% dos brasileiros querem 'exame da ordem' para médicos, mostra pesquisa

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *