Início » Brasil » Doria vai disponibilizar empregos de R$ 1.800 a dependentes de crack
SÃO PAULO

Doria vai disponibilizar empregos de R$ 1.800 a dependentes de crack

O projeto de João Doria vai disponibilizar vagas em empresas privadas da cidade de São Paulo

Doria vai disponibilizar empregos de R$ 1.800 a dependentes de crack
Situação de cada dependente será definida após um censo na cracolândia (Foto: Flickr/Cátia Toffoletto)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

O prefeito de São Paulo, João Doria (PSDB), lançou um novo projeto para acabar com a questão da cracolândia. O projeto Redenção mistura medidas já adotadas por outros governos.

Leia mais: Brasil busca uma forma eficaz de combater o crack

Enquanto candidato à prefeitura, Doria disse que iria terminar com o projeto Braços Abertos de seu antecessor Fernando Haddad (PT) e apenas continuar com o Recomeço, de Geraldo Alckmin (PSDB), seu principal cabo eleitoral. “Nós vamos acabar com o programa Braços Abertos. Aquilo não é um programa que pode ser considerado minimamente humanitário, um programa clínico adequado para atender os psicodependentes”, declarou Doria em uma entrevista.

No entanto, seu projeto adota princípios do Braços Abertos, como a moradia e a inserção profissional. O projeto Redenção, em vez de oferecer remuneração aos dependentes por serviços pagos pela prefeitura, como no Braços Abertos, vai disponibilizar vagas de trabalho em empresas privadas, com salários de R$ 1.800.

No projeto Braços abertos, os beneficiários tinham acesso à moradia em hotéis e vagas em serviços como varrição e jardinagem. Eles recebiam R$ 15 por cada dia trabalhado. No projeto Recomeço, do governo Geraldo Alckmin (PSDB), os dependentes químicos eram isolados em comunidades terapêuticas ou eram internados mesmo que involuntariamente.

Agora, no projeto Redenção, a situação de cada dependente será definida após um censo na cracolândia. Em casos mais graves, como no de doenças mentais severas, o paciente vai ser encaminhado à internação. Para outros casos, serão oferecidas vagas de trabalho em empresas privadas. Algumas companhias de limpeza, por exemplo, já demonstraram interesse no programa. Além disso, o Rendenção também vai oferecer moradia aos usuários. Eles serão levados a comunidades terapeuticas ou hotéis fora da área da cracolândia. O usuário também vai poder ser encaminhado ao seu local de origem como bairros de São Paulo ou outras cidades. No entanto, ainda não está definido qual vai ser o procedimento quando o dependente não quiser sair da cracolândia.

Fontes:
Folha de S.Paulo-Programa de Doria na cracolândia prevê emprego de R$ 1.800 a viciados
Recomeço-Programa Recomeço

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

2 Opiniões

  1. Welbi Maia Brito disse:

    O programa De Braços Abertos, ao contrário que o prefeito Fernando Haddad diz, não reduz danos. Aliás, aumenta. Ele mantém os dependentes químicos perto das drogas e até ajuda a financiar o tráfico, ao dar dinheiro a pessoas ainda não recuperadas. Isso dificulta ainda mais o trabalho das polícias no combate ao tráfico de drogas na região. O governo Alckmin, além de ajudar os dependentes químicos e familiares com o programa Recomeço, combate ao tráfico de drogas com as polícias civil e militar.

  2. maria helena disse:

    tenho um filho ai em sp morador de rua me pareçe que vive em santana,sou de minas e gostaria que alguem deste uma busca para ver se encontra ele o nome dele e claudemilson pereira cavalcante [ cavalcante] por favor me ajuda,acho maravilhoso este trabalho do DORIA parabens

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *