Início » Brasil » Número de centros islâmicos em São Paulo cresceu 20% em 2015
crise dos refugiados

Número de centros islâmicos em São Paulo cresceu 20% em 2015

Segundo a Federação das Associações Muçulmanas do Brasil, aumento se deve à atual crise mundial de refugiados

Número de centros islâmicos em São Paulo cresceu 20% em 2015
Estado tem a maior comunidade muçulmana praticante da religião islâmica do país (Foto: Flickr)

Dados divulgados pela Federação das Associações Muçulmanas do Brasil (Fambras) mostram que o número de mesquitas e musalas (nome dado às salas de orações islâmicas) no estado de São Paulo cresceu 20% em 2015.

Segundo a federação, este ano, foram abertas cinco mesquitas em São Paulo, aumentando para 30 o número de centros islâmicos no estado, que tem a maior comunidade muçulmana praticante da religião do país. O número pode parecer pequeno, mas é maior do que o registrado em 2014, quando apenas uma mesquita foi aberta no estado.

Em entrevista à BBC Brasil, o vice-presidente da Fambras, Ali Hussein, disse que o aumento reflete a crise mundial de refugiados. “Não há levantamento científico (sobre o número de muçulmanos no país), mas começaremos a desenvolver isso porque ficou bastante evidente que há um aumento baseado nesse fluxo de imigrantes vindos de diversas regiões do Oriente Médio e de países africanos.”

Dados do Comitê Nacional para Refugiados, mostram que de 2011 até agosto deste ano 2.077 sírios tiveram o pedido de asilo concedido pelo governo brasileiro.

Em todo o Brasil, existem 102 centros de orações islâmicas. Segundo o Censo de 2010, o país tem 30 mil praticantes da religião islâmica. A Fambras, no entanto, discorda do número, afirmando que o número de fiéis no país saltou de 600 mil, em 2010, para algo em torno de 800 mil e 1,2 milhão este ano.

Fontes:
BBC-Número de centros islâmicos sobe 20% em 2015 em São Paulo

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *