Início » Brasil » Números curiosos sobre as eleições 2012
Nuances do sufrágio

Números curiosos sobre as eleições 2012

Uma cidade com dez candidatos para nove vagas de vereador. Coligações que não cumprem cota de 30% de candidatos... homens!

Números curiosos sobre as eleições 2012
O número de eleitores é maior do que o número de habitantes em mais de 300 cidades brasileiras (Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

 

Com o Brasil às vésperas de mais um processo eleitoral, os vários órgãos do poder público que direta ou indiretamente estão envolvidos com o sufrágio, balizando-o, interferindo nele, produzindo informações sobre candidatos, partidos, coligações e, claro, eleitores, abastecem os meios de comunicação com uma enxurrada de dados mais ou menos relevantes, menos ou mais significativos sobre o estado da disputa eleitoral no país. Alguns destes dados são antes de tudo curiosos.

Leia também: O efeito Photoshop nas campanhas eleitorais

Vejam por exemplo o estranho caso da cidade paraibana de São Domingos do Pombal, onde há apenas um candidato a prefeito — na verdade, uma candidata — e somente dez postulantes às nove cadeiras da Câmara de Vereadores, em um verdadeiro jogo de resta um eleitoral. Trata-se da menor relação candidato-vaga do país na corrida pelo cargo de vereador.

Já a maior relação candidato-vaga na disputa por um assento nos legislativos municipais nas eleições 2012 é da cidade do Rio de Janeiro, onde o, digamos, extravagante número de 1.713 candidatos estão nas ruas pedindo o voto do povo para tentar garantir uma das 51 vagas disponíveis na Câmara carioca. Logo a seguir vem o município paulista de Guarulhos, que tem 1.128 candidatos acotovelando-se na dança para sentarem-se em apenas 34 cadeiras.

 

Cinco coligações formadas só por mulheres

 

Outra curiosidade é que existe entre os cidadãos comuns uma ideia imprecisa acerca da abordagem da lei eleitoral brasileira sobre a questão do gênero dos candidatos. Você sabia que a lei exige que pelo menos 30% dos candidatos de uma coligação em um determinado processo eleitoral sejam homens? Sim, da mesma forma que a lei exige que 30% dos condidatos sejam mulheres.

A diferença é que a cota de mulheres nem sempre é cumprida. Dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostram que nas eleições deste ano, por exemplo, 10,8% das coligações formadas para disputar o pleito não obedecem à norma de ter 30% de candidatos do sexo feminino. E mais: em 43 coligações formadas pelo país só há candidatos homens. Todas estas coligações irregulares estão sujeitas a terem todos os seus candidatos rejeitados por desrespeito à cota obrigatória, bem como as cinco coligações formadas somente por mulheres para disputar as eleições municipais de outubro.

Mas sem sombra de dúvida o dado mais curioso relativo às eleições municipais de 2012 é o de que o número de eleitores é maior do que o número de habitantes em mais de 300 cidades do Brasil, mais precisamente em 305, ou 5,5% dos municípios do país.

 

Quando há mais eleitores do que habitantes


A inusitada constatação de que em centenas de municípios há mais gente para votar do que para pagar a conta de luz vêm à tona quando se coteja os dados mais atualizados do TSE com os do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) sobre a população residente por município relativos a 2011.

A cidade de Oliveira de Fátima, no Tocantins, encabeça a lista da desproporção entre eleitores e habitantes. Lá, a população é de 1.043 pessoas, das quais, por assim dizer, 1.986 estão aptas para votar.

O TSE chegou a divulgar uma nota esclarecendo que isso não configura necessariamente fraude. O tribunal diz que caraterísticas geográficas ou econômicas de determinados municípios levam a um incremento no número de eleitores, argumentando ainda que “não há proporção ideal ou legalmente definida”.

No Rio Grande do Sul, entretanto, 15 municípios que tem mais gente votando do que morando viraram alvo de investigação do Ministério Público Estadual e da Polícia Federal depois que o Gabinete de Assessoramento Eleitoral do MP recebeu da PF indícios de distorção.

 

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

8 Opiniões

  1. jan disse:

    Neste aspecto a distorção introduzida na Contituição de 1988 obrigando todas cidades a ter vereadores remunerados é um grande problema.
    Cidades pequenas como São Domingos do Pombal poderiam muito bem ser administradas por um administrador profissional e um conselho de anciãos. Os resultados seriam fantasticos. Infelizmente ainda estamos muito longe deste tipo de maturidade.
    J

  2. Carlos U. Pozzobon disse:

    Acho difícil fazer uma correlação entre pagadores de conta de luz e eleitores. Uma única residência pode ter 2 ou mais eleitores, com um só nome registrado na conta de luz. Quanto aos dados do IBGE, se for considerado o Censo decenal, tudo depende da mobilidade social na área, ou então de fraudes mesmo.

  3. João Cirino Gomes disse:

    Existe conveniência em manter a população desinformada e de mão atadas!

    Este povo, pode até estar informado sobre os roubos, os mensalões, os superfaturamentos, os desvios, mas para conveniência da “banda podre”, permanece de mãos atadas, pois não sabem como os bandidos integrantes deste crime organizado que se institucionalizou dentro do país, continuam se enriquecendo ilicitamente, armando esquemas para se manterem no poder e permanecer impunes!

    É preciso coragem e um espaço idôneo na mídia, para uma divulgação geral, esclarecendo alguns detalhes a este respeito!

    Só desta maneira poderemos falar em voto consciente, pois da maneira que esta, não pode ficar, pois é enganação e não eleição!

    Não sou dono da verdade, ou da rasão; mas estes fatos citados no texto abaixo, devem ser analisados!

    Depois das alianças entre os partidos, o eleitor pode votar em A ou B, mas querendo ou não, seu voto serve para eleger C!

    Ou seja:> o seu voto eleitor, pode eleger outro candidato, ou do próprio partido, ou da coligação!

    Desta maneira, o eleitor corre o risco de estar elegendo um corrupto indiretamente!

    Depois, veremos aqueles comentários:> brasileiro não sabe votar, o povo merece o governo que tem; ou então; alguns eleitores se perguntando: > quem votou naquele corrupto?

    Na maioria das vezes, o mesmo comentarista ajudou eleger o corrupto, e nem sabe!

    Esta é uma das armações, ou seja, maracutaia das raposas velhas, que querem se manter no poder!

    Notem que, na maioria das vezes o candidato novato nem tem acesso as verbas de campanhas, e muitos deles, não tem tempo nem de dizer o nome; quanto mais, para dizer o motivo pelo qual, esta se candidatando!

    Revejam o caso do tiririca!

    A programação era usá-lo para arrecadar voto; Mas devido ao escárnio, galhofa, zombaria, motejo, sarcasmo e troça dos os eleitores, Tiririca acabou sendo o candidato mais bem votado da história!

    E seus votos acabou ajudando eleger outros deputados, mas mesmo assim buscaram pretextos para não diplomá-lo!

    A questão é que: Queriam somente usá-lo para arrecadar voto!

    A intenção era repassar até sua vaga para outro candidato, ou seja carta marcada, da panelinha!

    Por questões de justiça, analisem:

    Se titirica fosse analfabeto, deveria ter sido podado antes de ser candidato, e não depois de ter arrecadado votos ao seu partido, e aos partidos de coligação!

    Acusaram tiririca de analfabetismo, mas como tiririca seria analfabeto, se ele é artista e precisa decorar textos?

    A intenção dos cambalacheiros, é que os candidatos novatos: “tiriricas da vida” sirvam para buscar votos aos raposas velhas, seus partidos, e coligações!

    E vc eleitor vota novato, por achar que ele é honesto, ser seu amigo, vizinho, ou parente!
    Mas nesta o eleitor pode estra ajudando eleger um corruptos, pois o voto pertence ao partido e serve para eleger até candidatos de partidos coligados!
    E eu pergunto: quantos eleitores tem acesso a estas informações?

    Estas farsas precisam vir a tona, e o Brasil precisa mudar!
    Mas só vai mudar, quando nos unirmos e divulgarmos estas maracutaias!

    Outro detalhe importante: Só com o fim da imunidade parlamentar, e foru privilegiado, estaremos mais próximos de uma verdadeira democracia e justiça social!

    Pois a imunidade que deveria servir para evitar injustiça; esta servindo para acobertar políticos corruptos, e o foru privilegiado, esta facilitando para que juízes corruptos, vendam, ou negociem sentenças, as trocando por cargos e promoções!

    Desta maneira, as cadeias vão continuar lotadas, mas de pobres sem poder aquisitivo, sem eira nem beira!
    Uns por furtar maisena, outros por tentar furtar shampoo etc…

    Tudo devido as emendas “brechas, efetuadas por oportunistas desclassificados na lei brasileira; visando tão somente seus benefícios, e a lei, que deveria servir para fazer justiça, esta sendo usada para oprimir a população carente!

    E tem mais; votar no menos pior, é o mesmo que ajudar eleger o corrupto e o carrasco menos pior, que vai me acorrentar e escravizar!

    O voto deveria ser facultativo, a imunidade e foru privilegiado devem ser banidos de uma vez por toda; pois em uma democracia, os direitos são iguais!
    E em um estado democrático, deve prevalecer a vontade da maioria!

    Vai dizer que a população quer continuar trabalhando duro, para pagar as mais altas taxas tributarias do universo, ” e dar mordomias a corruptos” que mesmo tendo o maior salario do mundo, exerce vários cargos ao mesmo tempo, desfruta de varias aposentadorias, com direito a duas férias por ano, cartão corporativo, ajuda combustível, auxilio moradia, e ainda rouba, superfatura na compra de ambulância, de merenda escolar, e não se envergonham de dar lixo as nossas crianças?

    O pior é que estes canalhas dificilmente são punidos, ou devolvem o que roubam aos cofres públicos!

    Nas atuais circunstancias: O slogan da bandeira brasileira deveria ser “Ordem aos humildes, e progresso aos canalhas hipócritas e demagogos dissimulados!

    Quem estiver de acordo, leia o abaixo assinado; > http ://www. peticaopublica. com.br/? pi=Janciron

    Assine e ajude a divulgar!

  4. Paulo Nascimento disse:

    A relação eleitores/habitantes não pode ser levada ao pé da letra. Conheço vários eleitores que residem numa localidade e votam em outra. O motivo é bem simples: os troncos da família ainda estão no mesmo lugar e o dia das eleições já é um bom motivo para visitar os parentes..
    Não concordo com salários bons para vereadores, pois isso só desperta a cobiça por cargos. Deveriam ter uma ajuda de custo que cobrisse suas despesas com deslocamentos de interesse do município. Garanto que não teríamos tal número de candidatos em cada pleito se o trabalho fosse quase voluntário.
    O que ocorre na verdade é sede por poder e fome por dinheiro. Fazem alianças até com o diabo se isso for possível para conseguir seus objetivos. O pior é que sempre quem está vindo é o melhor e o anterior não fez nada.
    Felizmente estamos começando a abrir os olhos e nos politizar de verdade!

  5. Everaldo Uzeda Rodrigues da Costa disse:

    Só tenho uma pergunta ao TRE. Porque não é divulgado o nomes dos candidatos que teem ficha limpa para que os eleitores não percam o seu voto? Quem são os fichas sujas no Brasl?

  6. Evaldo dos Santos Ferreira disse:

    É por motivos como esses é que sou a favor do voto nulo, POR QUE???? o Governo Brasileiro não divulga essa prática???? É porque sabe que se a população souber, muita ratasana cairá na própria ratoeira!!!

  7. tRAYMUNDO AUGUSTO D'ALMEIDA disse:

    Enquanto o processo eleitoral consome uma enorme fortuna para eleger os 5.000 prefeitos e milhares de vereadores, seguindo a sistemática da democracia, a saúde pública continua um cáos, o transporte nas cidades caindo os pedaços, a educação pública muito a desejar, a segurança do cidadão que paga em dia seus impostos, são reféns dos criminosos.
    Por que tantos partidos políticos, se na realidade somente dois partidos que influenciam o destino da pátria, surge então a famosa coligação partidária.
    Foge-se da realidade e vivemos numa fantasia política onde não existem mais líderes ou estadistas.
    Vamos estudar um pouco mais a história do Brasil e valorizar mais os grandes patriotas.

  8. Odacir Marcos Bernardi disse:

    O TSE chegou a divulgar uma nota esclarecendo que isso não configura necessariamente fraude. O tribunal diz que caraterísticas geográficas ou econômicas de determinados municípios levam a um incremento no número de eleitores, argumentando ainda que “não há proporção ideal ou legalmente definida”.
    Isso é uma piada?

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *