Início » Brasil » O grande teste do TSE
COLUNA ESPLANADA

O grande teste do TSE

Pela primeira vez, o sistema de logística e manutenção da urna eletrônica será descentralizado. Será o grande teste para o ministro presidente do Tribunal Superior Eleitoral, Dias Toffoli

O grande teste do TSE
TSE está receoso de que a descentralização da gestão cause atrasos na totalização dos votos (Reprodução/Internet)

Pela primeira vez desde a estreia da urna eletrônica o sistema de logística e manutenção será descentralizado. Será o grande teste para o ministro presidente do Tribunal Superior Eleitoral, José Antônio Dias Toffoli, cuja gestão não realizou também – a exemplo de outros pleitos – o tradicional teste de segurança da urna. Reservadamente o corpo técnico do TSE está receoso de que a descentralização da gestão cause atrasos na totalização dos votos e, no pior cenário, dúvidas por parte das instituições públicas de fiscalização. Cada Tribunal Regional Eleitoral ficou responsável pela contratação de empresas prestadoras deste serviço.

Lupa neles!

As empresas contratadas pelos tribunais eleitorais vão cuidar das trocas de urnas defeituosas, armazenamento, transporte e entrega dos discos de totalização dos votos.

Leandro Mazzini é escritor e colunista do Opinião e Notícia

Olho no voto

Especialistas em testes nas urnas criaram o www.vocefiscal.org – propõem ao eleitor tirar foto Boletim de Urna emitido às 17h pelos mesários e fixado nas portas das seções.

Vai mal

Na esteira da denúncia da Folha de S.Paulo, sobre aperto financeiro do Itamaraty, diplomatas contam que falta até sabão nos toilets para uso dos visitantes estrangeiros.

Vez de Marina

De Norte a Sul, as cúpulas do PSB andam chateadas com Marina Silva. Para ‘Campistas’, a neo-socialista desfila com autonomia ainda não conquistada. Lembram que, se não fosse Eduardo Campos acolhê-la, Marina não estaria ali. E lamentam que ela não o cita em nenhum momento, como se tivesse brilho próprio nesta campanha.

Terra de Campos

O PSB de Pernambuco está indignado com a campanha de Marina. Para o partido, quem fez o dever de casa foi Paulo Câmara, candidato ao governo que desde a morte do padrinho político o exalta todos os dias, e o seu legado, ao contrário de Marina.

Na moita

O futuro presidente do PSB de Pernambuco, o prefeito do Recife, Geraldo Julio – outra cria de Eduardo – só está calado por ser um gestor eleito com a força de Eduardo Campos. Caso contrário, já teria chutado o pau da barraca.

Quem te viu..

A OAB não é mais a mesma. Além de negar a carteirinha ao ex-ministro Joaquim Barbosa e liberar a do apenado José Dirceu, abriu processo interno contra o advogado que pediu a cassação do registro do mensaleiro.

Caserna atenta

A conversa que oficiais das três Forças tiveram com staff de Marina e Aécio Neves foi motivada pelo receio de que Dilma, uma vez reeleita e querendo dar continuidade à Comissão da Verdade, se inspire na presidente do Chile e tente revogar a Lei de Anistia.

Sem teto (literalmente)

O AeroClube do Brasil foi intimado e será despejado dia 18 de outubro dos hangares do Aeroporto de Jacarepaguá, no Rio. Fundado por Alberto Santos Dumont há 103 anos, foi escola da grande maioria dos pilotos das companhias aéreas que operam no Brasil.

Pauta dos delegados

A Associação Nacional dos Delegados Federais lança amanhã campanha nacional em prol de uma PF mais autônoma, com cinco pontos: aprovação da lei orgânica da PF; eleição para o Diretor-Geral; maior autonomia administrativa e orçamentária; criação de gatilho de concursos públicos e de unidades especializadas no combate à corrupção.

Rio Chico

Balanço até agora da grave situação do rio São Francisco com a maior estiagem desde 70: 1,9  milhão de mineiros já são afetados nas regiões Norte e Nordeste do Estado; 134 cidades decretaram situação de emergência.

De saída

Por causa da crescente violência, após 22 anos de atividades no país, a Médicos Sem Fronteiras decidiu sair da Somália. A situação está crítica para a organização também com a guerra civil na República Centro-Africana e na Síria.

Água!

A Associação Brasileira de Águas Subterrâneas, preocupada com a crise hídrica e preservação desses mananciais, promove o seu XXVIII Congresso Nacional de 14 a 17 de outubro, em Belo Horizonte. Vai reunir centenas de especialistas do mundo.

Ponto Final

Vote consciente e desgarrado: Seu candidato vai sumir por quatro anos.

____________________________

Com Equipe DF, SP e Nordeste

5 Opiniões

  1. Claudio Goncalves disse:

    Podem colocar até Jesus Cristo contra
    a Dilmalâma.

    Ela ganha, pois o Dias Tofolli é do PT.

    Eleições manipuladas pelo ex-atual advogado do PT
    DIAS TOFOLLI..

    Presidente do Tribunal Superior Eleitoral.

  2. Claudio Goncalves disse:

    Pergunta; O que fazia antes o Sr. Dias Toffoli?
    Era Advogado do PT.

    Existem dúvidas de manipulação para a DILAMA?????

    Aposto qualquer quantia.

  3. Joaquim Caldas disse:

    Todo esse blá,blá,blá… A sociedade é quem está sendo lesada com a fraude logística da biometria,bio-mentira.Isso foi pra registrar os eleitores no satélite de peso internacional,para que Cuba digite os resultados das eleições presidenciais nos países signatários do Foro de São Paulo,todas as eleições nas Américas estão controladas por Cuba.
    Lamentavelmente a sociedade perdeu mais uma eleição para os esquerdopatas, que deram um outro golpe na sociedade com a fantasia da biometria.Dilma,Marina ou Aécio,que o queridinho de todos os partidos da esquerda,dissidentes do MDB,será o novo presidente.
    Prestem atenção nessa fantástica história e lição de vida.

    “UM CAVALO CHAMADO BRASIL”.
    Valorize a adversidade.
    Um dia,o cavalo de um camponês caiu num poço.Não chegou a se ferir,mais não podia sair dali por conta própria.O Animal chrou durante horas,enquanto o camponês tomou uma decisão cruel: conclui que o cavalo já estava muito velho e não servia mais.O poço já estava mesmo seco,e precisaria ser tapado de alguma forma.
    Portanto,não valia a pena se esforçar para tirar o cavalo de dentro do poço.Então,chamou seus vizinhos para ajudá-los a enterrar vivo o cavalo.
    Cada um deles pegou uma pá e começou a jogar terras dentro do poço.
    O cavlo não tardou a se dar conta do qe estava se passando com ele,e chorou desesperadamente.Porem,para surpresa de todos,o cavalo quietou-se depois de algumas pás de terras que levou.
    O camponês finalmente olhou para o fundo do poço e se surpreendeu com o que viu.A cada pá de terra que caia sobre suas costas o cavalo a sacudia,dando um passo sobre esta mesma terra que caia no chão.
    Assim,em pouco tempo,todos viram como o cavalo consegui chegar até a boca do poço,passar por cima da borda e sair dali trotando.
    Esse governo já nos jogou muita terra e o Brasil está falido.Mas temos a oportunidade de refletir sobre o exemplo do cavalo.É que os governantes irão governar daqui pra frente com o decreto 8.243,a tão cobiçada por eles “As Ações Populares”,É ai que irão surgir nossa oportunidade;eles vão contratar militantes para irem as ruas defendendo ideias do governo e se passarem por povos da sociedade pátria.É a nossa grande oportunidade em ir as ruas pedir o afastamento destes governantes,de verdade.
    Moral da história: use a terra que te jogasram para seguir adiante!

  4. Profª Maria das Graças Rocha disse:

    FIQUEI APAIXONADA PELO DISCURSO DE UM JUÍZ NA POSSE DO PRESIDENTE DO STF LIWANDOWISCK(?) QUE DISSE : ‘QUEM CONTROLA OS CONTROLADORES ?” ERA A FRASE INTERROGATIVA QUE PERMEAVA A MINHA MENTE NA HORA DA POSSE DO STF.
    O POVO ESTRATÉGICAMENTE ENSINADO, EDUCADOS, IMPOSSIBILITADO DE ATUAR E FISCALIZAR OS SERVIÇOS PÚBLICOS TAMBÉM, É UM AGRAVANTE.

    QUE PAÍS ESTAMOS DEIXANDO PARA NOSSOS DESCENDENTES? SERÁ MESMO VERDADE, QUE AQUELES DESCENDENTES DOS ‘PODEROSOS’ NÃO SERÃO VÍTIMAS TAMBÉM? TODOS ESTAMOS NO MESMO BARCO, PODE APOSTAR.

  5. Paulo Bancovsky disse:

    Como Conselheiro do Clube de Engenharia, (RJ) faz cerca de cerca de 20 anos, fizemos parte da pequena equipe de pioneiros que idealizou, organizou e realizou, no Brasil, a primeira eleição digital utilizando computadores,
    O software e ou componentes do hardware podem ser projetados para interpretações tendenciosas, Neste caso dificilmente algum desvio ou arranjo para alteração de contagens será identificado. Se a computação das urnas pós eleição não for criteriosamente fiscalizada, pode-se admitir que existem possibilidades de alterações de contagens, assim como nas etapas do processo de transmissão dos boletins para fechamentos parciais e totais.
    No regime Democrático, cabe a fiscalização de todos os componentes do sistema, o que asseguraria a isenção e lisura dos procedimentos afastando quaisquer dúvidas. O impedimento da fiscalização, está na contramão dos interesses maiores da Sociedade.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *