Início » Brasil » O preço do poder
COLUNA ESPLANADA

O preço do poder

Temer escalou os líderes do Governo no Congresso para tentar conter rebeliões na base às vésperas da votação da denúncia na CCJ

O preço do poder
Em reuniões, os líderes mantêm o presidente informado sobre o humor dos deputados (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

O presidente Michel Temer escalou os líderes do governo no Congresso, André Moura (PSC-SE), e na Câmara, Aguinaldo Ribeiro (PP-P), para tentar conter rebeliões na base às vésperas da votação da segunda denúncia na Comissão de Constituição e Justiça. Em reuniões, os líderes mantêm o presidente informado sobre o humor dos deputados. Na
estratégia de que “é dando que se recebe”, Temer adiantou a Moura e Ribeiro que serão liberados mais de R$ 500 milhões em emendas e mais de R$ 10 bilhões nos próximos dias para programas dos ministérios comandados pelas bancadas da Casa.

Língua solta

As tratativas para delação premiada de Fernando Cavendish, da Delta, envolvem mais nomes de políticos do Rio de Janeiro além do presidente de um partido.

Cartas à mesa

A Frente Parlamentar pela Legalização dos Jogos, que será lançada na terça, reúne mais de 250 parlamentares. Donos de cassinos dos EUA e Europa estarão em Brasília.

É campanha

A maioria dos ministros da Esplanada egressos da Câmara já separa dois dias da semana exclusivamente para receber prefeitos, vereadores e deputados estaduais nos gabinetes.

Demóstenes 2.0

Entrou em 9 de agosto na CCJ do Senado e aguarda relator o pedido de anulação da cassação do ex-senador Demóstenes Torres. Ele quer recuperar os direitos políticos. O eventual retorno de Demóstenes, caso consiga reaver os direitos políticos cassados até 2027, é tratado como estratégico pelo grupo de Marconi Perillo em Goiás.

Pedra na sola

Caso o ex-senador seja candidato ao governo, Demóstenes atrapalha os planos de Ronaldo Caiado (DEM), pré-candidato ao Palácio das Esmeraldas contra o escolhido de Marconi, o vice José Eliton. Ex-amigos, Caiado e Demóstenes chegaram a trocar fortes acusações em artigos em jornais locais há dois anos.

Ação na tela

Mais da vindoura campanha propositiva de comparação de números Dilma-Temer que o Palácio deve soltar, em relação a maio de 2016 (quando Dilma foi cassada) até agosto deste ano: as exportações passaram de US$ 73 bilhões para US$ 145 bilhões; o saldo da balança comercial pulou de US$ 19 bilhões para US$ 48 bilhões.

Facilidade$

Denunciada na CPI dos Fundos de Pensão, a empresa Par Facilities continua faturando junto ao erário, mais precisamente na área da Caixa. Fundada por Júlio Neves, ex-diretor da Funcef, a empresa mudou de nome para Corpore Facilities.

Vem pra Caixa

A Corporate mantém a gestão de prédios da Caixa e da Caixa Seguros, apesar da suspeita levantada na CPI de ser uma ‘lavanderia’ a serviço do grupo do ex-presidente da Funcef Guilherme Lacerda.

Eu, hoje…

Um dos articuladores para que a votação do afastamento do senador Aécio Neves (PSDB-MG) seja secreta, o tucano Cássio Cunha (PB) tinha outra opinião em novembro de 2015 quando o plenário decidiu manter o então senador Delcídio do Amaral preso.

… e lá atrás

“Uma emenda constitucional [PEC 35/2011] fez com que o voto aberto passasse a ser regra, mesmo para o caso de cassação dos parlamentares. É o desejo da sociedade, do povo, pelo voto aberto”, disse o senador Cássio durante a sessão.

Inferno midiático

Na esteira do discurso do deputado Pr Feliciano, o deputado Pr Ezequiel Teixeira (Podemos-RJ) está inconformado com o que diz ser ‘domínio da agenda de esquerda’ na mídia. Nas pregações convoca os fiéis a boicotarem a TV Globo e a revista Veja que, segundo ele, apresentam o que chama de ‘ideologia de gênero’ como ‘o novo normal’.

Da bomba 1

Sobre nota publicada aqui, a Raízen informa que um diretor foi ao MP Federal para falar sobre o combate ao mercado irregular em geral no setor de combustíveis e que em nenhum momento criticou a ANP.

Da bomba 2

A Raízen mantém contato permanente com o MPF para contribuir com informações técnicas importantes relacionadas a questões tributárias e de qualidade. Informa ainda que foi prejudicada pela usina Canabrava em contaminação de combustível distribuído.

Ponto Final

“Incrível como os petistas insistem na mentira como arma de ataque. Ao falar de Educação, o PT mente”.
Do ministro da Educação, Mendonça Filho (DEM-PE).

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. Rene Luiz Hirschmann disse:

    E os aposentados na maior miséria, com Meireles e Temer distribuindo dinheiro para quem já tem muito, os acontecimentos são cíclicos eles ainda vão ficar doentes.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *