Início » Brasil » Obras de 270 aeroportos atrasam e ficam para 2014
só no papel

Obras de 270 aeroportos atrasam e ficam para 2014

Um ano após Dilma Rousseff anunciar plano para reformar aeroportos, obras ainda não saíram do papel e devem ficar só para o ano que vem

Obras de 270 aeroportos atrasam e ficam para 2014
SAC justifica o atraso afirmando que ao longo deste ano fez um "extenuante trabalho de bastidores" (Reprodução/Internet)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

Em dezembro do ano passado, Dilma Rousseff anunciou um ambicioso plano para reformar 270 aeroportos do interior. Orçadas em R$ 7,3 bilhões, as obras são um estímulo do governo à aviação regional.

Contudo, um ano após o anúncio, as obras ainda não saíram do papel. A Secretaria de Aviação Civil (SAC) justifica o atraso afirmando que ao longo deste ano fez um “extenuante trabalho de bastidores” para tornar o projeto viável. “Precisamos de estudos, projetos e um bom trabalho de planejamento antes de começar a executar as obras”, explicou Fabiana Todesco, diretora de gestão do programa de auxílio de aeroportos da SAC.

A SAC planeja investigar os investimentos necessários em cada um dos 270 aeroportos. Atualmente, 60% deles não recebe vôos regulares e funcionam apenas para atender demandas da aviação executiva. A previsão da SAC é de que o edital de obras dos aeroportos seja lançado no primeiro trimestre de 2014.

O Banco do Brasil dividiu os aeroportos em quatro lotes e abriu 25 licitações para contratar empresas de engenharia para executar projetos que incluem o levantamento aerofotométrico das localidades, análise de impacto ambiental e avaliações necessárias para o recebimento de vôos regulares. A realização desses projetos está orçada em R$ 292 milhões e, até o momento, 16 contratos foram assinados.

Fontes:
Estadão-Um ano após anúncio, obras do plano de aviação regional não saíram do papel

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *