Início » Brasil » OCDE reduz estimativas de crescimento do Brasil e do mundo
ECONOMIA

OCDE reduz estimativas de crescimento do Brasil e do mundo

Crescimento global foi reduzido para 3,2%, enquanto a projeção de crescimento do Brasil caiu para 1,4%

OCDE reduz estimativas de crescimento do Brasil e do mundo
A OCDE reduziu em 0,5% o crescimento do PIB no Brasil (Foto: Pixabay)

Prezados leitores, o Opinião e Notícia encerrará suas atividades em 31/12/2019.
Agradecemos a todos pela audiência durante os quinze anos de atuação do site.

A Organização para Cooperação de Desenvolvimento Econômico (OCDE) reduziu as estimativas de crescimento global para 2019. Paralelamente, a entidade também diminuiu a estimativa de crescimento no Brasil. Os dados foram divulgados nesta terça-feira, 21.

O crescimento global previsto pela OCDE foi reduzido para 3,2%, uma queda de 0,1% em relação aos números divulgados em março. Para 2020, porém, o cálculo segue inalterado, com uma expansão prevista em 3,4%.

Com relação ao Brasil, a OCDE reduziu 0,5% sobre a estimativa de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB). Dessa forma, a previsão do PIB para 2019 caiu para 1,4%. Em relação a 2020, a previsão da expansão do PIB é de 2,3%, uma redução de 0,1%.

Leia também: Entenda o impasse envolvendo o Brasil e a OCDE

Fontes:
Reuters-OCDE reduz estimativa de crescimento global em 2019 e corta expansão do Brasil a 1,4%

Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste site

1 Opinião

  1. André Vinícius Vieites disse:

    Sobre a proposta de ter uma reinvindicação de direitos conveniados ao propósito econômico e não mais proporcional, mas consciente; Após a promulgação, as regras passam a valer… Segue os passos…Comissão especial: em seguida, será criada uma comissão especial para discutir o mérito da proposta. Nesta fase, os deputados poderão sugerir mudanças no conteúdo por meio de emendas. A comissão terá prazo de até 40 sessões para votar um parecer a ser apresentado por um relator escolhido. O proporcional caso recebeu escolhas diferentes até que rolou as idéias de que as reformas de conluio não poderão suplantar as idéias de comissão especial. Em seguida, se tudo representar as circunstancias determinantes, com condições prévias, isso, se for aprovado na comissão especial, o parecer terá que ser votado em dois turnos no plenário da Câmara. Para ser aprovado, precisará dos votos de pelo menos 308 deputados, que representam 3/5 da composição da Casa, formada por 513 parlamentares… Votação: A votação no plenário é nominal, com o registro do voto no sistema eletrônico. Entre os dois turnos, é preciso esperar um intervalo de cinco sessões. Se a PEC não alcançar o número mínimo necessário de votos, será arquivada. Se for aprovada, segue para análise do Senado. E completa o ciclo pós-conluio; Após a promulgação, as regras passam a valer.

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *