Início » Brasil » Oito dos 12 estádios da Copa são deficitários
Um ano depois...

Oito dos 12 estádios da Copa são deficitários

Prejuízo acumulado ultrapassou R$ 126 milhões em 2014

Oito dos 12 estádios da Copa são deficitários
Estádio Nacional Mane Garrincha, em Brasília (Fonte: Reprodução/Agência Brasil)

Um ano após a abertura da Copa no Brasil, o cenário não é nada animador para a maioria dos estádios construídos ou reformados para o Mundial.

Considerados na época o principal legado esportivo para o Brasil, os estádios da Copa se tornaram um problema para clubes, governos e concessionárias.

Oito dos 12 estádios da Copa são deficitários, com prejuízo acumulado de mais de R$ 126 milhões em 2014.

Um levantamento feito pelo jornal Folha de S.Paulo revelou que o Estádio da Baixada (PR), o Estádio Pernambuco, o Estádio Pantanal (MT) e o Maracanã (RJ) fecharam o ano passado no vermelho.Outros quatro estádios também ficaram no prejuízo: Fonte Nova (BA), Mané Garrincha (DF), Estádio da Amazônia e Castelão (CE). Todos os oito estádios continuam com dificuldades para se viabilizar financeiramente.

Apenas quatro do total de 12 estádios da Copa tiveram lucro no ano passado: Itaquerão (Estádio do Corinthians), Mineirão (MG), Beira-Rio (RS) e Estádio das Dunas (RN). O estádio corintiano, no entanto, ainda não começou a ser pago.

O Maracanã, no Rio de Janeiro, é o que enfrenta a situação mais complicada, com um prejuízo de R$ 77,2 milhões em 2014. A administração do estádio agora busca recursos, por exemplo, por meio de eventos infantis, confraternizações, entre outros.

Especialistas afirmam que a baixa qualidade dos jogos, o horário muito tarde das partidas e ainda o custo elevado de operação dos equipamentos dos estádios podem explicar a dificuldade de os estádios se viabilizarem financeiramente.

Fontes:
Folha de S.Paulo - Um ano depois da Copa, oito dos doze estádios da Copa têm prejuízo

Sua Opinião

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *